Adolescer: discursos de uma subjetivação

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2010
Autor(a) principal: Adi, Ashjan Sadique
Orientador(a): Osório, Antônio Carlos do Nascimento
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Não Informado pela instituição
Programa de Pós-Graduação: Não Informado pela instituição
Departamento: Não Informado pela instituição
País: Não Informado pela instituição
Palavras-chave em Português:
Link de acesso: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/685
Resumo: Este trabalho teve como objeto de investigação a construção da subjetividade adolescente, a partir da perspectiva foucaultiana. Tratou-se de uma pesquisa de caráter qualitativo e seu objetivo principal consistiu em compreender como os adolescentes se constituem através das “Tecnologias de Poder” e “Tecnologias de Si” que incidem sobre eles, prescrevendo um modo de vida. O lócus do estudo foi uma instituição pública de ensino. Para seu desenvolvimento, os procedimentos metodológicos utilizados foram: observação, consulta documental, entrevista semi-estruturada, questionário, discussões em grupo, técnicas de dinâmica de grupo. A análise de discurso correspondeu à técnica de análise dos dados. Para alcançá-los, buscamos a discursividade sobre a adolescência através das falas dos próprios adolescentes, sobretudo, e dos demais membros da instituição: professores, coordenadores pedagógicos e técnicos administrativos. Deste trabalho investigativo foi nos possível extrair como resultados a significativa influência das instituições religiosas como promotoras de Tecnologias de Si e orientadoras das Relações Consigo, a compreensão nostálgica das relações de autoridade como imprescindíveis, assim como a existência de práticas singulares dos jovens, constituindo modos de existir que vão de encontro aos padrões instituídos.
id UFMS_816104d059884b2bc99f3917a9c26bb9
oai_identifier_str oai:repositorio.ufms.br:123456789/685
network_acronym_str UFMS
network_name_str Repositório Institucional da UFMS
repository_id_str
spelling 2011-10-31T13:56:54Z2021-09-30T19:56:52Z2010https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/685Este trabalho teve como objeto de investigação a construção da subjetividade adolescente, a partir da perspectiva foucaultiana. Tratou-se de uma pesquisa de caráter qualitativo e seu objetivo principal consistiu em compreender como os adolescentes se constituem através das “Tecnologias de Poder” e “Tecnologias de Si” que incidem sobre eles, prescrevendo um modo de vida. O lócus do estudo foi uma instituição pública de ensino. Para seu desenvolvimento, os procedimentos metodológicos utilizados foram: observação, consulta documental, entrevista semi-estruturada, questionário, discussões em grupo, técnicas de dinâmica de grupo. A análise de discurso correspondeu à técnica de análise dos dados. Para alcançá-los, buscamos a discursividade sobre a adolescência através das falas dos próprios adolescentes, sobretudo, e dos demais membros da instituição: professores, coordenadores pedagógicos e técnicos administrativos. Deste trabalho investigativo foi nos possível extrair como resultados a significativa influência das instituições religiosas como promotoras de Tecnologias de Si e orientadoras das Relações Consigo, a compreensão nostálgica das relações de autoridade como imprescindíveis, assim como a existência de práticas singulares dos jovens, constituindo modos de existir que vão de encontro aos padrões instituídos.This piece of work has the purpose of investigating the construction of adolescent subjectivity by means of applying Foucauldian perspective. It refers to a research of qualitative character and its main objective consists of comprehending how adolescents constitute themselves through `technologies of power` and `technologies of self` that incide upon them, prescribing a way of life. The locus of this study was a public school. For its development, the methodological procedures used were: observation, documental consultation, semi-structured interviews, questionnaires, group discussions, dinamic group technics. The analysis of the speech corresponds to the data technic analysis. To reach such objective, the discursivity on adolescence was accessed through the speechs of the adolescents themselves mainly, and through the other members of the institution: teachers, pedagogical coordenators and administrative workers. From this investigative research it was possible to extract as a result the significant influence of religious institutions as promoters of ´technologies of the self` and guides of the `relations with oneself`, the nostalgic comprehension of authority relations as indispensable, as well as the existence of singular practices of youth, constituting ways of existing that confront the stablishment.porAdolescência – educaçãoAnálise do DiscursoTraços de PersonalidadeAdolescer: discursos de uma subjetivaçãoinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesisOsório, Antônio Carlos do NascimentoAdi, Ashjan Sadiqueinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Repositório Institucional da UFMSinstname:Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)instacron:UFMSTHUMBNAILAshjan Sadique Adi.pdf.jpgAshjan Sadique Adi.pdf.jpgGenerated Thumbnailimage/jpeg1179https://repositorio.ufms.br/bitstream/123456789/685/4/Ashjan%20Sadique%20Adi.pdf.jpg9154e4bf1d90119aa5e09a1a8e57f71dMD54TEXTAshjan Sadique Adi.pdf.txtAshjan Sadique Adi.pdf.txtExtracted texttext/plain514043https://repositorio.ufms.br/bitstream/123456789/685/3/Ashjan%20Sadique%20Adi.pdf.txtf6e955ccadf2ddc18ebe075a492f41acMD53ORIGINALAshjan Sadique Adi.pdfAshjan Sadique Adi.pdfapplication/pdf990595https://repositorio.ufms.br/bitstream/123456789/685/1/Ashjan%20Sadique%20Adi.pdf6dca2ff0d96f3783637a56fe8ff79f55MD51LICENSElicense.txtlicense.txttext/plain; charset=utf-81748https://repositorio.ufms.br/bitstream/123456789/685/2/license.txt8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33MD52123456789/6852021-09-30 15:56:52.64oai:repositorio.ufms.br:123456789/685Tk9URTogUExBQ0UgWU9VUiBPV04gTElDRU5TRSBIRVJFClRoaXMgc2FtcGxlIGxpY2Vuc2UgaXMgcHJvdmlkZWQgZm9yIGluZm9ybWF0aW9uYWwgcHVycG9zZXMgb25seS4KCk5PTi1FWENMVVNJVkUgRElTVFJJQlVUSU9OIExJQ0VOU0UKCkJ5IHNpZ25pbmcgYW5kIHN1Ym1pdHRpbmcgdGhpcyBsaWNlbnNlLCB5b3UgKHRoZSBhdXRob3Iocykgb3IgY29weXJpZ2h0Cm93bmVyKSBncmFudHMgdG8gRFNwYWNlIFVuaXZlcnNpdHkgKERTVSkgdGhlIG5vbi1leGNsdXNpdmUgcmlnaHQgdG8gcmVwcm9kdWNlLAp0cmFuc2xhdGUgKGFzIGRlZmluZWQgYmVsb3cpLCBhbmQvb3IgZGlzdHJpYnV0ZSB5b3VyIHN1Ym1pc3Npb24gKGluY2x1ZGluZwp0aGUgYWJzdHJhY3QpIHdvcmxkd2lkZSBpbiBwcmludCBhbmQgZWxlY3Ryb25pYyBmb3JtYXQgYW5kIGluIGFueSBtZWRpdW0sCmluY2x1ZGluZyBidXQgbm90IGxpbWl0ZWQgdG8gYXVkaW8gb3IgdmlkZW8uCgpZb3UgYWdyZWUgdGhhdCBEU1UgbWF5LCB3aXRob3V0IGNoYW5naW5nIHRoZSBjb250ZW50LCB0cmFuc2xhdGUgdGhlCnN1Ym1pc3Npb24gdG8gYW55IG1lZGl1bSBvciBmb3JtYXQgZm9yIHRoZSBwdXJwb3NlIG9mIHByZXNlcnZhdGlvbi4KCllvdSBhbHNvIGFncmVlIHRoYXQgRFNVIG1heSBrZWVwIG1vcmUgdGhhbiBvbmUgY29weSBvZiB0aGlzIHN1Ym1pc3Npb24gZm9yCnB1cnBvc2VzIG9mIHNlY3VyaXR5LCBiYWNrLXVwIGFuZCBwcmVzZXJ2YXRpb24uCgpZb3UgcmVwcmVzZW50IHRoYXQgdGhlIHN1Ym1pc3Npb24gaXMgeW91ciBvcmlnaW5hbCB3b3JrLCBhbmQgdGhhdCB5b3UgaGF2ZQp0aGUgcmlnaHQgdG8gZ3JhbnQgdGhlIHJpZ2h0cyBjb250YWluZWQgaW4gdGhpcyBsaWNlbnNlLiBZb3UgYWxzbyByZXByZXNlbnQKdGhhdCB5b3VyIHN1Ym1pc3Npb24gZG9lcyBub3QsIHRvIHRoZSBiZXN0IG9mIHlvdXIga25vd2xlZGdlLCBpbmZyaW5nZSB1cG9uCmFueW9uZSdzIGNvcHlyaWdodC4KCklmIHRoZSBzdWJtaXNzaW9uIGNvbnRhaW5zIG1hdGVyaWFsIGZvciB3aGljaCB5b3UgZG8gbm90IGhvbGQgY29weXJpZ2h0LAp5b3UgcmVwcmVzZW50IHRoYXQgeW91IGhhdmUgb2J0YWluZWQgdGhlIHVucmVzdHJpY3RlZCBwZXJtaXNzaW9uIG9mIHRoZQpjb3B5cmlnaHQgb3duZXIgdG8gZ3JhbnQgRFNVIHRoZSByaWdodHMgcmVxdWlyZWQgYnkgdGhpcyBsaWNlbnNlLCBhbmQgdGhhdApzdWNoIHRoaXJkLXBhcnR5IG93bmVkIG1hdGVyaWFsIGlzIGNsZWFybHkgaWRlbnRpZmllZCBhbmQgYWNrbm93bGVkZ2VkCndpdGhpbiB0aGUgdGV4dCBvciBjb250ZW50IG9mIHRoZSBzdWJtaXNzaW9uLgoKSUYgVEhFIFNVQk1JU1NJT04gSVMgQkFTRUQgVVBPTiBXT1JLIFRIQVQgSEFTIEJFRU4gU1BPTlNPUkVEIE9SIFNVUFBPUlRFRApCWSBBTiBBR0VOQ1kgT1IgT1JHQU5JWkFUSU9OIE9USEVSIFRIQU4gRFNVLCBZT1UgUkVQUkVTRU5UIFRIQVQgWU9VIEhBVkUKRlVMRklMTEVEIEFOWSBSSUdIVCBPRiBSRVZJRVcgT1IgT1RIRVIgT0JMSUdBVElPTlMgUkVRVUlSRUQgQlkgU1VDSApDT05UUkFDVCBPUiBBR1JFRU1FTlQuCgpEU1Ugd2lsbCBjbGVhcmx5IGlkZW50aWZ5IHlvdXIgbmFtZShzKSBhcyB0aGUgYXV0aG9yKHMpIG9yIG93bmVyKHMpIG9mIHRoZQpzdWJtaXNzaW9uLCBhbmQgd2lsbCBub3QgbWFrZSBhbnkgYWx0ZXJhdGlvbiwgb3RoZXIgdGhhbiBhcyBhbGxvd2VkIGJ5IHRoaXMKbGljZW5zZSwgdG8geW91ciBzdWJtaXNzaW9uLgo=Repositório InstitucionalPUBhttps://repositorio.ufms.br/oai/requestri.prograd@ufms.bropendoar:21242021-09-30T19:56:52Repositório Institucional da UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv Adolescer: discursos de uma subjetivação
title Adolescer: discursos de uma subjetivação
spellingShingle Adolescer: discursos de uma subjetivação
Adi, Ashjan Sadique
Adolescência – educação
Análise do Discurso
Traços de Personalidade
title_short Adolescer: discursos de uma subjetivação
title_full Adolescer: discursos de uma subjetivação
title_fullStr Adolescer: discursos de uma subjetivação
title_full_unstemmed Adolescer: discursos de uma subjetivação
title_sort Adolescer: discursos de uma subjetivação
author Adi, Ashjan Sadique
author_facet Adi, Ashjan Sadique
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Osório, Antônio Carlos do Nascimento
dc.contributor.author.fl_str_mv Adi, Ashjan Sadique
contributor_str_mv Osório, Antônio Carlos do Nascimento
dc.subject.por.fl_str_mv Adolescência – educação
Análise do Discurso
Traços de Personalidade
topic Adolescência – educação
Análise do Discurso
Traços de Personalidade
description Este trabalho teve como objeto de investigação a construção da subjetividade adolescente, a partir da perspectiva foucaultiana. Tratou-se de uma pesquisa de caráter qualitativo e seu objetivo principal consistiu em compreender como os adolescentes se constituem através das “Tecnologias de Poder” e “Tecnologias de Si” que incidem sobre eles, prescrevendo um modo de vida. O lócus do estudo foi uma instituição pública de ensino. Para seu desenvolvimento, os procedimentos metodológicos utilizados foram: observação, consulta documental, entrevista semi-estruturada, questionário, discussões em grupo, técnicas de dinâmica de grupo. A análise de discurso correspondeu à técnica de análise dos dados. Para alcançá-los, buscamos a discursividade sobre a adolescência através das falas dos próprios adolescentes, sobretudo, e dos demais membros da instituição: professores, coordenadores pedagógicos e técnicos administrativos. Deste trabalho investigativo foi nos possível extrair como resultados a significativa influência das instituições religiosas como promotoras de Tecnologias de Si e orientadoras das Relações Consigo, a compreensão nostálgica das relações de autoridade como imprescindíveis, assim como a existência de práticas singulares dos jovens, constituindo modos de existir que vão de encontro aos padrões instituídos.
publishDate 2010
dc.date.issued.fl_str_mv 2010
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2011-10-31T13:56:54Z
dc.date.available.fl_str_mv 2021-09-30T19:56:52Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/685
url https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/685
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFMS
instname:Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)
instacron:UFMS
instname_str Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)
instacron_str UFMS
institution UFMS
reponame_str Repositório Institucional da UFMS
collection Repositório Institucional da UFMS
bitstream.url.fl_str_mv https://repositorio.ufms.br/bitstream/123456789/685/4/Ashjan%20Sadique%20Adi.pdf.jpg
https://repositorio.ufms.br/bitstream/123456789/685/3/Ashjan%20Sadique%20Adi.pdf.txt
https://repositorio.ufms.br/bitstream/123456789/685/1/Ashjan%20Sadique%20Adi.pdf
https://repositorio.ufms.br/bitstream/123456789/685/2/license.txt
bitstream.checksum.fl_str_mv 9154e4bf1d90119aa5e09a1a8e57f71d
f6e955ccadf2ddc18ebe075a492f41ac
6dca2ff0d96f3783637a56fe8ff79f55
8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)
repository.mail.fl_str_mv ri.prograd@ufms.br
_version_ 1801678674309677056