Efeitos da grandisina sobre o sistema hematopoético, em camundongos

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2007
Autor(a) principal: Rita de Cássia Figueiredo
Orientador(a): Ana Maria de Souza
Banca de defesa: Ana Patricia Yatsuda Natsui, Marisa Semprini
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Biociências Aplicadas à Farmácia
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/D.60.2007.tde-02062008-170109
Resumo: A Virola surinamensis, também conhecida como ucuúba branca, é muito difundida na floresta amazônica e, popularmente, usada no tratamento de erisipelas, cólicas e dispepsias. Estudos experimentais demonstraram atividades anti-parasitárias de diferentes componentes da planta contra Schistosoma mansoni, Plasmodium falciparum, Leishmania donovani e Trypanosoma cruzi. Com a possibilidade de utilização farmacológica da planta evidencia-se a necessidade de avaliar os possíveis efeitos sobre o sistema hematopoético. O presente trabalho teve por objetivo verificar os efeitos da grandisina, uma lignana extraída da Virola surinamensis, sobre o sistema hematopoético, em camundongos. Para tanto, foram avaliados os seguintes parâmetros: números globais de eritrócitos, leucócitos e plaquetas no sangue periférico, celularidade na medula óssea e baço (utilizando câmara de Neubauer); contagem diferencial de leucócitos no sangue periférico e medula óssea (em extensões coradas com May-Grünwald/ Giemsa); caracterização da população de linfócitos da medula óssea e baço (por imunocitoquímica). A grandisina, em dose única de 100?g/g de peso corpóreo induziu, no sangue periférico, diminuição significativa do número de leucócitos totais, linfócitos e neutrófilos, após 7 e 14 dias, e redução significativa do número de monócitos, após 14 dias do tratamento. Houve uma tendência de aumento do número de células nucleadas da medula óssea após 7 dias da administração da substância, com aumento significativo após 14 dias do tratamento, mas não ocorreu nenhuma alteração na celularidade do baço. Foi observado aumento das células da linhagem linfocítica e monocítica em evolução, na medula óssea, após 7 e 14 dias do tratamento, enquanto no sangue periférico, o número de linfócitos e monócitos continuaram reduzidos. A grandisina, na dose de 100?g/g de peso corpóreo, por cinco dias, provocou uma redução no número de leucócitos, linfócitos, monócitos e neutrófilos no sangue periférico após 7 dias do tratamento. Houve uma tendência de redução do número de leucócitos, linfócitos e monócitos, com redução significativa do número de neutrófilos, após 14 dias da administração da substância. O número de células da medula óssea reduziu, após 7 e 14 dias do tratamento. Quanto a celularidade do baço, não foi observado qualquer alteração. Ocorreu ainda uma redução no número de células mononucleares e polimorfonucleares em evolução na medula óssea, após 7 e 14 dias do tratamento. No experimento de dose única, a imunohistoquímica dos sedimentos medulares mostrou uma tendência de diminuição do número de Linfócitos T totais, Linfócitos T imaturos e Linfócitos B, após 14 dias do tratamento. No experimento de dose seriada houve redução destas populações de linfócitos, após 7 e 14 dias do tratamento, somente na medula óssea. Os resultados obtidos neste estudo demonstram que a dose de 100?g/g de peso corpóreo, tanto em dose única como seriada, causa importantes alterações nas células sanguíneas indicando que, para o uso terapêutico, doses inferiores a estas devem ser avaliadas.
id USP_5032096015a52801248f5d8e75612900
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-02062008-170109
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesis Efeitos da grandisina sobre o sistema hematopoético, em camundongos Effects of grandisin on hematopoietic system, in mice 2007-01-31Ana Maria de SouzaAna Patricia Yatsuda NatsuiMarisa SempriniRita de Cássia FigueiredoUniversidade de São PauloBiociências Aplicadas à FarmáciaUSPBR grandisin grandisina leucócitos leukocytes Virola surinamensis Virola surinamensis A Virola surinamensis, também conhecida como ucuúba branca, é muito difundida na floresta amazônica e, popularmente, usada no tratamento de erisipelas, cólicas e dispepsias. Estudos experimentais demonstraram atividades anti-parasitárias de diferentes componentes da planta contra Schistosoma mansoni, Plasmodium falciparum, Leishmania donovani e Trypanosoma cruzi. Com a possibilidade de utilização farmacológica da planta evidencia-se a necessidade de avaliar os possíveis efeitos sobre o sistema hematopoético. O presente trabalho teve por objetivo verificar os efeitos da grandisina, uma lignana extraída da Virola surinamensis, sobre o sistema hematopoético, em camundongos. Para tanto, foram avaliados os seguintes parâmetros: números globais de eritrócitos, leucócitos e plaquetas no sangue periférico, celularidade na medula óssea e baço (utilizando câmara de Neubauer); contagem diferencial de leucócitos no sangue periférico e medula óssea (em extensões coradas com May-Grünwald/ Giemsa); caracterização da população de linfócitos da medula óssea e baço (por imunocitoquímica). A grandisina, em dose única de 100?g/g de peso corpóreo induziu, no sangue periférico, diminuição significativa do número de leucócitos totais, linfócitos e neutrófilos, após 7 e 14 dias, e redução significativa do número de monócitos, após 14 dias do tratamento. Houve uma tendência de aumento do número de células nucleadas da medula óssea após 7 dias da administração da substância, com aumento significativo após 14 dias do tratamento, mas não ocorreu nenhuma alteração na celularidade do baço. Foi observado aumento das células da linhagem linfocítica e monocítica em evolução, na medula óssea, após 7 e 14 dias do tratamento, enquanto no sangue periférico, o número de linfócitos e monócitos continuaram reduzidos. A grandisina, na dose de 100?g/g de peso corpóreo, por cinco dias, provocou uma redução no número de leucócitos, linfócitos, monócitos e neutrófilos no sangue periférico após 7 dias do tratamento. Houve uma tendência de redução do número de leucócitos, linfócitos e monócitos, com redução significativa do número de neutrófilos, após 14 dias da administração da substância. O número de células da medula óssea reduziu, após 7 e 14 dias do tratamento. Quanto a celularidade do baço, não foi observado qualquer alteração. Ocorreu ainda uma redução no número de células mononucleares e polimorfonucleares em evolução na medula óssea, após 7 e 14 dias do tratamento. No experimento de dose única, a imunohistoquímica dos sedimentos medulares mostrou uma tendência de diminuição do número de Linfócitos T totais, Linfócitos T imaturos e Linfócitos B, após 14 dias do tratamento. No experimento de dose seriada houve redução destas populações de linfócitos, após 7 e 14 dias do tratamento, somente na medula óssea. Os resultados obtidos neste estudo demonstram que a dose de 100?g/g de peso corpóreo, tanto em dose única como seriada, causa importantes alterações nas células sanguíneas indicando que, para o uso terapêutico, doses inferiores a estas devem ser avaliadas. Virola surinamensis, also known as ucuuba branca, is widespread in the Amazon forest and, popularly, used in the treatment of erysipelas, colic and dyspepsia. Experimental studies have shown antiparasitic activities of different components of the plant against Schistosoma mansoni, Plasmodium falciparum, Leishmania donovani and Trypanosoma cruzi. The potential pharmacological use of the plant points towards the need to evaluate the possible effects on the hematopoietic system. The present work aims to verify the effects of grandisin, a lignan extracted from Virola surinamensis, on the hematopoietic system of mice. The following parameters were evaluated: the number of erythrocytes, leukocytes and platelets on peripheral blood, cell counts on bone marrow and spleen (with Neubauer chamber); differential leukocyte count on peripheral blood and bone marrow (on smears stained with May-Grünwald/Giemsa); the characterization of lymphocytes on bone marrow and spleen (by immunocytochemistry). The grandisin in a single dose of 100?g/g of body weight induced, on peripheral blood, significant decrease in the total count of leukocytes, lymphocytes and neutrophils, after 7 and 14 days and a significant decrease in the number of monocytes, after 14 days of treatment. A tendency in the increase of nucleated bone marrow cells occurred after 7 days of administration of the substance, with a significant increase after 14 days of treatment, but no alteration in the spleen cells occurred. An increase in the cells of lymphocytic and monocytic lineages was observed in evolution, in bone marrow after 7 and 14 days of treatment whereas in peripheral blood the number of lymphocytes and monocytes maintained low. Grandisin, administered during five consecutive days with a daily dose of 100?g/g of body weight, caused a decrease in the number of leukocytes, lymphocytes, monocytes and neutrophils in peripheral blood after 7 days of treatment. A tendency of decrease in the number of leukocytes, lymphocytes and monocytes occurred with a significant decrease in the number of neutrophils, after 14 days of administration of the substance. The number of bone marrow cells decreased after 7 and 14 days of treatment. For the spleen cells no alterations were observed. A decrease in the number of mononuclear and polimorfonuclear cells in evolution on bone marrow after 7 and 14 days of treatment was observed. In a single dose experiment, the immunocytochemistry of medullar sediments showed a tendency of decrease in the total number of T lymphocytes, T immature lymphocytes and B lymphocytes after 14 days of treatment. The serial dose caused a decrease in the population of lymphocytes after 7 and 14 days of treatment in bone marrow. The results obtained in this study demonstrated that the dose of 100?g/g of body weight, either in single or in serial doses, cause important alterations on blood cells indicating that for therapeutic use inferior doses must be evaluated. https://doi.org/10.11606/D.60.2007.tde-02062008-170109info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:04:51Zoai:teses.usp.br:tde-02062008-170109Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212016-07-28T16:09:55Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Efeitos da grandisina sobre o sistema hematopoético, em camundongos
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Effects of grandisin on hematopoietic system, in mice
title Efeitos da grandisina sobre o sistema hematopoético, em camundongos
spellingShingle Efeitos da grandisina sobre o sistema hematopoético, em camundongos
Rita de Cássia Figueiredo
title_short Efeitos da grandisina sobre o sistema hematopoético, em camundongos
title_full Efeitos da grandisina sobre o sistema hematopoético, em camundongos
title_fullStr Efeitos da grandisina sobre o sistema hematopoético, em camundongos
title_full_unstemmed Efeitos da grandisina sobre o sistema hematopoético, em camundongos
title_sort Efeitos da grandisina sobre o sistema hematopoético, em camundongos
author Rita de Cássia Figueiredo
author_facet Rita de Cássia Figueiredo
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Ana Maria de Souza
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Ana Patricia Yatsuda Natsui
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Marisa Semprini
dc.contributor.author.fl_str_mv Rita de Cássia Figueiredo
contributor_str_mv Ana Maria de Souza
Ana Patricia Yatsuda Natsui
Marisa Semprini
description A Virola surinamensis, também conhecida como ucuúba branca, é muito difundida na floresta amazônica e, popularmente, usada no tratamento de erisipelas, cólicas e dispepsias. Estudos experimentais demonstraram atividades anti-parasitárias de diferentes componentes da planta contra Schistosoma mansoni, Plasmodium falciparum, Leishmania donovani e Trypanosoma cruzi. Com a possibilidade de utilização farmacológica da planta evidencia-se a necessidade de avaliar os possíveis efeitos sobre o sistema hematopoético. O presente trabalho teve por objetivo verificar os efeitos da grandisina, uma lignana extraída da Virola surinamensis, sobre o sistema hematopoético, em camundongos. Para tanto, foram avaliados os seguintes parâmetros: números globais de eritrócitos, leucócitos e plaquetas no sangue periférico, celularidade na medula óssea e baço (utilizando câmara de Neubauer); contagem diferencial de leucócitos no sangue periférico e medula óssea (em extensões coradas com May-Grünwald/ Giemsa); caracterização da população de linfócitos da medula óssea e baço (por imunocitoquímica). A grandisina, em dose única de 100?g/g de peso corpóreo induziu, no sangue periférico, diminuição significativa do número de leucócitos totais, linfócitos e neutrófilos, após 7 e 14 dias, e redução significativa do número de monócitos, após 14 dias do tratamento. Houve uma tendência de aumento do número de células nucleadas da medula óssea após 7 dias da administração da substância, com aumento significativo após 14 dias do tratamento, mas não ocorreu nenhuma alteração na celularidade do baço. Foi observado aumento das células da linhagem linfocítica e monocítica em evolução, na medula óssea, após 7 e 14 dias do tratamento, enquanto no sangue periférico, o número de linfócitos e monócitos continuaram reduzidos. A grandisina, na dose de 100?g/g de peso corpóreo, por cinco dias, provocou uma redução no número de leucócitos, linfócitos, monócitos e neutrófilos no sangue periférico após 7 dias do tratamento. Houve uma tendência de redução do número de leucócitos, linfócitos e monócitos, com redução significativa do número de neutrófilos, após 14 dias da administração da substância. O número de células da medula óssea reduziu, após 7 e 14 dias do tratamento. Quanto a celularidade do baço, não foi observado qualquer alteração. Ocorreu ainda uma redução no número de células mononucleares e polimorfonucleares em evolução na medula óssea, após 7 e 14 dias do tratamento. No experimento de dose única, a imunohistoquímica dos sedimentos medulares mostrou uma tendência de diminuição do número de Linfócitos T totais, Linfócitos T imaturos e Linfócitos B, após 14 dias do tratamento. No experimento de dose seriada houve redução destas populações de linfócitos, após 7 e 14 dias do tratamento, somente na medula óssea. Os resultados obtidos neste estudo demonstram que a dose de 100?g/g de peso corpóreo, tanto em dose única como seriada, causa importantes alterações nas células sanguíneas indicando que, para o uso terapêutico, doses inferiores a estas devem ser avaliadas.
publishDate 2007
dc.date.issued.fl_str_mv 2007-01-31
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/D.60.2007.tde-02062008-170109
url https://doi.org/10.11606/D.60.2007.tde-02062008-170109
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Biociências Aplicadas à Farmácia
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376496213917696