De esquecidos e renascidos: historiografia Acadêmica Luso-Americana (1724-1759)

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2002
Autor(a) principal: Iris Kantor
Orientador(a): Fernando Antonio Novais
Banca de defesa: Caio César Boschi, Istvan Jancso, Stuart Barry Schwartz, Laura de Mello e Souza
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: História Social
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.8.2002.tde-05082022-144251
Resumo: A formação de academias com vocação historiográfica na América portuguesa durante os setecentos constitui um campo de reflexão intelectual sobre a experiência de colonização. Articuladas às redes acadêmicas européias e portuguesas, os eruditos elaboraram uma perspectiva da especificidade, continuidade temporal e territorialidade americana em meio ao processo de secularização do Império português.
id USP_c386d527a992bee1efac53a97f00943f
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05082022-144251
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis De esquecidos e renascidos: historiografia Acadêmica Luso-Americana (1724-1759) Not available 2002-08-02Fernando Antonio NovaisCaio César BoschiIstvan JancsoStuart Barry SchwartzLaura de Mello e SouzaIris KantorUniversidade de São PauloHistória SocialUSPBR Academias eruditas América portuguesa Bahia Bahia Catolic enlightment Historiografia Historiography Ilustração católica Learned societies Political reforms Portuguese America Reformismo pombalino Secularização Secularization A formação de academias com vocação historiográfica na América portuguesa durante os setecentos constitui um campo de reflexão intelectual sobre a experiência de colonização. Articuladas às redes acadêmicas européias e portuguesas, os eruditos elaboraram uma perspectiva da especificidade, continuidade temporal e territorialidade americana em meio ao processo de secularização do Império português. The establishment, in the 18th century, of the Luso-american learned societies opened a fertile field for the intelectual discussion about the colonial experience. Interwowen with European and Portuguese nets, the savants elaborated a view of its specificity, the historical continuity and the American territorial boundaries within the process of secularization of the Portuguese empire. https://doi.org/10.11606/T.8.2002.tde-05082022-144251info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:33Zoai:teses.usp.br:tde-05082022-144251Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212022-08-05T19:15:33Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv De esquecidos e renascidos: historiografia Acadêmica Luso-Americana (1724-1759)
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Not available
title De esquecidos e renascidos: historiografia Acadêmica Luso-Americana (1724-1759)
spellingShingle De esquecidos e renascidos: historiografia Acadêmica Luso-Americana (1724-1759)
Iris Kantor
title_short De esquecidos e renascidos: historiografia Acadêmica Luso-Americana (1724-1759)
title_full De esquecidos e renascidos: historiografia Acadêmica Luso-Americana (1724-1759)
title_fullStr De esquecidos e renascidos: historiografia Acadêmica Luso-Americana (1724-1759)
title_full_unstemmed De esquecidos e renascidos: historiografia Acadêmica Luso-Americana (1724-1759)
title_sort De esquecidos e renascidos: historiografia Acadêmica Luso-Americana (1724-1759)
author Iris Kantor
author_facet Iris Kantor
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Fernando Antonio Novais
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Caio César Boschi
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Istvan Jancso
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Stuart Barry Schwartz
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Laura de Mello e Souza
dc.contributor.author.fl_str_mv Iris Kantor
contributor_str_mv Fernando Antonio Novais
Caio César Boschi
Istvan Jancso
Stuart Barry Schwartz
Laura de Mello e Souza
description A formação de academias com vocação historiográfica na América portuguesa durante os setecentos constitui um campo de reflexão intelectual sobre a experiência de colonização. Articuladas às redes acadêmicas européias e portuguesas, os eruditos elaboraram uma perspectiva da especificidade, continuidade temporal e territorialidade americana em meio ao processo de secularização do Império português.
publishDate 2002
dc.date.issued.fl_str_mv 2002-08-02
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.8.2002.tde-05082022-144251
url https://doi.org/10.11606/T.8.2002.tde-05082022-144251
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv História Social
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376583376797696