Tomografia quantitativa de tórax como ferramenta de avaliação em pacientes com asma grave de difícil controle

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2020
Autor(a) principal: Rabelo, Lêda Maria
Orientador(a): Escuissato, Dante Luiz
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Não Informado pela instituição
Programa de Pós-Graduação: Não Informado pela instituição
Departamento: Não Informado pela instituição
País: Não Informado pela instituição
Palavras-chave em Português:
Link de acesso: https://hdl.handle.net/1884/81189
Resumo: Orientador: Prof. Dr. Dante Luis Escuissato
id UFPR_3cfa9fa36d16696669a367e9e3941152
oai_identifier_str oai:acervodigital.ufpr.br:1884/81189
network_acronym_str UFPR
network_name_str Repositório Institucional da UFPR
repository_id_str
spelling Universidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna e Ciências da SaúdeEscuissato, Dante LuizRabelo, Lêda Maria2023-02-15T18:01:23Z2023-02-15T18:01:23Z2020https://hdl.handle.net/1884/81189Orientador: Prof. Dr. Dante Luis EscuissatoTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna e Ciências da Saúde. Defesa : Curitiba, 02/07/2020Inclui referênciasResumo: Introdução: A asma é uma das doenças crônicas mais prevalentes no mundo, e apenas 3.6% dos asmáticos apresentam asma grave. Por ser uma condição heterogênea, ferramentas de avaliação do perfil inflamatório (endótipo) e do fenótipo desses pacientes são necessárias para direcionar escolhas terapêuticas precisas. A tomografia de tórax, o FENO, eosinófilos séricos e no escarro, periostina e biópsia brônquica são instrumentos atuais usados na avaliação desta população. Objetivo: Correlacionar a espessura de parede das vias aéreas com a função pulmonar (VEF1%), e o nível de controle da asma (ACT), num grupo de asmáticos graves. Materiais e métodos: Estudo retrospectivo, caso-controle, observacional. Foram analisados dados clínicos, tomográficos e de função pulmonar de 19 pacientes adultos, sem histórico de tabagismo, com asma grave e 19 indivíduos do grupo controle, com espirometria e tomografia computadorizada de tórax normais, sem doença respiratória e sem histórico de tabagismo. Foram realizadas medidas de espessura de parede de vias aéreas de primeira a quinta divisão brônquica de ambos os grupos, e, no grupo asma grave de difícil controle, as medidas de terceira a quinta geração foram correlacionadas com o VEF1% e o ACT. Resultados: De fevereiro a dezembro de 2017 foram estudados 19 pacientes adultos, com diagnóstico de asma grave, 15 mulheres e 4 homens, média de idade 47,8 anos, VEF1% médio 56.8%, 18 com asma de início na infância e 72,2% com ACT menor que 20 pontos. A espessura da parede de vias aéreas foi mais acentuada no grupo asma do que no grupo controle, apenas em brônquios de quarta geração (p=0.039). Não foi observada correlação entre a espessura da parede de vias aéreas e o VEF1%, assim como com o ACT. Conclusão: O espessamento da parede de vias aéreas observado em pacientes asmáticos graves por meio da CT de tórax, no presente estudo, não teve correlação significativa com o VEF1% e ACT.Abstract: Introduction: Asthma is one of the most prevalent chronic diseases worldwide and only 3.6% of asthmatics have severe asthma. Due to its heterogeneity, tools for assessing the inflammatory profile (endotype) and phenotype of these patients are needed to guide accurate therapeutic choices. Chest tomography, FENO, serum and sputum eosinophils, periostin and bronchial biopsy are the current tools used in the assessment of this population. Objective: Correlate airway wall thickness with lung function (FEV1%) and with level of asthma control (ACT) in a group of patients with severe asthma (SA). Materials and methods: Retrospective, case-control, observational study. We analyzed clinical, tomographic and lung function data of 19 adult patients with SA and no history of smoking, as well as of 19 non-asmathic individuals in the control group. We measured airway wall thickness from the first to the fifth bronchial generation in both groups; in the SA group, measurements from the third to the fifth generation were correlated with FEV1% and ACT. Results: We studied 19 adult patients diagnosed with SA, from February to December 2017; 15 were women and 4 weremen, with mean age of 47.8 years, mean FEV1% of 56.8%, 18 with childhood-onset asthma and 72.2% with ACT score lower than 20 points. Airway wall thickness was more pronounced in the SA group only in fourth generation bronchi (p = 0.039). No correlation of airway wall thickness with FEV1% or ACT was observed. Conclusion: The airway wall thickness observed in the chest CT of asthmatics did not present a significant correlation with FEV1% and ACT.1 recurso online : PDF.application/pdfAsma - PrevençãoToraxDiagnóstico por imagemTomografiaEspirometriaClínica MédicaTomografia quantitativa de tórax como ferramenta de avaliação em pacientes com asma grave de difícil controleinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesisporreponame:Repositório Institucional da UFPRinstname:Universidade Federal do Paraná (UFPR)instacron:UFPRinfo:eu-repo/semantics/openAccessORIGINALR - D - LEDA MARIA RABELO.pdfapplication/pdf1181186https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/1884/81189/1/R%20-%20D%20-%20LEDA%20MARIA%20RABELO.pdfde2fcc1db5c7ff6c2c7db138babcbb61MD51open access1884/811892023-02-15 15:01:23.629open accessoai:acervodigital.ufpr.br:1884/81189Repositório de PublicaçõesPUBhttp://acervodigital.ufpr.br/oai/requestopendoar:3082023-02-15T18:01:23Repositório Institucional da UFPR - Universidade Federal do Paraná (UFPR)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv Tomografia quantitativa de tórax como ferramenta de avaliação em pacientes com asma grave de difícil controle
title Tomografia quantitativa de tórax como ferramenta de avaliação em pacientes com asma grave de difícil controle
spellingShingle Tomografia quantitativa de tórax como ferramenta de avaliação em pacientes com asma grave de difícil controle
Rabelo, Lêda Maria
Asma - Prevenção
Torax
Diagnóstico por imagem
Tomografia
Espirometria
Clínica Médica
title_short Tomografia quantitativa de tórax como ferramenta de avaliação em pacientes com asma grave de difícil controle
title_full Tomografia quantitativa de tórax como ferramenta de avaliação em pacientes com asma grave de difícil controle
title_fullStr Tomografia quantitativa de tórax como ferramenta de avaliação em pacientes com asma grave de difícil controle
title_full_unstemmed Tomografia quantitativa de tórax como ferramenta de avaliação em pacientes com asma grave de difícil controle
title_sort Tomografia quantitativa de tórax como ferramenta de avaliação em pacientes com asma grave de difícil controle
author Rabelo, Lêda Maria
author_facet Rabelo, Lêda Maria
author_role author
dc.contributor.other.pt_BR.fl_str_mv Universidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna e Ciências da Saúde
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Escuissato, Dante Luiz
dc.contributor.author.fl_str_mv Rabelo, Lêda Maria
contributor_str_mv Escuissato, Dante Luiz
dc.subject.por.fl_str_mv Asma - Prevenção
Torax
Diagnóstico por imagem
Tomografia
Espirometria
Clínica Médica
topic Asma - Prevenção
Torax
Diagnóstico por imagem
Tomografia
Espirometria
Clínica Médica
description Orientador: Prof. Dr. Dante Luis Escuissato
publishDate 2020
dc.date.issued.fl_str_mv 2020
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2023-02-15T18:01:23Z
dc.date.available.fl_str_mv 2023-02-15T18:01:23Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://hdl.handle.net/1884/81189
url https://hdl.handle.net/1884/81189
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv 1 recurso online : PDF.
application/pdf
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFPR
instname:Universidade Federal do Paraná (UFPR)
instacron:UFPR
instname_str Universidade Federal do Paraná (UFPR)
instacron_str UFPR
institution UFPR
reponame_str Repositório Institucional da UFPR
collection Repositório Institucional da UFPR
bitstream.url.fl_str_mv https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/1884/81189/1/R%20-%20D%20-%20LEDA%20MARIA%20RABELO.pdf
bitstream.checksum.fl_str_mv de2fcc1db5c7ff6c2c7db138babcbb61
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFPR - Universidade Federal do Paraná (UFPR)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1801861219382984704