A eficácia do treinamento auditivo acusticamente controlado em idosos com transtorno do processamento auditivo

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2015
Autor(a) principal: Aline Albuquerque Morais
Orientador(a): Eliane Schochat
Banca de defesa: Leticia Lessa Mansur, Liliane Desgualdo Pereira
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Ciências da Reabilitação
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/D.5.2015.tde-19052015-142644
Resumo: Introdução: No sistema auditivo, as mudanças decorrentes do envelhecimento resultam na dificuldade que os idosos apresentam em compreender a fala, afetando a capacidade de comunicação e de participação nas relações sociais, podendo levar à piora da qualidade de vida desta população. O treinamento auditivo é uma proposta de intervenção baseada na neuroplasticidade que tem o objetivo de adequar as habilidades auditivas de indivíduos com transtorno do processamento auditivo (TPA). Esse método vem sendo cada vez mais utilizado na reabilitação auditiva de idosos e, por meio de medidas comportamentais e eletrofisiológicas, revela-se como uma ferramenta eficaz para otimizar o processamento da fala, contribuindo para um processo de envelhecimento com qualidade de vida. Objetivos: Verificar a eficácia de um programa de treinamento auditivo acusticamente controlado (TAAC) em idosos com TPA utilizando medidas comportamentais e eletrofisiológicas. Método: Participaram 16 idosos (14 mulheres, dois homens) com TPA, os quais realizaram uma avaliação inicial (avaliação 1), composta por testes comportamentais e eletrofisiológicos do processamento auditivo, e foram distribuídos em dois grupos: GP (n=8), submetidos a um treinamento placebo e GSI (n=8) que não foram submetidos a nenhuma intervenção. Após 12 semanas os indivíduos foram submetidos novamente aos testes (avaliação 2 - pré TAAC). Em seguida, todos os indivíduos foram submetidos ao TAAC e após 12 semanas realizaram a avaliação final (avaliação 3 - pós TAAC). Resultados: Não houve diferença significante na análise multivariada entre as avaliações 1 e 2, tanto para os testes comportamentais quanto para o P300, sendo descartada a ocorrência de efeito placebo e efeitos teste-reteste. Na comparação entre as avaliações 2 e 3, foi constatada melhora significante entre as condições pré TAAC e pós TAAC para a maioria das habilidades auditivas investigadas pelo método comportamental; entretanto, o mesmo resultado não foi encontrado para os parâmetros do P300 em nenhuma das condições (tone burst ou fala). Também não foi encontrada diferença significante entre o P300 evocado por estímulo tone burst e o evocado por estímulo de fala no monitoramento das mudanças neurobiológicas decorrentes do TAAC. Conclusões: O TAAC foi capaz de promover uma mudança no desempenho comportamental dos idosos para a maioria das habilidades auditivas investigadas, mostrando ser um método eficaz na reabilitação auditiva de idosos com TPA. Considerando a grande vulnerabilidade aos fatores cognitivos e a variabilidade intra-sujeito que o P300 apresenta, concluímos que este potencial não parece ser a melhor ferramenta para monitorar as mudanças decorrentes do programa TAAC em idosos
id USP_184ce0b85cd8ea3895f80d8876da9b3f
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-19052015-142644
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesis A eficácia do treinamento auditivo acusticamente controlado em idosos com transtorno do processamento auditivo The efficacy of acoustically controlled auditory training in elderly with auditory processing disorder 2015-03-09Eliane SchochatLeticia Lessa MansurLiliane Desgualdo PereiraAline Albuquerque MoraisUniversidade de São PauloCiências da ReabilitaçãoUSPBR Acoustic stimulation Aging Audição Auditory perceptual disorders Envelhecimento Estimulação acústica Event-related potentials P300 Hearing Neuronal plasticity Plasticidade neuronal Potenciais evocados P300 Transtorno da percepção auditiva Introdução: No sistema auditivo, as mudanças decorrentes do envelhecimento resultam na dificuldade que os idosos apresentam em compreender a fala, afetando a capacidade de comunicação e de participação nas relações sociais, podendo levar à piora da qualidade de vida desta população. O treinamento auditivo é uma proposta de intervenção baseada na neuroplasticidade que tem o objetivo de adequar as habilidades auditivas de indivíduos com transtorno do processamento auditivo (TPA). Esse método vem sendo cada vez mais utilizado na reabilitação auditiva de idosos e, por meio de medidas comportamentais e eletrofisiológicas, revela-se como uma ferramenta eficaz para otimizar o processamento da fala, contribuindo para um processo de envelhecimento com qualidade de vida. Objetivos: Verificar a eficácia de um programa de treinamento auditivo acusticamente controlado (TAAC) em idosos com TPA utilizando medidas comportamentais e eletrofisiológicas. Método: Participaram 16 idosos (14 mulheres, dois homens) com TPA, os quais realizaram uma avaliação inicial (avaliação 1), composta por testes comportamentais e eletrofisiológicos do processamento auditivo, e foram distribuídos em dois grupos: GP (n=8), submetidos a um treinamento placebo e GSI (n=8) que não foram submetidos a nenhuma intervenção. Após 12 semanas os indivíduos foram submetidos novamente aos testes (avaliação 2 - pré TAAC). Em seguida, todos os indivíduos foram submetidos ao TAAC e após 12 semanas realizaram a avaliação final (avaliação 3 - pós TAAC). Resultados: Não houve diferença significante na análise multivariada entre as avaliações 1 e 2, tanto para os testes comportamentais quanto para o P300, sendo descartada a ocorrência de efeito placebo e efeitos teste-reteste. Na comparação entre as avaliações 2 e 3, foi constatada melhora significante entre as condições pré TAAC e pós TAAC para a maioria das habilidades auditivas investigadas pelo método comportamental; entretanto, o mesmo resultado não foi encontrado para os parâmetros do P300 em nenhuma das condições (tone burst ou fala). Também não foi encontrada diferença significante entre o P300 evocado por estímulo tone burst e o evocado por estímulo de fala no monitoramento das mudanças neurobiológicas decorrentes do TAAC. Conclusões: O TAAC foi capaz de promover uma mudança no desempenho comportamental dos idosos para a maioria das habilidades auditivas investigadas, mostrando ser um método eficaz na reabilitação auditiva de idosos com TPA. Considerando a grande vulnerabilidade aos fatores cognitivos e a variabilidade intra-sujeito que o P300 apresenta, concluímos que este potencial não parece ser a melhor ferramenta para monitorar as mudanças decorrentes do programa TAAC em idosos Introduction: In the hearing system, changes from aging result in the difficulty that the elderly have understanding speech, affecting their communication abilities and their social participation in the community, which can lead to a decrease of life quality in this group of people. The auditory training is an intervention procedure based on neuroplasticity that aims improving hearing abilities of individuals with auditory processing disorder (APD). This method has been used in the auditory rehab of elderly and, through behavioral and electrophysiological measures, reveals itself as an effective tool for optimizing the processing of speech contributing for an aging process with life quality. Purpose: Verify the efficacy of an acoustically controlled auditory training program (ACAT) in elderly patients with APD using behavioral and electrophysiological measures. Method: Sixteen elderly (14 women, two men) with APD, who have performed an initial evaluation (1), consisting of behavioral and electrophysiological tests of auditory processing, were divided into two groups: GP (n = 8) those who were submitted to a placebo training and GSI (n = 8) the one\'s not submitted to any intervention. After 12 weeks the individuals were submitted to the tests again (evaluation 2 - pre ACAT). Then, all of them were submitted to ACAT and, after 12 weeks (8 training), they were submitted to the final evaluation (3 - post ACAT). Results: There was no significant difference in the various analyses between evaluations 1 and 2, both in the behavioral tests as for the P300, discarding the presence of placebo effects and test-retest. Comparing the evaluations 2 and 3, a significant improvement was found between the pre and post ACAT conditions for the majority of the auditory abilities investigated by the behavioral method; however, the same result was not found for the parameters of P300 in any of the conditions (tone burst or speech). The same way, no significant difference was found between the P300 evoked by tone burst and evoked by speech stimulation during the neurobiological changes monitoring coming from ACAT. Conclusions: The ACAT was able to promote a change in the behavioral performance of the elderly for most investigated auditory abilities, proving to be an effective method regards hearing rehabilitation of elderly with APD. Considering the high vulnerability to the cognitive factors and intra-subject variability that the P300 presents, we conclude that this potential does not seem to be the best tool to monitor the changes that result from the ACAT program in the elderly https://doi.org/10.11606/D.5.2015.tde-19052015-142644info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T19:24:19Zoai:teses.usp.br:tde-19052015-142644Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212016-11-10T16:44:15Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv A eficácia do treinamento auditivo acusticamente controlado em idosos com transtorno do processamento auditivo
dc.title.alternative.en.fl_str_mv The efficacy of acoustically controlled auditory training in elderly with auditory processing disorder
title A eficácia do treinamento auditivo acusticamente controlado em idosos com transtorno do processamento auditivo
spellingShingle A eficácia do treinamento auditivo acusticamente controlado em idosos com transtorno do processamento auditivo
Aline Albuquerque Morais
title_short A eficácia do treinamento auditivo acusticamente controlado em idosos com transtorno do processamento auditivo
title_full A eficácia do treinamento auditivo acusticamente controlado em idosos com transtorno do processamento auditivo
title_fullStr A eficácia do treinamento auditivo acusticamente controlado em idosos com transtorno do processamento auditivo
title_full_unstemmed A eficácia do treinamento auditivo acusticamente controlado em idosos com transtorno do processamento auditivo
title_sort A eficácia do treinamento auditivo acusticamente controlado em idosos com transtorno do processamento auditivo
author Aline Albuquerque Morais
author_facet Aline Albuquerque Morais
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Eliane Schochat
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Leticia Lessa Mansur
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Liliane Desgualdo Pereira
dc.contributor.author.fl_str_mv Aline Albuquerque Morais
contributor_str_mv Eliane Schochat
Leticia Lessa Mansur
Liliane Desgualdo Pereira
description Introdução: No sistema auditivo, as mudanças decorrentes do envelhecimento resultam na dificuldade que os idosos apresentam em compreender a fala, afetando a capacidade de comunicação e de participação nas relações sociais, podendo levar à piora da qualidade de vida desta população. O treinamento auditivo é uma proposta de intervenção baseada na neuroplasticidade que tem o objetivo de adequar as habilidades auditivas de indivíduos com transtorno do processamento auditivo (TPA). Esse método vem sendo cada vez mais utilizado na reabilitação auditiva de idosos e, por meio de medidas comportamentais e eletrofisiológicas, revela-se como uma ferramenta eficaz para otimizar o processamento da fala, contribuindo para um processo de envelhecimento com qualidade de vida. Objetivos: Verificar a eficácia de um programa de treinamento auditivo acusticamente controlado (TAAC) em idosos com TPA utilizando medidas comportamentais e eletrofisiológicas. Método: Participaram 16 idosos (14 mulheres, dois homens) com TPA, os quais realizaram uma avaliação inicial (avaliação 1), composta por testes comportamentais e eletrofisiológicos do processamento auditivo, e foram distribuídos em dois grupos: GP (n=8), submetidos a um treinamento placebo e GSI (n=8) que não foram submetidos a nenhuma intervenção. Após 12 semanas os indivíduos foram submetidos novamente aos testes (avaliação 2 - pré TAAC). Em seguida, todos os indivíduos foram submetidos ao TAAC e após 12 semanas realizaram a avaliação final (avaliação 3 - pós TAAC). Resultados: Não houve diferença significante na análise multivariada entre as avaliações 1 e 2, tanto para os testes comportamentais quanto para o P300, sendo descartada a ocorrência de efeito placebo e efeitos teste-reteste. Na comparação entre as avaliações 2 e 3, foi constatada melhora significante entre as condições pré TAAC e pós TAAC para a maioria das habilidades auditivas investigadas pelo método comportamental; entretanto, o mesmo resultado não foi encontrado para os parâmetros do P300 em nenhuma das condições (tone burst ou fala). Também não foi encontrada diferença significante entre o P300 evocado por estímulo tone burst e o evocado por estímulo de fala no monitoramento das mudanças neurobiológicas decorrentes do TAAC. Conclusões: O TAAC foi capaz de promover uma mudança no desempenho comportamental dos idosos para a maioria das habilidades auditivas investigadas, mostrando ser um método eficaz na reabilitação auditiva de idosos com TPA. Considerando a grande vulnerabilidade aos fatores cognitivos e a variabilidade intra-sujeito que o P300 apresenta, concluímos que este potencial não parece ser a melhor ferramenta para monitorar as mudanças decorrentes do programa TAAC em idosos
publishDate 2015
dc.date.issued.fl_str_mv 2015-03-09
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/D.5.2015.tde-19052015-142644
url https://doi.org/10.11606/D.5.2015.tde-19052015-142644
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Ciências da Reabilitação
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376950421389312