Experimentos com microarrays: modelos para identificação de genes diferencialmente expressos

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2006
Autor(a) principal: Rejane Augusta de Oliveira Figueiredo
Orientador(a): Júlia Maria Pavan Soler
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Estatística
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/D.45.2006.tde-20210729-145843
Resumo: Grandes avanços estão ocorrrendo na área de genética e genômica.Inicialmente, cada gene era analisado separadamente com o intuito de verificar, por exemplo, associações com desenvolvimento de doenças. Recentemente, surge a técnica de microarrays, que permite que milhares de genes sejam avaliados simultaneamente. Esta técnica apresenta diversas vantagens nas aplicações em muitas áreas do conhecimento como, por exemplo, a área médica, porém uma série de dificuldades são encontradas nestes experimentosdevido às diversas fontes de variações sistemáticas que podem interferir nas mensurações obtidas, acarretando em resultados falso-positivos. Devido a estas variações e a outros problemas encontrados nestes experimentos, como o problema de múltiplos testes, pois milhares de genes são avaliados num mesmo momento, muitos são os esforços em se encontrar uma melhor abordagem de análise estatística para a identificação de genes diferencialmente expressos (DE). Baseado nestes aspectos, neste estudo são apresentados detalhes dos experimentos com microarrays, suas limitações e, frente a isso, possíveis técnicas de análise estatísticas são consideradas como alternativas não paramétricas de normalização de dados e modelos estatísticos de efeitos fixos e modelos mistos na identificação de genes DE. Como aplicação e motivação deste trabalho, algumas técnicas de análise são aplicadas a um conjunto de dados reais com ratos diabéticos.
id USP_6558266b96c14ae848a34408bd1140c6
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-20210729-145843
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesis Experimentos com microarrays: modelos para identificação de genes diferencialmente expressos not available 2006-05-19Júlia Maria Pavan SolerRejane Augusta de Oliveira FigueiredoUniversidade de São PauloEstatísticaUSPBR Estatística Aplicada Grandes avanços estão ocorrrendo na área de genética e genômica.Inicialmente, cada gene era analisado separadamente com o intuito de verificar, por exemplo, associações com desenvolvimento de doenças. Recentemente, surge a técnica de microarrays, que permite que milhares de genes sejam avaliados simultaneamente. Esta técnica apresenta diversas vantagens nas aplicações em muitas áreas do conhecimento como, por exemplo, a área médica, porém uma série de dificuldades são encontradas nestes experimentosdevido às diversas fontes de variações sistemáticas que podem interferir nas mensurações obtidas, acarretando em resultados falso-positivos. Devido a estas variações e a outros problemas encontrados nestes experimentos, como o problema de múltiplos testes, pois milhares de genes são avaliados num mesmo momento, muitos são os esforços em se encontrar uma melhor abordagem de análise estatística para a identificação de genes diferencialmente expressos (DE). Baseado nestes aspectos, neste estudo são apresentados detalhes dos experimentos com microarrays, suas limitações e, frente a isso, possíveis técnicas de análise estatísticas são consideradas como alternativas não paramétricas de normalização de dados e modelos estatísticos de efeitos fixos e modelos mistos na identificação de genes DE. Como aplicação e motivação deste trabalho, algumas técnicas de análise são aplicadas a um conjunto de dados reais com ratos diabéticos. not available https://doi.org/10.11606/D.45.2006.tde-20210729-145843info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T19:41:13Zoai:teses.usp.br:tde-20210729-145843Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212021-07-31T19:16Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Experimentos com microarrays: modelos para identificação de genes diferencialmente expressos
dc.title.alternative.en.fl_str_mv not available
title Experimentos com microarrays: modelos para identificação de genes diferencialmente expressos
spellingShingle Experimentos com microarrays: modelos para identificação de genes diferencialmente expressos
Rejane Augusta de Oliveira Figueiredo
title_short Experimentos com microarrays: modelos para identificação de genes diferencialmente expressos
title_full Experimentos com microarrays: modelos para identificação de genes diferencialmente expressos
title_fullStr Experimentos com microarrays: modelos para identificação de genes diferencialmente expressos
title_full_unstemmed Experimentos com microarrays: modelos para identificação de genes diferencialmente expressos
title_sort Experimentos com microarrays: modelos para identificação de genes diferencialmente expressos
author Rejane Augusta de Oliveira Figueiredo
author_facet Rejane Augusta de Oliveira Figueiredo
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Júlia Maria Pavan Soler
dc.contributor.author.fl_str_mv Rejane Augusta de Oliveira Figueiredo
contributor_str_mv Júlia Maria Pavan Soler
description Grandes avanços estão ocorrrendo na área de genética e genômica.Inicialmente, cada gene era analisado separadamente com o intuito de verificar, por exemplo, associações com desenvolvimento de doenças. Recentemente, surge a técnica de microarrays, que permite que milhares de genes sejam avaliados simultaneamente. Esta técnica apresenta diversas vantagens nas aplicações em muitas áreas do conhecimento como, por exemplo, a área médica, porém uma série de dificuldades são encontradas nestes experimentosdevido às diversas fontes de variações sistemáticas que podem interferir nas mensurações obtidas, acarretando em resultados falso-positivos. Devido a estas variações e a outros problemas encontrados nestes experimentos, como o problema de múltiplos testes, pois milhares de genes são avaliados num mesmo momento, muitos são os esforços em se encontrar uma melhor abordagem de análise estatística para a identificação de genes diferencialmente expressos (DE). Baseado nestes aspectos, neste estudo são apresentados detalhes dos experimentos com microarrays, suas limitações e, frente a isso, possíveis técnicas de análise estatísticas são consideradas como alternativas não paramétricas de normalização de dados e modelos estatísticos de efeitos fixos e modelos mistos na identificação de genes DE. Como aplicação e motivação deste trabalho, algumas técnicas de análise são aplicadas a um conjunto de dados reais com ratos diabéticos.
publishDate 2006
dc.date.issued.fl_str_mv 2006-05-19
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/D.45.2006.tde-20210729-145843
url https://doi.org/10.11606/D.45.2006.tde-20210729-145843
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Estatística
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786377013045493760