Cultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundário

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2014
Autor(a) principal: Rios Rios, Anyela Marcela
Orientador(a): Fernandes, Sergio Antônio
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade Federal de Viçosa
Programa de Pós-Graduação: Não Informado pela instituição
Departamento: Não Informado pela instituição
País: Não Informado pela instituição
Área do conhecimento CNPq:
Link de acesso: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8552
Resumo: A crescente demanda por plantas medicinais, como Ruta graveolens L. (Rutaceae), para o isolamento e síntese de compostos de interesse farmacológico levou à superexploração de determinadas culturas, podendo levá-las à extinção e exigindo novas metodologias, como a cultura in vitro, para conservar seu germoplasma e induzir simultaneamente a produção de metabólitos secundários de interesse farmacológico e agroindustrial. No presente estudo avaliou-se o efeito na produção de biomassa e na síntese de metabólitos secundários, como alcaloides e cumarinas em tecidos in vitro de Ruta graveolens, de fitorreguladores como o 2,4-diclorofenoxiacético (2,4-D), ácido naftalenacético (ANA), meta-topolina (m-TP) e cinetina (Kin); e de condições fotoheterotróficas, fotoautotróficas e fotomixotróficas, com ventilação forçada e atmosfera enriquecida com CO2. Estabeleceu-se o efeito de diferentes níveis de trocas gasosas e da irradiância na germinação de sementes, no desenvolvimento, na morfologia e na biossíntese de metabólitos de plântulas de R. graveolens. Diferentes tipos de explantes de R. graveolens induziram alta quantidade de biomassa quando cultivados em meio MS suplementado com ANA, 2,4-D e m-TP. As condições fotoheterotróficas favoreceram a formação de brotos, enquanto que as fotomixotróficas estimularam seu alongamento e a diminuição da hiperidricidade. Tanto a variação dos níveis de trocas gasosas, como da irradiância acarretaram diferenças no desenvolvimento das plântulas, no conteúdo de pigmentos fotossintéticos e mudanças morfológicas nas plantas, principalmente na distribuição das células do mesofilo e na epiderme das folhas. Em todos os tecidos cultivados in vitro foram detectados alcaloides, cumarinas, compostos antracênicos, terpenóides, saponinas e flavonoides. Neste trabalho são reportados pela primeira vez para R. graveolens: o efeito da m-TP na indução de calos e brotos; o crescimento de brotos sob condições fotomixotróficas e fotoautotróficas com ventilação forçada e atmosfera enriquecida com CO2; a influencia dos níveis de trocas gasosas e de luminosidade na morfofisiología de plântulas in vitro de R. graveolens. Contribuindo ao conhecimento sobre o efeito destas variáveis na micropropagação e na produção in vitro de metabólitos secundários de interesse em esta planta medicinal.
id UFV_1d6a5bdcec1bd6cd577dd0eedd1b1c98
oai_identifier_str oai:locus.ufv.br:123456789/8552
network_acronym_str UFV
network_name_str LOCUS Repositório Institucional da UFV
repository_id_str
spelling Otoni, Wagner CamposRios Rios, Anyela Marcelahttp://lattes.cnpq.br/2532985078435399Fernandes, Sergio Antônio2016-09-12T17:30:12Z2016-09-12T17:30:12Z2014-02-17RIOS RIOS, Anyela Marcela. Cultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundário. 2014. 131f. Dissertação (Mestrado em Agroquímica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2014.http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8552A crescente demanda por plantas medicinais, como Ruta graveolens L. (Rutaceae), para o isolamento e síntese de compostos de interesse farmacológico levou à superexploração de determinadas culturas, podendo levá-las à extinção e exigindo novas metodologias, como a cultura in vitro, para conservar seu germoplasma e induzir simultaneamente a produção de metabólitos secundários de interesse farmacológico e agroindustrial. No presente estudo avaliou-se o efeito na produção de biomassa e na síntese de metabólitos secundários, como alcaloides e cumarinas em tecidos in vitro de Ruta graveolens, de fitorreguladores como o 2,4-diclorofenoxiacético (2,4-D), ácido naftalenacético (ANA), meta-topolina (m-TP) e cinetina (Kin); e de condições fotoheterotróficas, fotoautotróficas e fotomixotróficas, com ventilação forçada e atmosfera enriquecida com CO2. Estabeleceu-se o efeito de diferentes níveis de trocas gasosas e da irradiância na germinação de sementes, no desenvolvimento, na morfologia e na biossíntese de metabólitos de plântulas de R. graveolens. Diferentes tipos de explantes de R. graveolens induziram alta quantidade de biomassa quando cultivados em meio MS suplementado com ANA, 2,4-D e m-TP. As condições fotoheterotróficas favoreceram a formação de brotos, enquanto que as fotomixotróficas estimularam seu alongamento e a diminuição da hiperidricidade. Tanto a variação dos níveis de trocas gasosas, como da irradiância acarretaram diferenças no desenvolvimento das plântulas, no conteúdo de pigmentos fotossintéticos e mudanças morfológicas nas plantas, principalmente na distribuição das células do mesofilo e na epiderme das folhas. Em todos os tecidos cultivados in vitro foram detectados alcaloides, cumarinas, compostos antracênicos, terpenóides, saponinas e flavonoides. Neste trabalho são reportados pela primeira vez para R. graveolens: o efeito da m-TP na indução de calos e brotos; o crescimento de brotos sob condições fotomixotróficas e fotoautotróficas com ventilação forçada e atmosfera enriquecida com CO2; a influencia dos níveis de trocas gasosas e de luminosidade na morfofisiología de plântulas in vitro de R. graveolens. Contribuindo ao conhecimento sobre o efeito destas variáveis na micropropagação e na produção in vitro de metabólitos secundários de interesse em esta planta medicinal.The increasing demand for medicinal plants such as Ruta graveolens L. (Rutaceae), for the isolation and synthesis of compounds of pharmacological interest led to overexploitation of certain crops, which can lead them to extinction, requiring new methodologies, such as in vitro culture to conserve their germplasm and simultaneously induce the production of secondary metabolites of pharmacological and agribusiness interest. In the present study was evaluated the effect on biomass production and the synthesis of secondary metabolites, such as alkaloids and coumarins, in in vitro culture of Ruta graveolens, of growth regulators such as 2,4-dichlorophenoxyacetic acid (2,4- D), naphthalene acetic acid (ANA), meta-topolina (m-TP) and kinetin (Kin); and photoheterotrophic, photomixotrophic and photoautotrophic conditions with forced ventilation and CO2-enriched atmosphere. Established the effect of different levels of gas exchange and irradiance on seed germination, development, morphology and biosynthesis of metabolites of seedlings of R. graveolens. Different types of explants of R. graveolens induced high amounts of biomass when grown on MS medium supplemented with NAA, 2,4-D and m- TP. The photoheterotrophic conditions favored the formation of buds, while photomixotrophic stimulated elongation and decreased vitrification. Variations in the levels of gas exchange, as the irradiance led to differences in seedling development in photosynthetic pigments contents and morphological changes in plants, especially in the distribution of cells in the epidermis and mesophyll of leaves. In all R. graveolens tissues cultured, alkaloids, coumarins, antracenic compounds, terpenoids, saponins and flavonoids were detected. This paper first reported for R. graveolens: effect of m-TP on callus induction and shoots; growth of shoots under photomixotrophic and photoautotrophic conditions with forced ventilation and CO2-enriched atmosphere; influences the levels of gas exchange and light in morphophysiology seedling in vitro of R. graveolens. Contributing to knowledge about the effect of these variables in micropropagation and in vitro production of secondary metabolites of interest in this medicinal plant.Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e TecnológicoporUniversidade Federal de ViçosaPlantas medicinaisRuta graveolensCultura in vitroCiências AgráriasCultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundárioIn vitro culture of Ruta graveolens (Rutaceae): effect of gas exchange, irradiances and growth regulators in morphoanatomy and secondary metabolisminfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesisUniversidade Federal de ViçosaDepartamento de QuímicaMestre em AgroquímicaViçosa - MG2014-02-17Mestradoinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:LOCUS Repositório Institucional da UFVinstname:Universidade Federal de Viçosa (UFV)instacron:UFVORIGINALtexto completo.pdftexto completo.pdftexto completoapplication/pdf3868424https://locus.ufv.br//bitstream/123456789/8552/1/texto%20completo.pdf30daced885012273e80d7d570fd52b59MD51LICENSElicense.txtlicense.txttext/plain; charset=utf-81748https://locus.ufv.br//bitstream/123456789/8552/2/license.txt8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33MD52THUMBNAILtexto completo.pdf.jpgtexto completo.pdf.jpgIM Thumbnailimage/jpeg3508https://locus.ufv.br//bitstream/123456789/8552/3/texto%20completo.pdf.jpg38838781070b29feab11903670a34e2cMD53TEXTtexto completo.pdf.txttexto completo.pdf.txtExtracted texttext/plain274622https://locus.ufv.br//bitstream/123456789/8552/4/texto%20completo.pdf.txt713f00e1e1889b6bf15e78831cd5111bMD54123456789/85522016-09-14 07:32:10.582oai:locus.ufv.br:123456789/8552Tk9URTogUExBQ0UgWU9VUiBPV04gTElDRU5TRSBIRVJFClRoaXMgc2FtcGxlIGxpY2Vuc2UgaXMgcHJvdmlkZWQgZm9yIGluZm9ybWF0aW9uYWwgcHVycG9zZXMgb25seS4KCk5PTi1FWENMVVNJVkUgRElTVFJJQlVUSU9OIExJQ0VOU0UKCkJ5IHNpZ25pbmcgYW5kIHN1Ym1pdHRpbmcgdGhpcyBsaWNlbnNlLCB5b3UgKHRoZSBhdXRob3Iocykgb3IgY29weXJpZ2h0Cm93bmVyKSBncmFudHMgdG8gRFNwYWNlIFVuaXZlcnNpdHkgKERTVSkgdGhlIG5vbi1leGNsdXNpdmUgcmlnaHQgdG8gcmVwcm9kdWNlLAp0cmFuc2xhdGUgKGFzIGRlZmluZWQgYmVsb3cpLCBhbmQvb3IgZGlzdHJpYnV0ZSB5b3VyIHN1Ym1pc3Npb24gKGluY2x1ZGluZwp0aGUgYWJzdHJhY3QpIHdvcmxkd2lkZSBpbiBwcmludCBhbmQgZWxlY3Ryb25pYyBmb3JtYXQgYW5kIGluIGFueSBtZWRpdW0sCmluY2x1ZGluZyBidXQgbm90IGxpbWl0ZWQgdG8gYXVkaW8gb3IgdmlkZW8uCgpZb3UgYWdyZWUgdGhhdCBEU1UgbWF5LCB3aXRob3V0IGNoYW5naW5nIHRoZSBjb250ZW50LCB0cmFuc2xhdGUgdGhlCnN1Ym1pc3Npb24gdG8gYW55IG1lZGl1bSBvciBmb3JtYXQgZm9yIHRoZSBwdXJwb3NlIG9mIHByZXNlcnZhdGlvbi4KCllvdSBhbHNvIGFncmVlIHRoYXQgRFNVIG1heSBrZWVwIG1vcmUgdGhhbiBvbmUgY29weSBvZiB0aGlzIHN1Ym1pc3Npb24gZm9yCnB1cnBvc2VzIG9mIHNlY3VyaXR5LCBiYWNrLXVwIGFuZCBwcmVzZXJ2YXRpb24uCgpZb3UgcmVwcmVzZW50IHRoYXQgdGhlIHN1Ym1pc3Npb24gaXMgeW91ciBvcmlnaW5hbCB3b3JrLCBhbmQgdGhhdCB5b3UgaGF2ZQp0aGUgcmlnaHQgdG8gZ3JhbnQgdGhlIHJpZ2h0cyBjb250YWluZWQgaW4gdGhpcyBsaWNlbnNlLiBZb3UgYWxzbyByZXByZXNlbnQKdGhhdCB5b3VyIHN1Ym1pc3Npb24gZG9lcyBub3QsIHRvIHRoZSBiZXN0IG9mIHlvdXIga25vd2xlZGdlLCBpbmZyaW5nZSB1cG9uCmFueW9uZSdzIGNvcHlyaWdodC4KCklmIHRoZSBzdWJtaXNzaW9uIGNvbnRhaW5zIG1hdGVyaWFsIGZvciB3aGljaCB5b3UgZG8gbm90IGhvbGQgY29weXJpZ2h0LAp5b3UgcmVwcmVzZW50IHRoYXQgeW91IGhhdmUgb2J0YWluZWQgdGhlIHVucmVzdHJpY3RlZCBwZXJtaXNzaW9uIG9mIHRoZQpjb3B5cmlnaHQgb3duZXIgdG8gZ3JhbnQgRFNVIHRoZSByaWdodHMgcmVxdWlyZWQgYnkgdGhpcyBsaWNlbnNlLCBhbmQgdGhhdApzdWNoIHRoaXJkLXBhcnR5IG93bmVkIG1hdGVyaWFsIGlzIGNsZWFybHkgaWRlbnRpZmllZCBhbmQgYWNrbm93bGVkZ2VkCndpdGhpbiB0aGUgdGV4dCBvciBjb250ZW50IG9mIHRoZSBzdWJtaXNzaW9uLgoKSUYgVEhFIFNVQk1JU1NJT04gSVMgQkFTRUQgVVBPTiBXT1JLIFRIQVQgSEFTIEJFRU4gU1BPTlNPUkVEIE9SIFNVUFBPUlRFRApCWSBBTiBBR0VOQ1kgT1IgT1JHQU5JWkFUSU9OIE9USEVSIFRIQU4gRFNVLCBZT1UgUkVQUkVTRU5UIFRIQVQgWU9VIEhBVkUKRlVMRklMTEVEIEFOWSBSSUdIVCBPRiBSRVZJRVcgT1IgT1RIRVIgT0JMSUdBVElPTlMgUkVRVUlSRUQgQlkgU1VDSApDT05UUkFDVCBPUiBBR1JFRU1FTlQuCgpEU1Ugd2lsbCBjbGVhcmx5IGlkZW50aWZ5IHlvdXIgbmFtZShzKSBhcyB0aGUgYXV0aG9yKHMpIG9yIG93bmVyKHMpIG9mIHRoZQpzdWJtaXNzaW9uLCBhbmQgd2lsbCBub3QgbWFrZSBhbnkgYWx0ZXJhdGlvbiwgb3RoZXIgdGhhbiBhcyBhbGxvd2VkIGJ5IHRoaXMKbGljZW5zZSwgdG8geW91ciBzdWJtaXNzaW9uLgo=Repositório InstitucionalPUBhttps://www.locus.ufv.br/oai/requestfabiojreis@ufv.bropendoar:21452016-09-14T10:32:10LOCUS Repositório Institucional da UFV - Universidade Federal de Viçosa (UFV)false
dc.title.pt-BR.fl_str_mv Cultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundário
dc.title.en.fl_str_mv In vitro culture of Ruta graveolens (Rutaceae): effect of gas exchange, irradiances and growth regulators in morphoanatomy and secondary metabolism
title Cultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundário
spellingShingle Cultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundário
Rios Rios, Anyela Marcela
Plantas medicinais
Ruta graveolens
Cultura in vitro
Ciências Agrárias
title_short Cultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundário
title_full Cultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundário
title_fullStr Cultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundário
title_full_unstemmed Cultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundário
title_sort Cultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundário
author Rios Rios, Anyela Marcela
author_facet Rios Rios, Anyela Marcela
author_role author
dc.contributor.authorLattes.pt-BR.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/2532985078435399
dc.contributor.none.fl_str_mv Otoni, Wagner Campos
dc.contributor.author.fl_str_mv Rios Rios, Anyela Marcela
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Fernandes, Sergio Antônio
contributor_str_mv Fernandes, Sergio Antônio
dc.subject.pt-BR.fl_str_mv Plantas medicinais
Ruta graveolens
Cultura in vitro
topic Plantas medicinais
Ruta graveolens
Cultura in vitro
Ciências Agrárias
dc.subject.cnpq.fl_str_mv Ciências Agrárias
description A crescente demanda por plantas medicinais, como Ruta graveolens L. (Rutaceae), para o isolamento e síntese de compostos de interesse farmacológico levou à superexploração de determinadas culturas, podendo levá-las à extinção e exigindo novas metodologias, como a cultura in vitro, para conservar seu germoplasma e induzir simultaneamente a produção de metabólitos secundários de interesse farmacológico e agroindustrial. No presente estudo avaliou-se o efeito na produção de biomassa e na síntese de metabólitos secundários, como alcaloides e cumarinas em tecidos in vitro de Ruta graveolens, de fitorreguladores como o 2,4-diclorofenoxiacético (2,4-D), ácido naftalenacético (ANA), meta-topolina (m-TP) e cinetina (Kin); e de condições fotoheterotróficas, fotoautotróficas e fotomixotróficas, com ventilação forçada e atmosfera enriquecida com CO2. Estabeleceu-se o efeito de diferentes níveis de trocas gasosas e da irradiância na germinação de sementes, no desenvolvimento, na morfologia e na biossíntese de metabólitos de plântulas de R. graveolens. Diferentes tipos de explantes de R. graveolens induziram alta quantidade de biomassa quando cultivados em meio MS suplementado com ANA, 2,4-D e m-TP. As condições fotoheterotróficas favoreceram a formação de brotos, enquanto que as fotomixotróficas estimularam seu alongamento e a diminuição da hiperidricidade. Tanto a variação dos níveis de trocas gasosas, como da irradiância acarretaram diferenças no desenvolvimento das plântulas, no conteúdo de pigmentos fotossintéticos e mudanças morfológicas nas plantas, principalmente na distribuição das células do mesofilo e na epiderme das folhas. Em todos os tecidos cultivados in vitro foram detectados alcaloides, cumarinas, compostos antracênicos, terpenóides, saponinas e flavonoides. Neste trabalho são reportados pela primeira vez para R. graveolens: o efeito da m-TP na indução de calos e brotos; o crescimento de brotos sob condições fotomixotróficas e fotoautotróficas com ventilação forçada e atmosfera enriquecida com CO2; a influencia dos níveis de trocas gasosas e de luminosidade na morfofisiología de plântulas in vitro de R. graveolens. Contribuindo ao conhecimento sobre o efeito destas variáveis na micropropagação e na produção in vitro de metabólitos secundários de interesse em esta planta medicinal.
publishDate 2014
dc.date.issued.fl_str_mv 2014-02-17
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2016-09-12T17:30:12Z
dc.date.available.fl_str_mv 2016-09-12T17:30:12Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.citation.fl_str_mv RIOS RIOS, Anyela Marcela. Cultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundário. 2014. 131f. Dissertação (Mestrado em Agroquímica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2014.
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8552
identifier_str_mv RIOS RIOS, Anyela Marcela. Cultivo in vitro de Ruta graveolens (Rutaceae): efeito de trocas gasosas, de irradiâncias e de fitorreguladores na morfoanatomia e no metabolismo secundário. 2014. 131f. Dissertação (Mestrado em Agroquímica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2014.
url http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8552
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Viçosa
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Viçosa
dc.source.none.fl_str_mv reponame:LOCUS Repositório Institucional da UFV
instname:Universidade Federal de Viçosa (UFV)
instacron:UFV
instname_str Universidade Federal de Viçosa (UFV)
instacron_str UFV
institution UFV
reponame_str LOCUS Repositório Institucional da UFV
collection LOCUS Repositório Institucional da UFV
bitstream.url.fl_str_mv https://locus.ufv.br//bitstream/123456789/8552/1/texto%20completo.pdf
https://locus.ufv.br//bitstream/123456789/8552/2/license.txt
https://locus.ufv.br//bitstream/123456789/8552/3/texto%20completo.pdf.jpg
https://locus.ufv.br//bitstream/123456789/8552/4/texto%20completo.pdf.txt
bitstream.checksum.fl_str_mv 30daced885012273e80d7d570fd52b59
8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33
38838781070b29feab11903670a34e2c
713f00e1e1889b6bf15e78831cd5111b
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv LOCUS Repositório Institucional da UFV - Universidade Federal de Viçosa (UFV)
repository.mail.fl_str_mv fabiojreis@ufv.br
_version_ 1801213792093208576