Efeitos das épocas de plantio e das doses de fósforo sobre a produtividade e qualidade de cultivares de batata-doce

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2019
Autor(a) principal: Nunes, Jason Geter da Silva
Orientador(a): Não Informado pela instituição
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade Estadual Paulista (Unesp)
Programa de Pós-Graduação: Não Informado pela instituição
Departamento: Não Informado pela instituição
País: Não Informado pela instituição
Palavras-chave em Português:
Link de acesso: http://hdl.handle.net/11449/183632
Resumo: A batata-doce é uma cultura que possui alta capacidade de adaptabilidade às diferentes condições climáticas, de solos e resistência às pragas, por isso tem sido cultivada em várias regiões do mundo. Contudo, no seu cultivo ainda há déficit tecnológico, devido à falta de informações e conhecimentos adequados, principalmente, sobre a nutrição mineral das plantas, o que pode resultar em baixas produtividades e qualidade das raízes. O fósforo (P) é um nutriente essencial às plantas e tem atuação na respiração, produção e processos de transformação de energia pela planta, contribuindo para o desenvolvimento radicular. Desta forma, objetivou-se avaliar o efeito da adubação fosfatada sobre a produtividade e qualidade de raízes tuberosas de batata. Foram conduzidos quatro ensaios, ambos com delineamento em blocos casualizados, com esquema fatorial 2 x 5 x 2, com quatro repetições. Os tratamentos consistiram em duas cultivares (Uruguaiana e Canadense); cinco doses de P2O5 (0, 50, 100, 200 e 400 kg ha-1) e duas épocas de cultivo (primeira época: outubro a abril e segunda época: março a outubro). A cultivar Canadense é mais produtiva do que a Uruguaiana, independentemente da época cultivada. Para ambas as cultivares, a época de cultivo entre os meses de outubro e abril proporciona maior produtividade do que a época entre os meses de março a outubro. A produtividade de raízes tuberosas da cultivar Canadense aumenta cerca de 6 toneladas ha-1 com o incremento das doses de fósforo, atingindo uma produção de 28 toneladas -1, mas não ocorre o mesmo com a Uruguaiana. Em solo de baixo teor de fósforo, doses do nutriente entre 100 e 150 kg ha-1 de P2O5 são suficientes para promover o crescimento das plantas e aumentar a produtividade. Em relação as características físico químicas, a cultivar Uruguaiana tem melhor qualidade de raízes tuberosa em relação a Canadense. A segunda época proporcionou melhor qualidade de raízes tuberosas, independentemente das cultivares. As doses de fósforo interferem nas propriedades físico química das raízes tuberosas.
id UNSP_80560b0d6def0b7ed33a1731c7a27b2f
oai_identifier_str oai:repositorio.unesp.br:11449/183632
network_acronym_str UNSP
network_name_str Repositório Institucional da UNESP
repository_id_str
spelling Efeitos das épocas de plantio e das doses de fósforo sobre a produtividade e qualidade de cultivares de batata-doceEffects of planting time and phosphorus doses on yield and quality of sweet potato cultivarsIpomoea batatasFósforoNutrição mineralA batata-doce é uma cultura que possui alta capacidade de adaptabilidade às diferentes condições climáticas, de solos e resistência às pragas, por isso tem sido cultivada em várias regiões do mundo. Contudo, no seu cultivo ainda há déficit tecnológico, devido à falta de informações e conhecimentos adequados, principalmente, sobre a nutrição mineral das plantas, o que pode resultar em baixas produtividades e qualidade das raízes. O fósforo (P) é um nutriente essencial às plantas e tem atuação na respiração, produção e processos de transformação de energia pela planta, contribuindo para o desenvolvimento radicular. Desta forma, objetivou-se avaliar o efeito da adubação fosfatada sobre a produtividade e qualidade de raízes tuberosas de batata. Foram conduzidos quatro ensaios, ambos com delineamento em blocos casualizados, com esquema fatorial 2 x 5 x 2, com quatro repetições. Os tratamentos consistiram em duas cultivares (Uruguaiana e Canadense); cinco doses de P2O5 (0, 50, 100, 200 e 400 kg ha-1) e duas épocas de cultivo (primeira época: outubro a abril e segunda época: março a outubro). A cultivar Canadense é mais produtiva do que a Uruguaiana, independentemente da época cultivada. Para ambas as cultivares, a época de cultivo entre os meses de outubro e abril proporciona maior produtividade do que a época entre os meses de março a outubro. A produtividade de raízes tuberosas da cultivar Canadense aumenta cerca de 6 toneladas ha-1 com o incremento das doses de fósforo, atingindo uma produção de 28 toneladas -1, mas não ocorre o mesmo com a Uruguaiana. Em solo de baixo teor de fósforo, doses do nutriente entre 100 e 150 kg ha-1 de P2O5 são suficientes para promover o crescimento das plantas e aumentar a produtividade. Em relação as características físico químicas, a cultivar Uruguaiana tem melhor qualidade de raízes tuberosa em relação a Canadense. A segunda época proporcionou melhor qualidade de raízes tuberosas, independentemente das cultivares. As doses de fósforo interferem nas propriedades físico química das raízes tuberosas.Sweet potato is a crop that has high adaptability to different climatic conditions, soil and pest resistance, so it has been cultivated in various regions of the world. However, in its cultivation there is still a technological deficit, due to the lack of adequate information and knowledge, especially about the mineral nutrition of the plants, which may result in low yields and root quality. Phosphorus (P) is an essential nutrient for plants and acts on respiration, production and energy transformation processes by the plant, contributing to root development. Thus, the objective of this study was to evaluate the effect of phosphate fertilization on potato tuber yield and quality. Four trials were conducted, both with a randomized block design, with a 2 x 5 x 2 factorial scheme, with four replications. The treatments consisted of two cultivars (Uruguaiana and Canadense); five doses of P2O5 (0, 50, 100, 200 and 400 kg ha-1) and two growing seasons (first season: October to April and second season: March to October). The Canadense cultivar is more productive than the Uruguaiana cultivar, regardless of the growing season. For both cultivars, the growing season between October and April provides higher productivity than the season between March and October. The yield of tuberous roots of the Canadense cultivar increases about 6 tons ha-1 with increasing phosphorus doses, reaching a production of 28 tons ha-1, but not the same with Uruguaiana. In low phosphorus soil, nutrient doses between 100 and 150 kg ha-1 of P2O5 are sufficient to promote plant growth and increase yield. Regarding the physicochemical characteristics, the cultivar Uruguaiana has better quality of tuberous roots than Canadense. The second season provided better quality of tuberous roots, regardless of the cultivars. Phosphorus doses interfere with the physical chemical properties of tuberous roots.Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)134440/2017-0Universidade Estadual Paulista (Unesp)Leonel, MagaliFernandes, Adalton MazettiUniversidade Estadual Paulista (Unesp)Nunes, Jason Geter da Silva2019-09-26T18:48:18Z2019-09-26T18:48:18Z2019-08-02info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesisapplication/pdfhttp://hdl.handle.net/11449/18363200092544833004064021P73739930848549194porinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Repositório Institucional da UNESPinstname:Universidade Estadual Paulista (UNESP)instacron:UNESP2024-05-02T14:11:19Zoai:repositorio.unesp.br:11449/183632Repositório InstitucionalPUBhttp://repositorio.unesp.br/oai/requestopendoar:29462024-05-02T14:11:19Repositório Institucional da UNESP - Universidade Estadual Paulista (UNESP)false
dc.title.none.fl_str_mv Efeitos das épocas de plantio e das doses de fósforo sobre a produtividade e qualidade de cultivares de batata-doce
Effects of planting time and phosphorus doses on yield and quality of sweet potato cultivars
title Efeitos das épocas de plantio e das doses de fósforo sobre a produtividade e qualidade de cultivares de batata-doce
spellingShingle Efeitos das épocas de plantio e das doses de fósforo sobre a produtividade e qualidade de cultivares de batata-doce
Nunes, Jason Geter da Silva
Ipomoea batatas
Fósforo
Nutrição mineral
title_short Efeitos das épocas de plantio e das doses de fósforo sobre a produtividade e qualidade de cultivares de batata-doce
title_full Efeitos das épocas de plantio e das doses de fósforo sobre a produtividade e qualidade de cultivares de batata-doce
title_fullStr Efeitos das épocas de plantio e das doses de fósforo sobre a produtividade e qualidade de cultivares de batata-doce
title_full_unstemmed Efeitos das épocas de plantio e das doses de fósforo sobre a produtividade e qualidade de cultivares de batata-doce
title_sort Efeitos das épocas de plantio e das doses de fósforo sobre a produtividade e qualidade de cultivares de batata-doce
author Nunes, Jason Geter da Silva
author_facet Nunes, Jason Geter da Silva
author_role author
dc.contributor.none.fl_str_mv Leonel, Magali
Fernandes, Adalton Mazetti
Universidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.contributor.author.fl_str_mv Nunes, Jason Geter da Silva
dc.subject.por.fl_str_mv Ipomoea batatas
Fósforo
Nutrição mineral
topic Ipomoea batatas
Fósforo
Nutrição mineral
description A batata-doce é uma cultura que possui alta capacidade de adaptabilidade às diferentes condições climáticas, de solos e resistência às pragas, por isso tem sido cultivada em várias regiões do mundo. Contudo, no seu cultivo ainda há déficit tecnológico, devido à falta de informações e conhecimentos adequados, principalmente, sobre a nutrição mineral das plantas, o que pode resultar em baixas produtividades e qualidade das raízes. O fósforo (P) é um nutriente essencial às plantas e tem atuação na respiração, produção e processos de transformação de energia pela planta, contribuindo para o desenvolvimento radicular. Desta forma, objetivou-se avaliar o efeito da adubação fosfatada sobre a produtividade e qualidade de raízes tuberosas de batata. Foram conduzidos quatro ensaios, ambos com delineamento em blocos casualizados, com esquema fatorial 2 x 5 x 2, com quatro repetições. Os tratamentos consistiram em duas cultivares (Uruguaiana e Canadense); cinco doses de P2O5 (0, 50, 100, 200 e 400 kg ha-1) e duas épocas de cultivo (primeira época: outubro a abril e segunda época: março a outubro). A cultivar Canadense é mais produtiva do que a Uruguaiana, independentemente da época cultivada. Para ambas as cultivares, a época de cultivo entre os meses de outubro e abril proporciona maior produtividade do que a época entre os meses de março a outubro. A produtividade de raízes tuberosas da cultivar Canadense aumenta cerca de 6 toneladas ha-1 com o incremento das doses de fósforo, atingindo uma produção de 28 toneladas -1, mas não ocorre o mesmo com a Uruguaiana. Em solo de baixo teor de fósforo, doses do nutriente entre 100 e 150 kg ha-1 de P2O5 são suficientes para promover o crescimento das plantas e aumentar a produtividade. Em relação as características físico químicas, a cultivar Uruguaiana tem melhor qualidade de raízes tuberosa em relação a Canadense. A segunda época proporcionou melhor qualidade de raízes tuberosas, independentemente das cultivares. As doses de fósforo interferem nas propriedades físico química das raízes tuberosas.
publishDate 2019
dc.date.none.fl_str_mv 2019-09-26T18:48:18Z
2019-09-26T18:48:18Z
2019-08-02
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://hdl.handle.net/11449/183632
000925448
33004064021P7
3739930848549194
url http://hdl.handle.net/11449/183632
identifier_str_mv 000925448
33004064021P7
3739930848549194
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Estadual Paulista (Unesp)
publisher.none.fl_str_mv Universidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UNESP
instname:Universidade Estadual Paulista (UNESP)
instacron:UNESP
instname_str Universidade Estadual Paulista (UNESP)
instacron_str UNESP
institution UNESP
reponame_str Repositório Institucional da UNESP
collection Repositório Institucional da UNESP
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UNESP - Universidade Estadual Paulista (UNESP)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1800401336131387392