Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividade

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2010
Autor(a) principal: Dalastra, Cleiton [UNESP]
Orientador(a): Não Informado pela instituição
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade Estadual Paulista (Unesp)
Programa de Pós-Graduação: Não Informado pela instituição
Departamento: Não Informado pela instituição
País: Não Informado pela instituição
Palavras-chave em Português:
Link de acesso: http://hdl.handle.net/11449/98825
Resumo: O tripes do prateamento, Enneothrips flavens Moulton, (Thysanoptera:Thripidade) é considerado a principal praga do amendoim no Brasil, por sua ocorrência generalizada, pelos níveis populacionais atingidos e danos causados a cultura. Esse trabalho teve por objetivo avaliar o efeito do silício e acibenzolar-S-metil (ASM) sobre a população de E. flavens e seus reflexos na produtividade do amendoinzeiro. Em ambos os experimentos foram amostrados 10 folíolos por plantas do cultivar IAC RUNNER 886, de hábito de crescimento rasteiro. Para o experimento com silício avaliaram-se os seguintes tratamentos: uma aplicação foliar de silício na dose de 150 g ha-1 aos 20 dias após a emergência das plantas, duas aplicações foliares de silício na dose 150 g i.a ha-1 aos 20 e 55 dias e testemunha. Para ASM foram avaliados os tratamentos a base de uma aplicação foliar de ASM na dose de 20 g i.a ha-1 aos 20 dias após a emergência das plantas, duas aplicações foliares de ASM na dose 20 g i.a ha-1 aos 20 e 55 dias e testemunha. Os experimentos foram instalados em delineamento inteiramente casualisado, em solo classificado como Latossolo Vermelho distrófico. Os resultados obtidos permitiram concluir que uma aplicação de silício proporcionou proteção às plantas de amendoim reduzindo o número de adultos e ninfas do tripes de E. flavens e evitou perdas na produtividade da ordem de 31,30% de amendoim em casca e 28,85% em grãos. Para a aplicação de acibenzolar-S-methyl constatou-se aumento na proteção das plantas de amendoim reduzindo a população de adultos e ninfas de E. flavens de 32 e 58 %, respectivamente, suficiente para reduzir as infestações de E. flavens e evitar perdas de produção da ordem de 8,96% de amendoim em casca e 3,45% em grãos
id UNSP_481076dacb7dd41168b2b6fed3b1ac96
oai_identifier_str oai:repositorio.unesp.br:11449/98825
network_acronym_str UNSP
network_name_str Repositório Institucional da UNESP
repository_id_str
spelling Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividadeAmendoim - Doenças e pragasTripes do prateamentoIndutores de resistênciaEnneothrips flavensInducers of resistancePest managementO tripes do prateamento, Enneothrips flavens Moulton, (Thysanoptera:Thripidade) é considerado a principal praga do amendoim no Brasil, por sua ocorrência generalizada, pelos níveis populacionais atingidos e danos causados a cultura. Esse trabalho teve por objetivo avaliar o efeito do silício e acibenzolar-S-metil (ASM) sobre a população de E. flavens e seus reflexos na produtividade do amendoinzeiro. Em ambos os experimentos foram amostrados 10 folíolos por plantas do cultivar IAC RUNNER 886, de hábito de crescimento rasteiro. Para o experimento com silício avaliaram-se os seguintes tratamentos: uma aplicação foliar de silício na dose de 150 g ha-1 aos 20 dias após a emergência das plantas, duas aplicações foliares de silício na dose 150 g i.a ha-1 aos 20 e 55 dias e testemunha. Para ASM foram avaliados os tratamentos a base de uma aplicação foliar de ASM na dose de 20 g i.a ha-1 aos 20 dias após a emergência das plantas, duas aplicações foliares de ASM na dose 20 g i.a ha-1 aos 20 e 55 dias e testemunha. Os experimentos foram instalados em delineamento inteiramente casualisado, em solo classificado como Latossolo Vermelho distrófico. Os resultados obtidos permitiram concluir que uma aplicação de silício proporcionou proteção às plantas de amendoim reduzindo o número de adultos e ninfas do tripes de E. flavens e evitou perdas na produtividade da ordem de 31,30% de amendoim em casca e 28,85% em grãos. Para a aplicação de acibenzolar-S-methyl constatou-se aumento na proteção das plantas de amendoim reduzindo a população de adultos e ninfas de E. flavens de 32 e 58 %, respectivamente, suficiente para reduzir as infestações de E. flavens e evitar perdas de produção da ordem de 8,96% de amendoim em casca e 3,45% em grãosThe silvering thrips Enneothrips flavens Moulton, is considered a major pest of peanuts in Brazil, for its widespread occurrence, the population levels achieved and damage the crop. This study aimed to evaluate the effect of silicon and acibenzolar-S-methyl (ASM) on the population of E. flavens and its yield reflections of groundnut. For both experiments were sampled 10 leaves per plant of the cultivar IAC RUNNER 886, the creeping growth habit. For the experiment with silicon evaluated the following treatments: a spraying leaf of silicon at dose of 150 g ha-1 at 20 days after plant emergence, two spraying leaf of silicon at a dose 150 g ha-1 to 20 and 55 days and control. ASM for the treatments were the basis for one spraying leaf of ASM at 20 g ai ha-1 at 20 days after plant emergence, two spraying leaf of ASM at dose 20 g a.i ha-1 at 20 and 55 days and control. The experiments were conducted in a completely randomized design in a soil classified as Oxisol. The results showed that spraying silicon provided plants protection peanut reducing the number of adults and nymphs of thrips E. flavens and avoided losses in yield of about 31.30% of in pods peanuts and 28.85% in grains. For the purposes of acibenzolar-S-methyl showed an increase in the plants protection peanut by reducing the population of adults and nymphs of E. flavens vii of 32 and 58%, respectively, sufficient to reduce infestations of E. flavens and avoid loss of yield of about 8.96% in peanut pods and 3.45% in grainCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)Universidade Estadual Paulista (Unesp)Campos, Alcebíades Ribeiro [UNESP]Fernandes, Francisco Maximino [UNESP]Universidade Estadual Paulista (Unesp)Dalastra, Cleiton [UNESP]2014-06-11T19:29:43Z2014-06-11T19:29:43Z2010-02-19info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesis70 f.application/pdfDALASTRA, Cleiton. Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividade. 2010.. 70 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, 2010..http://hdl.handle.net/11449/98825000618834dalastra_c_me_ilha.pdf33004099079P150231924435214504967922258242237Alephreponame:Repositório Institucional da UNESPinstname:Universidade Estadual Paulista (UNESP)instacron:UNESPporinfo:eu-repo/semantics/openAccess2023-11-19T06:13:40Zoai:repositorio.unesp.br:11449/98825Repositório InstitucionalPUBhttp://repositorio.unesp.br/oai/requestopendoar:29462023-11-19T06:13:40Repositório Institucional da UNESP - Universidade Estadual Paulista (UNESP)false
dc.title.none.fl_str_mv Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividade
title Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividade
spellingShingle Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividade
Dalastra, Cleiton [UNESP]
Amendoim - Doenças e pragas
Tripes do prateamento
Indutores de resistência
Enneothrips flavens
Inducers of resistance
Pest management
title_short Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividade
title_full Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividade
title_fullStr Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividade
title_full_unstemmed Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividade
title_sort Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividade
author Dalastra, Cleiton [UNESP]
author_facet Dalastra, Cleiton [UNESP]
author_role author
dc.contributor.none.fl_str_mv Campos, Alcebíades Ribeiro [UNESP]
Fernandes, Francisco Maximino [UNESP]
Universidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.contributor.author.fl_str_mv Dalastra, Cleiton [UNESP]
dc.subject.por.fl_str_mv Amendoim - Doenças e pragas
Tripes do prateamento
Indutores de resistência
Enneothrips flavens
Inducers of resistance
Pest management
topic Amendoim - Doenças e pragas
Tripes do prateamento
Indutores de resistência
Enneothrips flavens
Inducers of resistance
Pest management
description O tripes do prateamento, Enneothrips flavens Moulton, (Thysanoptera:Thripidade) é considerado a principal praga do amendoim no Brasil, por sua ocorrência generalizada, pelos níveis populacionais atingidos e danos causados a cultura. Esse trabalho teve por objetivo avaliar o efeito do silício e acibenzolar-S-metil (ASM) sobre a população de E. flavens e seus reflexos na produtividade do amendoinzeiro. Em ambos os experimentos foram amostrados 10 folíolos por plantas do cultivar IAC RUNNER 886, de hábito de crescimento rasteiro. Para o experimento com silício avaliaram-se os seguintes tratamentos: uma aplicação foliar de silício na dose de 150 g ha-1 aos 20 dias após a emergência das plantas, duas aplicações foliares de silício na dose 150 g i.a ha-1 aos 20 e 55 dias e testemunha. Para ASM foram avaliados os tratamentos a base de uma aplicação foliar de ASM na dose de 20 g i.a ha-1 aos 20 dias após a emergência das plantas, duas aplicações foliares de ASM na dose 20 g i.a ha-1 aos 20 e 55 dias e testemunha. Os experimentos foram instalados em delineamento inteiramente casualisado, em solo classificado como Latossolo Vermelho distrófico. Os resultados obtidos permitiram concluir que uma aplicação de silício proporcionou proteção às plantas de amendoim reduzindo o número de adultos e ninfas do tripes de E. flavens e evitou perdas na produtividade da ordem de 31,30% de amendoim em casca e 28,85% em grãos. Para a aplicação de acibenzolar-S-methyl constatou-se aumento na proteção das plantas de amendoim reduzindo a população de adultos e ninfas de E. flavens de 32 e 58 %, respectivamente, suficiente para reduzir as infestações de E. flavens e evitar perdas de produção da ordem de 8,96% de amendoim em casca e 3,45% em grãos
publishDate 2010
dc.date.none.fl_str_mv 2010-02-19
2014-06-11T19:29:43Z
2014-06-11T19:29:43Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv DALASTRA, Cleiton. Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividade. 2010.. 70 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, 2010..
http://hdl.handle.net/11449/98825
000618834
dalastra_c_me_ilha.pdf
33004099079P1
5023192443521450
4967922258242237
identifier_str_mv DALASTRA, Cleiton. Efeitos de tácticas alternativas de controle do tripes do prateamento em cultura de amendoim e seus reflexos na produtividade. 2010.. 70 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, 2010..
000618834
dalastra_c_me_ilha.pdf
33004099079P1
5023192443521450
4967922258242237
url http://hdl.handle.net/11449/98825
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv 70 f.
application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Estadual Paulista (Unesp)
publisher.none.fl_str_mv Universidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.source.none.fl_str_mv Aleph
reponame:Repositório Institucional da UNESP
instname:Universidade Estadual Paulista (UNESP)
instacron:UNESP
instname_str Universidade Estadual Paulista (UNESP)
instacron_str UNESP
institution UNESP
reponame_str Repositório Institucional da UNESP
collection Repositório Institucional da UNESP
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UNESP - Universidade Estadual Paulista (UNESP)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1800401153073086464