Latenciação de compostos isoxazólicos: uso de ferramentas in silico no aprimoramento de propriedades físico-químicas

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2020
Autor(a) principal: Bernardes, Daniel Goulart
Orientador(a): Não Informado pela instituição
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Não Informado pela instituição
Programa de Pós-Graduação: Não Informado pela instituição
Departamento: Não Informado pela instituição
País: Não Informado pela instituição
Palavras-chave em Português:
Link de acesso: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/219434
Resumo: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Farmácia, Florianópolis, 2020.
id UFSC_60c10b97ec81e6d84fa201faf510e7d2
oai_identifier_str oai:repositorio.ufsc.br:123456789/219434
network_acronym_str UFSC
network_name_str Repositório Institucional da UFSC
repository_id_str
spelling Latenciação de compostos isoxazólicos: uso de ferramentas in silico no aprimoramento de propriedades físico-químicasFarmáciaChagas, Doença deMedicamentosDissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Farmácia, Florianópolis, 2020.Descoberta e desenvolvimento de fármacos é um processo oneroso em virtude do tempo, valor financeiro e recursos humanos. Diante dessas dificuldades, doenças negligenciadas como a Doença de Chagas, podem ficar comprometidas no que tange a obtenção de novos fármacos. As pesquisas permanecem restritas ao ambiente acadêmico, sem aporte financeiro. Apenas o fármaco benznidazol é comercializado no Brasil, e este apresenta uma série de efeitos adversos, além do prolongado tempo de tratamento. Em vista disso, nosso grupo de pesquisa desenvolveu o composto 3-(3,4-metilenodioxifenil)-5-(4-hidroximetilfenil)isoxazol, com atividade biológica in vitro contra o parasita trypanossoma cruzi. Esse composto apresentou um IC50 satisfatório comparado ao medicamento de referência, no entanto suas características físico-químicas comprometem sua solubilidade em meio aquoso. Fármacos devem apresentar características físico-químicas para absorção e biodisponibilidade no organismo humano. Ferramentas de modificação molecular, como a latenciação, são aplicadas para promover melhorias nas suas características farmacocinéticas. O acoplamento de aminoácidos aumenta a solubilidade em meio aquoso e por consequência sua biodisponibilidade por via oral, forma de administração preferencial de fármacos. Há diversos transportadores de peptídeos no organismo responsáveis pela obtenção dos aminoácidos da dieta, dessa forma, os aminoácidos conhecidos foram acoplados no composto e, através do docking molecular obteve-se informações de interação, conformação das moléculas e sítios de ligação com o transportador PEPT1, presente nos enterócitos do intestino de humanos.Abstract: Drug discovery and development is an expensive process due to time, financial value and human resources. Faced with these difficulties, neglected diseases such as Chagas' disease may be compromised when it comes to obtaining new drugs. Research remains restricted to the academic environment, with no financial contribution. Only the drug benznidazole its avaiable in Brazil, and it has a number of adverse effects, in addition to the prolonged treatment time. In view of this, our research group developed the compound 3- (3,4-methylenedioxyphenyl) -5- (4-hydroxymethylphenyl) isoxazole, with biological activity in vitro against the parasite trypanossoma cruzi. This compound had a satisfactory IC50 compared to the reference drug, however its physical-chemical characteristics compromise its solubility in aqueous medium. Drugs must have physicochemical characteristics for absorption and bioavailability in the human body. Molecular modification tools, such as latency, are applied to promote improvements in their pharmacokinetic characteristics. The coupling of amino acids increases the solubility in aqueous medium and, consequently, its bioavailability by the oral route, the preferred form of drug administration. There are several peptide transporters in the body responsible for obtaining the amino acids from the diet, thus, the known amino acids were coupled to the compound and, through molecular docking, interaction information, conformation of the molecules and binding sites with the PEPT1 transporter were obtained, present in human intestine enterocytes.Bernardes, Lilian Sibelle CamposUniversidade Federal de Santa CatarinaBernardes, Daniel Goulart2021-01-14T18:09:45Z2021-01-14T18:09:45Z2020info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesis104 p.| il.application/pdf370781https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/219434porreponame:Repositório Institucional da UFSCinstname:Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)instacron:UFSCinfo:eu-repo/semantics/openAccess2021-01-14T18:09:45Zoai:repositorio.ufsc.br:123456789/219434Repositório InstitucionalPUBhttp://150.162.242.35/oai/requestopendoar:23732021-01-14T18:09:45Repositório Institucional da UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)false
dc.title.none.fl_str_mv Latenciação de compostos isoxazólicos: uso de ferramentas in silico no aprimoramento de propriedades físico-químicas
title Latenciação de compostos isoxazólicos: uso de ferramentas in silico no aprimoramento de propriedades físico-químicas
spellingShingle Latenciação de compostos isoxazólicos: uso de ferramentas in silico no aprimoramento de propriedades físico-químicas
Bernardes, Daniel Goulart
Farmácia
Chagas, Doença de
Medicamentos
title_short Latenciação de compostos isoxazólicos: uso de ferramentas in silico no aprimoramento de propriedades físico-químicas
title_full Latenciação de compostos isoxazólicos: uso de ferramentas in silico no aprimoramento de propriedades físico-químicas
title_fullStr Latenciação de compostos isoxazólicos: uso de ferramentas in silico no aprimoramento de propriedades físico-químicas
title_full_unstemmed Latenciação de compostos isoxazólicos: uso de ferramentas in silico no aprimoramento de propriedades físico-químicas
title_sort Latenciação de compostos isoxazólicos: uso de ferramentas in silico no aprimoramento de propriedades físico-químicas
author Bernardes, Daniel Goulart
author_facet Bernardes, Daniel Goulart
author_role author
dc.contributor.none.fl_str_mv Bernardes, Lilian Sibelle Campos
Universidade Federal de Santa Catarina
dc.contributor.author.fl_str_mv Bernardes, Daniel Goulart
dc.subject.por.fl_str_mv Farmácia
Chagas, Doença de
Medicamentos
topic Farmácia
Chagas, Doença de
Medicamentos
description Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Farmácia, Florianópolis, 2020.
publishDate 2020
dc.date.none.fl_str_mv 2020
2021-01-14T18:09:45Z
2021-01-14T18:09:45Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv 370781
https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/219434
identifier_str_mv 370781
url https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/219434
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv 104 p.| il.
application/pdf
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFSC
instname:Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
instacron:UFSC
instname_str Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
instacron_str UFSC
institution UFSC
reponame_str Repositório Institucional da UFSC
collection Repositório Institucional da UFSC
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1804767338897080320