Efeito da flutuação da disponibilidade de oxigênio e da privação alimentar sobre o metabolismo de radicais livres

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2009
Autor(a) principal: Alexis Fonseca Welker
Orientador(a): Marcelo Hermes Lima
Banca de defesa: José Eduardo de Carvalho, Pio Colepicolo Neto, Alicia Juliana Kowaltowski, Silvia Cristina Ribeiro de Souza
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Fisiologia Geral
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.41.2009.tde-13082009-184809
Resumo: Muitas espécies de animais vivenciam situações nas quais há uma profunda depressão metabólica, como na anóxia, na hipóxia e na hibernação. Durante a reoxigenação ou o despertar, ocorre aumento da produção de espécies reativas de oxigênio (ROS), que tendem a causar danos oxidativos. Diferentes enzimas antioxidantes protegem o organismo contra as ROS, porém não se sabe qual a real importância de cada uma delas durante a reoxigenação. A hibernação é uma das formas de hipometabolismo menos estudadas, fazendo com que haja questionamentos sobre como os hibernantes se protegem das ROS durante o despertar. A análise dos dados existentes é complexa devido à existência de variáveis não controladas, como o efeito do jejum associado à hibernação. Nesta tese, foram desenvolvidos dois projetos. Em um, investigou-se a importância da catalase num ciclo de anóxia e reoxigenação em caramujos pulmonados. No segundo, investigou-se o efeito da hibernação e da privação alimentar no intestino de lagartos teiús. Com base nos resultados, foi possível concluir que a catalase exerce um papel complementar contra os danos oxidativos causados pelas ROS e em conjunto com os demais componentes do sistema antioxidante. Porém, sua função não parece ser essencial, sendo em grande parte compensada pela atividade de glutationa peroxidase. Também foi possível concluir que a hibernação, estudada sem a interferência de drásticas quedas da temperatura, causa nítidas alterações no metabolismo de radicais livres no intestino de lagartos, com queda de atividades enzimáticas e de concentração de glutationa. A ausência de grandes danos oxidativos durante o despertar dos animais mostra que eles têm um sistema antioxidante eficiente. A privação alimentar resultou em respostas semelhantes as da hibernação, mas parece ter causado um certo grau de estresse oxidativo. Os resultados apresentados nesta tese respondem dois questionamentos no estudo do metabolismo de radicais livres em situações que envolvem flutuações na disponibilidade e no consumo de oxigênio.
id USP_7edbc4944d05007601f0199d31536699
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-13082009-184809
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis Efeito da flutuação da disponibilidade de oxigênio e da privação alimentar sobre o metabolismo de radicais livres Effect of fluctuation of oxygen availability and food deprivation on free radical metabolism 2009-07-17Marcelo Hermes LimaJosé Eduardo de CarvalhoPio Colepicolo NetoAlicia Juliana KowaltowskiSilvia Cristina Ribeiro de SouzaAlexis Fonseca WelkerUniversidade de São PauloFisiologia GeralUSPBR Alimento Antioxidant Antioxidante Food Free radicals Oxigênio Oxygen Peroxidação. Peroxidation. Muitas espécies de animais vivenciam situações nas quais há uma profunda depressão metabólica, como na anóxia, na hipóxia e na hibernação. Durante a reoxigenação ou o despertar, ocorre aumento da produção de espécies reativas de oxigênio (ROS), que tendem a causar danos oxidativos. Diferentes enzimas antioxidantes protegem o organismo contra as ROS, porém não se sabe qual a real importância de cada uma delas durante a reoxigenação. A hibernação é uma das formas de hipometabolismo menos estudadas, fazendo com que haja questionamentos sobre como os hibernantes se protegem das ROS durante o despertar. A análise dos dados existentes é complexa devido à existência de variáveis não controladas, como o efeito do jejum associado à hibernação. Nesta tese, foram desenvolvidos dois projetos. Em um, investigou-se a importância da catalase num ciclo de anóxia e reoxigenação em caramujos pulmonados. No segundo, investigou-se o efeito da hibernação e da privação alimentar no intestino de lagartos teiús. Com base nos resultados, foi possível concluir que a catalase exerce um papel complementar contra os danos oxidativos causados pelas ROS e em conjunto com os demais componentes do sistema antioxidante. Porém, sua função não parece ser essencial, sendo em grande parte compensada pela atividade de glutationa peroxidase. Também foi possível concluir que a hibernação, estudada sem a interferência de drásticas quedas da temperatura, causa nítidas alterações no metabolismo de radicais livres no intestino de lagartos, com queda de atividades enzimáticas e de concentração de glutationa. A ausência de grandes danos oxidativos durante o despertar dos animais mostra que eles têm um sistema antioxidante eficiente. A privação alimentar resultou em respostas semelhantes as da hibernação, mas parece ter causado um certo grau de estresse oxidativo. Os resultados apresentados nesta tese respondem dois questionamentos no estudo do metabolismo de radicais livres em situações que envolvem flutuações na disponibilidade e no consumo de oxigênio. Many species of animals experience situations in which occurs a profound metabolic depression, like anoxia, hypoxia and hibernation. During reoxygenation or arousal, there is an increase of the production of reactive oxygen species (ROS), which tend to cause oxidative damage. Different antioxidant enzymes protect the organims against the ROS, however the real importance of each one of them during reoxygenation is not known. Hibernation is one of the types of hypometabolism less studied, and questions about how the hibernators protect themselves from ROS during the arousal have not yet been answered. The analysis of the existent data is complex due to the existence of uncontrolled variables. In this thesis were carried out two studies in which were investigated: the importance of catalase in a cycle of anoxia and reoxygenation in pulmonate snails, and the effect of hibernation and of food deprivation in the intestine of tegu lizards. Considering the results, it was possible to conclude that catalase plays an complementary role against the damages caused by ROS and in association with the other components of the antioxidant system. However, its function seems to be non-essential, being greatly compensated by the glutathione peroxidase activity. It was also possible to conclude that hibernation, studied without the interference of drastic falls in temperature, causes clear alterations in free radicals metabolism in the lizards intestine, with a reduction in enzymes activities and in glutathione concentration. The absence of big oxidative damage during the arousal of the animals shows that they have an efficient antioxidant system. Food deprivation resulted in similar responses of those from hibernation, but seemed to cause some degree of oxidative stress. The results presented in this thesis answer two questions in the study of the free radical metabolism in situations that involve fluctuations in oxygen availability and consumption. https://doi.org/10.11606/T.41.2009.tde-13082009-184809info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:52:17Zoai:teses.usp.br:tde-13082009-184809Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212016-07-28T16:10Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Efeito da flutuação da disponibilidade de oxigênio e da privação alimentar sobre o metabolismo de radicais livres
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Effect of fluctuation of oxygen availability and food deprivation on free radical metabolism
title Efeito da flutuação da disponibilidade de oxigênio e da privação alimentar sobre o metabolismo de radicais livres
spellingShingle Efeito da flutuação da disponibilidade de oxigênio e da privação alimentar sobre o metabolismo de radicais livres
Alexis Fonseca Welker
title_short Efeito da flutuação da disponibilidade de oxigênio e da privação alimentar sobre o metabolismo de radicais livres
title_full Efeito da flutuação da disponibilidade de oxigênio e da privação alimentar sobre o metabolismo de radicais livres
title_fullStr Efeito da flutuação da disponibilidade de oxigênio e da privação alimentar sobre o metabolismo de radicais livres
title_full_unstemmed Efeito da flutuação da disponibilidade de oxigênio e da privação alimentar sobre o metabolismo de radicais livres
title_sort Efeito da flutuação da disponibilidade de oxigênio e da privação alimentar sobre o metabolismo de radicais livres
author Alexis Fonseca Welker
author_facet Alexis Fonseca Welker
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Marcelo Hermes Lima
dc.contributor.referee1.fl_str_mv José Eduardo de Carvalho
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Pio Colepicolo Neto
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Alicia Juliana Kowaltowski
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Silvia Cristina Ribeiro de Souza
dc.contributor.author.fl_str_mv Alexis Fonseca Welker
contributor_str_mv Marcelo Hermes Lima
José Eduardo de Carvalho
Pio Colepicolo Neto
Alicia Juliana Kowaltowski
Silvia Cristina Ribeiro de Souza
description Muitas espécies de animais vivenciam situações nas quais há uma profunda depressão metabólica, como na anóxia, na hipóxia e na hibernação. Durante a reoxigenação ou o despertar, ocorre aumento da produção de espécies reativas de oxigênio (ROS), que tendem a causar danos oxidativos. Diferentes enzimas antioxidantes protegem o organismo contra as ROS, porém não se sabe qual a real importância de cada uma delas durante a reoxigenação. A hibernação é uma das formas de hipometabolismo menos estudadas, fazendo com que haja questionamentos sobre como os hibernantes se protegem das ROS durante o despertar. A análise dos dados existentes é complexa devido à existência de variáveis não controladas, como o efeito do jejum associado à hibernação. Nesta tese, foram desenvolvidos dois projetos. Em um, investigou-se a importância da catalase num ciclo de anóxia e reoxigenação em caramujos pulmonados. No segundo, investigou-se o efeito da hibernação e da privação alimentar no intestino de lagartos teiús. Com base nos resultados, foi possível concluir que a catalase exerce um papel complementar contra os danos oxidativos causados pelas ROS e em conjunto com os demais componentes do sistema antioxidante. Porém, sua função não parece ser essencial, sendo em grande parte compensada pela atividade de glutationa peroxidase. Também foi possível concluir que a hibernação, estudada sem a interferência de drásticas quedas da temperatura, causa nítidas alterações no metabolismo de radicais livres no intestino de lagartos, com queda de atividades enzimáticas e de concentração de glutationa. A ausência de grandes danos oxidativos durante o despertar dos animais mostra que eles têm um sistema antioxidante eficiente. A privação alimentar resultou em respostas semelhantes as da hibernação, mas parece ter causado um certo grau de estresse oxidativo. Os resultados apresentados nesta tese respondem dois questionamentos no estudo do metabolismo de radicais livres em situações que envolvem flutuações na disponibilidade e no consumo de oxigênio.
publishDate 2009
dc.date.issued.fl_str_mv 2009-07-17
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.41.2009.tde-13082009-184809
url https://doi.org/10.11606/T.41.2009.tde-13082009-184809
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Fisiologia Geral
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376800967852032