Avaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeiras

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2017
Autor(a) principal: Santos, Laisy Daniella Alves
Orientador(a): Carreiro, Solange Cristina
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade Federal do Tocantins
Palmas
Programa de Pós-Graduação: Programa de Pós-Graduação em Agroenergia - PPGA
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Palavras-chave em Português:
Área do conhecimento CNPq:
Link de acesso: http://hdl.handle.net/11612/1353
Resumo: A demanda pelo consumo industrial das celulases tem aumentado em função do seu uso em diversos setores de suprimento, como setor alimentício, farmacêutico e usinas de álcool. Neste sentido, a busca por alternativas que potencializam a produção de celulases é de suma importância, tendo em vista a variedade de fontes disponíveis. O objetivo deste trabalho foi quantificar as celulases produzidas por duas linhagens de leveduras, além de avaliar o efeito da adição de monossacarídeos e dissacarídeos no meio de cultivo para a produção das enzimas e caracterizar parcialmente o extrato bruto enzimático. A produção das celulases foi feita em cultivo submerso em cinco meios contendo 5 g.L-1 de carboximetilcelulose (CMC), arabinose, celobiose, glicose e/ou lactose. Os ensaios foram conduzidos a 40ºC a 150 rpm durante 96 horas. No meio com CMC a maior atividade celulásica para a linhagem T194 foi de 0,056 U. mL-1 para CMCase, 0,063 U. mL-1 para FPase e 0,096 U. mL-1 para exoglucanase. Com o acréscimo dos indutores os valores máximos de atividades obtidos foram de 0,632 U. mL-1 para CMCase, 0,646 U. mL-1 para FPase e 0,604 U. mL-1 para exoglucanase no meio com arabinose. Para a linhagem I1236 no meio com CMC a maior atividade celulásica foi de 0,023 U. mL- 1para CMCase, 0,010 U. mL-1 para FPase e 0,003 U. mL-1 para exoglucanase. Com a adição de indutores os valores máximos de atividades obtidos foram de 0,619 U. mL-1para CMCase, 0,514 U. mL-1 para FPase e 0,427 U. mL-1 exoglucanase, todos no meio com arabinose. A caracterização parcial da enzima bruta produzida por ambas as linhagens mostrou influência significativa do pH e da temperatura para FPase e Avicelase, mas não para a linhagem I1236. A faixa de pH ótimo encontrada foi de 5 a 6 para a linhagem T194 e de 4 a 6 para a linhagem I1236 e a faixa de temperatura ótima foi de 50 a 58ºC para ambas as linhagens para as três enzimas estudadas. As celulases produzidas pela linhagem T194 apresentaram estabilidades superior a 70% na faixa de pH entre 7 e 8 e acima de 80% na faixa de temperatura entre 45 a 58ºC. Para as celulases produzidas pela linhagem I1236 houve estabilidade em torno de 65% para a Avicelase e 80% para CMCase e FPase em pH 6 e a estabilidade térmica foi superior a 80% entre 55 e 65ºC para as três enzimas estudadas.
id UFT_c72055a79056e2bb68d7dd7897345b79
oai_identifier_str oai:repositorio.uft.edu.br:11612/1353
network_acronym_str UFT
network_name_str Repositório Institucional da UFT
repository_id_str
spelling Santos, Laisy Daniella AlvesCarreiro, Solange Cristina2019-09-06T19:18:36Z2019-09-06T19:18:36Z2017-07-29SANTOS, Laisy Daniella Alves. Avaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeiras.2017.51f. Dissertação (Mestrado em Agroenergia) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Agroenergia, Palmas, 2017.http://hdl.handle.net/11612/1353A demanda pelo consumo industrial das celulases tem aumentado em função do seu uso em diversos setores de suprimento, como setor alimentício, farmacêutico e usinas de álcool. Neste sentido, a busca por alternativas que potencializam a produção de celulases é de suma importância, tendo em vista a variedade de fontes disponíveis. O objetivo deste trabalho foi quantificar as celulases produzidas por duas linhagens de leveduras, além de avaliar o efeito da adição de monossacarídeos e dissacarídeos no meio de cultivo para a produção das enzimas e caracterizar parcialmente o extrato bruto enzimático. A produção das celulases foi feita em cultivo submerso em cinco meios contendo 5 g.L-1 de carboximetilcelulose (CMC), arabinose, celobiose, glicose e/ou lactose. Os ensaios foram conduzidos a 40ºC a 150 rpm durante 96 horas. No meio com CMC a maior atividade celulásica para a linhagem T194 foi de 0,056 U. mL-1 para CMCase, 0,063 U. mL-1 para FPase e 0,096 U. mL-1 para exoglucanase. Com o acréscimo dos indutores os valores máximos de atividades obtidos foram de 0,632 U. mL-1 para CMCase, 0,646 U. mL-1 para FPase e 0,604 U. mL-1 para exoglucanase no meio com arabinose. Para a linhagem I1236 no meio com CMC a maior atividade celulásica foi de 0,023 U. mL- 1para CMCase, 0,010 U. mL-1 para FPase e 0,003 U. mL-1 para exoglucanase. Com a adição de indutores os valores máximos de atividades obtidos foram de 0,619 U. mL-1para CMCase, 0,514 U. mL-1 para FPase e 0,427 U. mL-1 exoglucanase, todos no meio com arabinose. A caracterização parcial da enzima bruta produzida por ambas as linhagens mostrou influência significativa do pH e da temperatura para FPase e Avicelase, mas não para a linhagem I1236. A faixa de pH ótimo encontrada foi de 5 a 6 para a linhagem T194 e de 4 a 6 para a linhagem I1236 e a faixa de temperatura ótima foi de 50 a 58ºC para ambas as linhagens para as três enzimas estudadas. As celulases produzidas pela linhagem T194 apresentaram estabilidades superior a 70% na faixa de pH entre 7 e 8 e acima de 80% na faixa de temperatura entre 45 a 58ºC. Para as celulases produzidas pela linhagem I1236 houve estabilidade em torno de 65% para a Avicelase e 80% para CMCase e FPase em pH 6 e a estabilidade térmica foi superior a 80% entre 55 e 65ºC para as três enzimas estudadas.The demand for industrial consumption of cellulases has increased due to its use in several sectors of supply. In this sense, the search for alternatives that potentiate the production of cellulases is of paramount importance, given the variety of sources available. The objective of this work was to quantify the cellulases produced by two strains of yeast, besides evaluating the effect of the addition of onosaccharides and disaccharides in the culture means the production of the enzymes and to partially characterize the brute enzymatic extract. Cellulase production was done in culture submerged in five means containing 5 g.L-1 of carboxymethylcellulose (CMC), arabinose, cellobiose, glucose and / or lactose.The tests were conducted at 40 ° C at 150 rpm for 96 hours. In the means with CMC the highest cellulase activity for the T194 lineage was 0.056 U. mL-1 for CMCase, 0.063 U. mL-1 for FPase and 0.096 U. mL-1 for exoglucanase. With the increase of the inducers, the maximum activity values obtained were 0.632 U. mL-1 for CMCase in the means with arabinose, 0.646 U. mL-1 for FPase in the means with arabinose and 0.604 U. mL-1 for exoglucanase, all in the means with arabinose. For the I1236 line in the CMC means the highest cellulase activity was 0.023 U. mL -1 for CMCase, 0.010 U. mL -1 for FPase and 0.003 U. mL -1 for exoglucanase. For the I1236 line in the CMC medium the highest cellulase activity was 0.023 U. mL -1 for CMCase, 0.010 U. mL -1 for FPase and 0.003 U. mL - 1 for exoglucanase. With the addition of inducers, the maximum activity values obtained were 0.619 U. mL-1 for CMCase, 0.514 U. mL-1 for FPase and 0.427 U. mL-1 exoglucanase, all in the medium with arabinose. The partial characterization of the brute enzyme produced by both strains showed significant influence of pH and temperature for FPase and Avicellase and for I1236 only the CMCase activity had no significant difference. The optimum pH range was 5 to 6 for the T194 line and 4 to 6 for the I1236 line and the optimum temperature range was 50 to 58ºC for both lineages for the three enzymes studied. The cellulases produced by the T194 line presented stabilities higher than 70% in the pH range between 7 and 8 and above 80% in the temperature range between 45 and 58ºC. For the cellulases produced by strain I1236 there was stability around 65% for Avicelase and 80% for CMCase and FPase at pH 6 and the thermal stability was higher than 80% between 55 and 65ºC for the three enzymes studied.application/pdfUniversidade Federal do TocantinsPalmasPrograma de Pós-Graduação em Agroenergia - PPGABRCNPQ::CIENCIAS AGRARIASIndutores enzimáticos; CMCase; FPase; Avicelase; Enzymatic inducersAvaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeirasinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesisinfo:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Repositório Institucional da UFTinstname:Universidade Federal do Tocantins (UFT)instacron:UFTORIGINALLaisy Daniella Alves Santos - Dissertação.pdfLaisy Daniella Alves Santos - Dissertação.pdfapplication/pdf807664http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/1353/1/Laisy%20Daniella%20Alves%20Santos%20-%20Disserta%c3%a7%c3%a3o.pdf23ceece986bd36b10ed97b0d06d59a95MD51LICENSElicense.txtlicense.txttext/plain; charset=utf-8508http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/1353/2/license.txt0a9e77404315487775b2e0c2b887ae47MD52TEXTLaisy Daniella Alves Santos - Dissertação.pdf.txtLaisy Daniella Alves Santos - Dissertação.pdf.txtExtracted texttext/plain74504http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/1353/3/Laisy%20Daniella%20Alves%20Santos%20-%20Disserta%c3%a7%c3%a3o.pdf.txt5359e53c912ab321b1d1af9759a00b8eMD53THUMBNAILLaisy Daniella Alves Santos - Dissertação.pdf.jpgLaisy Daniella Alves Santos - Dissertação.pdf.jpgGenerated Thumbnailimage/jpeg1274http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/1353/4/Laisy%20Daniella%20Alves%20Santos%20-%20Disserta%c3%a7%c3%a3o.pdf.jpg0a56909e6490eff544f393c0d1b3f5faMD5411612/13532019-09-07 03:00:56.093oai:repositorio.uft.edu.br:11612/1353TmEgcXVhbGlkYWRlIGRlIHRpdHVsYXIgZG9zIGRpcmVpdG9zIGRlIGF1dG9yIGRvIHRyYWJhbGhvIHN1cHJhY2l0YWRvLCBkZSBhY29yZG8gY29tIGEgTGVpIG7CsCA5LjYxMC85OCwgYXV0b3Jpem8gYSBVbml2ZXJzaWRhZGUgRmVkZXJhbCBkbyBUb2NhbnRpbnMsIGEgZGlzcG9uaWJpbGl6YXIgc2VtIHJlc3NhcmNpbWVudG8gZG9zIGRpcmVpdG9zIGF1dG9yYWlzLCBjb25mb3JtZSBwZXJtaXNzw7VlcyBhc3NpbmFsYWRhcyBhY2ltYSwgbyBkb2N1bWVudG8gZW0gbWVpbyBlbGV0csO0bmljbywgbm8gUmVwb3NpdMOzcmlvIEluc3RpdHVjaW9uYWwgZSBuYSBCaWJsaW90ZWNhIERpZ2l0YWwgZGUgVGVzZXMgZSBEaXNzZXJ0YcOnw7VlcywgZW0gZm9ybWF0byBkaWdpdGFsIFBERiwgcGFyYSBmaW5zIGRlIGxlaXR1cmEsIGltcHJlc3PDo28gb3UgZG93bmxvYWQsIGEgcGFydGlyIGRlc3RhIGRhdGEsIGVtIGNvbmZvcm1pZGFkZSBjb20gYSBSZXNvbHXDp8OjbyBDT05TRVBFIG7CuiAwNS8yMDExLg==Repositório InstitucionalPUBhttp://repositorio.uft.edu.br/oai/requestbiblioarraias@uft.edu.br || bibliogpi@uft.edu.br || bibliomira@uft.edu.br || bibliopalmas@uft.edu.br || biblioporto@uft.edu.br || biblioarag@uft.edu.br || dirbib@ufnt.edu.br || bibliocca@uft.edu.br || bibliotoc@uft.edu.bropendoar:2019-09-07T06:00:56Repositório Institucional da UFT - Universidade Federal do Tocantins (UFT)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv Avaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeiras
title Avaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeiras
spellingShingle Avaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeiras
Santos, Laisy Daniella Alves
CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
Indutores enzimáticos; CMCase; FPase; Avicelase; Enzymatic inducers
title_short Avaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeiras
title_full Avaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeiras
title_fullStr Avaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeiras
title_full_unstemmed Avaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeiras
title_sort Avaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeiras
author Santos, Laisy Daniella Alves
author_facet Santos, Laisy Daniella Alves
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv Santos, Laisy Daniella Alves
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Carreiro, Solange Cristina
contributor_str_mv Carreiro, Solange Cristina
dc.subject.cnpq.fl_str_mv CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
topic CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
Indutores enzimáticos; CMCase; FPase; Avicelase; Enzymatic inducers
dc.subject.por.fl_str_mv Indutores enzimáticos; CMCase; FPase; Avicelase; Enzymatic inducers
description A demanda pelo consumo industrial das celulases tem aumentado em função do seu uso em diversos setores de suprimento, como setor alimentício, farmacêutico e usinas de álcool. Neste sentido, a busca por alternativas que potencializam a produção de celulases é de suma importância, tendo em vista a variedade de fontes disponíveis. O objetivo deste trabalho foi quantificar as celulases produzidas por duas linhagens de leveduras, além de avaliar o efeito da adição de monossacarídeos e dissacarídeos no meio de cultivo para a produção das enzimas e caracterizar parcialmente o extrato bruto enzimático. A produção das celulases foi feita em cultivo submerso em cinco meios contendo 5 g.L-1 de carboximetilcelulose (CMC), arabinose, celobiose, glicose e/ou lactose. Os ensaios foram conduzidos a 40ºC a 150 rpm durante 96 horas. No meio com CMC a maior atividade celulásica para a linhagem T194 foi de 0,056 U. mL-1 para CMCase, 0,063 U. mL-1 para FPase e 0,096 U. mL-1 para exoglucanase. Com o acréscimo dos indutores os valores máximos de atividades obtidos foram de 0,632 U. mL-1 para CMCase, 0,646 U. mL-1 para FPase e 0,604 U. mL-1 para exoglucanase no meio com arabinose. Para a linhagem I1236 no meio com CMC a maior atividade celulásica foi de 0,023 U. mL- 1para CMCase, 0,010 U. mL-1 para FPase e 0,003 U. mL-1 para exoglucanase. Com a adição de indutores os valores máximos de atividades obtidos foram de 0,619 U. mL-1para CMCase, 0,514 U. mL-1 para FPase e 0,427 U. mL-1 exoglucanase, todos no meio com arabinose. A caracterização parcial da enzima bruta produzida por ambas as linhagens mostrou influência significativa do pH e da temperatura para FPase e Avicelase, mas não para a linhagem I1236. A faixa de pH ótimo encontrada foi de 5 a 6 para a linhagem T194 e de 4 a 6 para a linhagem I1236 e a faixa de temperatura ótima foi de 50 a 58ºC para ambas as linhagens para as três enzimas estudadas. As celulases produzidas pela linhagem T194 apresentaram estabilidades superior a 70% na faixa de pH entre 7 e 8 e acima de 80% na faixa de temperatura entre 45 a 58ºC. Para as celulases produzidas pela linhagem I1236 houve estabilidade em torno de 65% para a Avicelase e 80% para CMCase e FPase em pH 6 e a estabilidade térmica foi superior a 80% entre 55 e 65ºC para as três enzimas estudadas.
publishDate 2017
dc.date.issued.fl_str_mv 2017-07-29
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2019-09-06T19:18:36Z
dc.date.available.fl_str_mv 2019-09-06T19:18:36Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.citation.fl_str_mv SANTOS, Laisy Daniella Alves. Avaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeiras.2017.51f. Dissertação (Mestrado em Agroenergia) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Agroenergia, Palmas, 2017.
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://hdl.handle.net/11612/1353
identifier_str_mv SANTOS, Laisy Daniella Alves. Avaliação da produção de celulases por duas linhagens de leveduras isoladas de frutos de palmeiras.2017.51f. Dissertação (Mestrado em Agroenergia) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Agroenergia, Palmas, 2017.
url http://hdl.handle.net/11612/1353
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal do Tocantins
Palmas
dc.publisher.program.fl_str_mv Programa de Pós-Graduação em Agroenergia - PPGA
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal do Tocantins
Palmas
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFT
instname:Universidade Federal do Tocantins (UFT)
instacron:UFT
instname_str Universidade Federal do Tocantins (UFT)
instacron_str UFT
institution UFT
reponame_str Repositório Institucional da UFT
collection Repositório Institucional da UFT
bitstream.url.fl_str_mv http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/1353/1/Laisy%20Daniella%20Alves%20Santos%20-%20Disserta%c3%a7%c3%a3o.pdf
http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/1353/2/license.txt
http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/1353/3/Laisy%20Daniella%20Alves%20Santos%20-%20Disserta%c3%a7%c3%a3o.pdf.txt
http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/1353/4/Laisy%20Daniella%20Alves%20Santos%20-%20Disserta%c3%a7%c3%a3o.pdf.jpg
bitstream.checksum.fl_str_mv 23ceece986bd36b10ed97b0d06d59a95
0a9e77404315487775b2e0c2b887ae47
5359e53c912ab321b1d1af9759a00b8e
0a56909e6490eff544f393c0d1b3f5fa
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFT - Universidade Federal do Tocantins (UFT)
repository.mail.fl_str_mv biblioarraias@uft.edu.br || bibliogpi@uft.edu.br || bibliomira@uft.edu.br || bibliopalmas@uft.edu.br || biblioporto@uft.edu.br || biblioarag@uft.edu.br || dirbib@ufnt.edu.br || bibliocca@uft.edu.br || bibliotoc@uft.edu.br
_version_ 1797427590359678976