Valor prognóstico da imunoexpressão de podoplanina e de CD44v6 na recidiva locorregional dos pacientes com câncer de lábio

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2017
Autor(a) principal: Alexandre Simões Garcia
Orientador(a): Denise Tostes Oliveira
Banca de defesa: Eduardo Sanches Gonçales, Glauco Issamu Miyahara, Paulo Sergio da Silva Santos, Andréia Aparecida da Silva
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Ciências Odontológicas Aplicadas
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.25.2017.tde-05092017-203930
Resumo: O objetivo deste estudo consistiu em avaliar a expressão imuno-histoquímica da podoplanina e do CD44v6 pelas células malignas, verificando a associação destas proteínas com as variáveis clínicas, microscópicas, com o índice histopatológico de malignidade e com a sobrevivência livre de doença de 91 pacientes portadores de carcinomas espinocelulares (CEC) de lábio inferior, tratados no Centro de Tratamento e Pesquisa do Hospital do Câncer A.C.Camargo, São Paulo. Os tumores foram corados, separadamente, com os anticorpos anti-podoplanina e anti-CD44v6, sendo avaliada a imunoexpressão destas proteínas pelas células neoplásicas, no front de invasão tumoral, por meio de um método semi-quantitativo de escores. A associação da expressão da podoplanina e do CD44v6 com as variáveis demográficas, clínicas e microscópicas foi feita pelo teste do qui-quadrado ou exato de Fisher. As taxas de sobrevivência livre de doença, acumuladas em cinco e dez anos, foram calculadas pelo teste de Kaplan-Meier e a influência das variáveis clínicas e microscópicas no prognóstico avaliadas pelo modelo de regressão de Cox. A correlação entre a podoplanina e o CD44v6 foi analisada pelo teste de Spearman. Em todos os testes estatísticos utilizou-se um nível de significância de 5%. Os resultados mostraram uma predominância da forte expressão membranosa e citoplasmática da podoplanina pelas células malignas. Verificou-se uma associação significativa da podoplanina citoplasmática com a recidiva locorregional (p=0,028) e da podoplanina membranosa com o índice histopatológico de malignidade tumoral (p=0,026). O CD44v6 foi fortemente expresso pelas células neoplásicas de 95,4% dos CECs e significativamente, associado com o estadiamento clínico T (p=0,034). Não houve correlação entre a podoplanina e o CD44v6 nos CECs de lábio inferior. A forte expressão de podoplanina membranosa (p=0,016) e citoplasmática (p=0,030) pelas células malignas foi fator de prognóstico favorável independente na sobrevivência livre de doença. Concluímos que a podoplanina e o CD44v6 são fortemente expressos pelas células neoplásicas e que a forte imunoexpressão membranosa e citoplasmática da podoplanina pode auxiliar na identificação do risco de recidiva locorregional nos pacientes portadores de carcinoma espinocelular de lábio inferior.
id USP_e8682278e56860331c4299002534a0d1
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05092017-203930
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis Valor prognóstico da imunoexpressão de podoplanina e de CD44v6 na recidiva locorregional dos pacientes com câncer de lábio Prognostic value of podoplanin and CD44v6 immunoexpressions on locoregional recurrence of the patients with lip cancer 2017-04-20Denise Tostes OliveiraEduardo Sanches GonçalesGlauco Issamu MiyaharaPaulo Sergio da Silva SantosAndréia Aparecida da SilvaAlexandre Simões GarciaUniversidade de São PauloCiências Odontológicas AplicadasUSPBR Antigens, CD44 CD44 Mouth neoplasms Neoplasias bucais Podoplanin Podoplanina O objetivo deste estudo consistiu em avaliar a expressão imuno-histoquímica da podoplanina e do CD44v6 pelas células malignas, verificando a associação destas proteínas com as variáveis clínicas, microscópicas, com o índice histopatológico de malignidade e com a sobrevivência livre de doença de 91 pacientes portadores de carcinomas espinocelulares (CEC) de lábio inferior, tratados no Centro de Tratamento e Pesquisa do Hospital do Câncer A.C.Camargo, São Paulo. Os tumores foram corados, separadamente, com os anticorpos anti-podoplanina e anti-CD44v6, sendo avaliada a imunoexpressão destas proteínas pelas células neoplásicas, no front de invasão tumoral, por meio de um método semi-quantitativo de escores. A associação da expressão da podoplanina e do CD44v6 com as variáveis demográficas, clínicas e microscópicas foi feita pelo teste do qui-quadrado ou exato de Fisher. As taxas de sobrevivência livre de doença, acumuladas em cinco e dez anos, foram calculadas pelo teste de Kaplan-Meier e a influência das variáveis clínicas e microscópicas no prognóstico avaliadas pelo modelo de regressão de Cox. A correlação entre a podoplanina e o CD44v6 foi analisada pelo teste de Spearman. Em todos os testes estatísticos utilizou-se um nível de significância de 5%. Os resultados mostraram uma predominância da forte expressão membranosa e citoplasmática da podoplanina pelas células malignas. Verificou-se uma associação significativa da podoplanina citoplasmática com a recidiva locorregional (p=0,028) e da podoplanina membranosa com o índice histopatológico de malignidade tumoral (p=0,026). O CD44v6 foi fortemente expresso pelas células neoplásicas de 95,4% dos CECs e significativamente, associado com o estadiamento clínico T (p=0,034). Não houve correlação entre a podoplanina e o CD44v6 nos CECs de lábio inferior. A forte expressão de podoplanina membranosa (p=0,016) e citoplasmática (p=0,030) pelas células malignas foi fator de prognóstico favorável independente na sobrevivência livre de doença. Concluímos que a podoplanina e o CD44v6 são fortemente expressos pelas células neoplásicas e que a forte imunoexpressão membranosa e citoplasmática da podoplanina pode auxiliar na identificação do risco de recidiva locorregional nos pacientes portadores de carcinoma espinocelular de lábio inferior. The aim of this study was evalute the podoplanin and CD44v6 immunohistochemical expression by malignant cells and its association with the clinical and microscopic variables, tumor histopathological grading and disease-free survival of 91 patients with lip squamous cell carcinomas (SCC), submitted to surgical treatment at Research and Treatment Center of the Cancer Hospital A.C. Camargo, São Paulo. The tumors were stained separately, with the antibodies anti-podoplanin and anti-CD44v6, and the immunoexpression of these proteins, by the neoplastic cells in the invasion front, was evaluated by a semi-quantitative scores method. Chi-square test or Fishers exact test was used to analyze the association of podoplanin and CD44v6 expression with demographic, clinical, and microscopic variables. Disease-free survival in five and ten years, were calculated by the Kaplan-Meier method and the influence of clinical and microscopic variables on prognosis were evaluated by the Cox regression model. The correlation between podoplanin and CD44v6 expression was analyzed by Spearman\'s test and a significance level of 5% was used in all statistical tests. The results showed a predominance of strong membranous and cytoplasmic podoplanin expression by malignant cells. An association between cytoplasmic podoplanin and locorregional recurrence (p=0,028) and membranous podoplanin with tumor histopathological grading (p=0,026). CD44v6 was strongly expressed in 95.4% of the SCCs neoplastic cells and significantly associated with the clinical staging T (p=0,034). There was no correlation between podoplanin and CD44v6 expression in the lower lip SCC. The strong expression of membranous (p=0.016) and cytoplasmic (p=0.030) podoplanin by malignant cells was a favorable independent prognostic factor in disease-free survival. Concluding, the podoplanin and CD44v6 are strongly expressed by neoplastic cells and the strong membranous and cytoplasmic immunoexpression of podoplanin can help the identification of locoregional recurrence risk in patients with squamous cell carcinoma of the lower lip. https://doi.org/10.11606/T.25.2017.tde-05092017-203930info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:46Zoai:teses.usp.br:tde-05092017-203930Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212018-07-17T16:38:18Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Valor prognóstico da imunoexpressão de podoplanina e de CD44v6 na recidiva locorregional dos pacientes com câncer de lábio
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Prognostic value of podoplanin and CD44v6 immunoexpressions on locoregional recurrence of the patients with lip cancer
title Valor prognóstico da imunoexpressão de podoplanina e de CD44v6 na recidiva locorregional dos pacientes com câncer de lábio
spellingShingle Valor prognóstico da imunoexpressão de podoplanina e de CD44v6 na recidiva locorregional dos pacientes com câncer de lábio
Alexandre Simões Garcia
title_short Valor prognóstico da imunoexpressão de podoplanina e de CD44v6 na recidiva locorregional dos pacientes com câncer de lábio
title_full Valor prognóstico da imunoexpressão de podoplanina e de CD44v6 na recidiva locorregional dos pacientes com câncer de lábio
title_fullStr Valor prognóstico da imunoexpressão de podoplanina e de CD44v6 na recidiva locorregional dos pacientes com câncer de lábio
title_full_unstemmed Valor prognóstico da imunoexpressão de podoplanina e de CD44v6 na recidiva locorregional dos pacientes com câncer de lábio
title_sort Valor prognóstico da imunoexpressão de podoplanina e de CD44v6 na recidiva locorregional dos pacientes com câncer de lábio
author Alexandre Simões Garcia
author_facet Alexandre Simões Garcia
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Denise Tostes Oliveira
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Eduardo Sanches Gonçales
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Glauco Issamu Miyahara
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Paulo Sergio da Silva Santos
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Andréia Aparecida da Silva
dc.contributor.author.fl_str_mv Alexandre Simões Garcia
contributor_str_mv Denise Tostes Oliveira
Eduardo Sanches Gonçales
Glauco Issamu Miyahara
Paulo Sergio da Silva Santos
Andréia Aparecida da Silva
description O objetivo deste estudo consistiu em avaliar a expressão imuno-histoquímica da podoplanina e do CD44v6 pelas células malignas, verificando a associação destas proteínas com as variáveis clínicas, microscópicas, com o índice histopatológico de malignidade e com a sobrevivência livre de doença de 91 pacientes portadores de carcinomas espinocelulares (CEC) de lábio inferior, tratados no Centro de Tratamento e Pesquisa do Hospital do Câncer A.C.Camargo, São Paulo. Os tumores foram corados, separadamente, com os anticorpos anti-podoplanina e anti-CD44v6, sendo avaliada a imunoexpressão destas proteínas pelas células neoplásicas, no front de invasão tumoral, por meio de um método semi-quantitativo de escores. A associação da expressão da podoplanina e do CD44v6 com as variáveis demográficas, clínicas e microscópicas foi feita pelo teste do qui-quadrado ou exato de Fisher. As taxas de sobrevivência livre de doença, acumuladas em cinco e dez anos, foram calculadas pelo teste de Kaplan-Meier e a influência das variáveis clínicas e microscópicas no prognóstico avaliadas pelo modelo de regressão de Cox. A correlação entre a podoplanina e o CD44v6 foi analisada pelo teste de Spearman. Em todos os testes estatísticos utilizou-se um nível de significância de 5%. Os resultados mostraram uma predominância da forte expressão membranosa e citoplasmática da podoplanina pelas células malignas. Verificou-se uma associação significativa da podoplanina citoplasmática com a recidiva locorregional (p=0,028) e da podoplanina membranosa com o índice histopatológico de malignidade tumoral (p=0,026). O CD44v6 foi fortemente expresso pelas células neoplásicas de 95,4% dos CECs e significativamente, associado com o estadiamento clínico T (p=0,034). Não houve correlação entre a podoplanina e o CD44v6 nos CECs de lábio inferior. A forte expressão de podoplanina membranosa (p=0,016) e citoplasmática (p=0,030) pelas células malignas foi fator de prognóstico favorável independente na sobrevivência livre de doença. Concluímos que a podoplanina e o CD44v6 são fortemente expressos pelas células neoplásicas e que a forte imunoexpressão membranosa e citoplasmática da podoplanina pode auxiliar na identificação do risco de recidiva locorregional nos pacientes portadores de carcinoma espinocelular de lábio inferior.
publishDate 2017
dc.date.issued.fl_str_mv 2017-04-20
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.25.2017.tde-05092017-203930
url https://doi.org/10.11606/T.25.2017.tde-05092017-203930
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Ciências Odontológicas Aplicadas
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376584861581312