Ressonância magnética na avaliação da gravidade e prognóstico da colangite aguda

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2019
Autor(a) principal: Pedro Henrique Tarter Nunes
Orientador(a): Jorge Elias Júnior
Banca de defesa: Valdair Francisco Muglia, José Sebastião dos Santos
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Mestrado Profissional em Ciências das Imagens e Física Médica
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/D.17.2020.tde-05082019-131934
Resumo: A colangite aguda (CA) é uma emergência médica comum, relacionada a inflamação aguda e infecção da via biliar. Geralmente decorre da obstrução mecânica da via biliar requerendo um diagnóstico precoce e tratamento imediato. Embora exista a percepção de que certas alterações ao exame de imagem estejam relacionadas a pior prognóstico, a avaliação da gravidade na colangite bacteriana aguda é baseada em dados clínico-laboratoriais e em disfunção de órgãos alvo. Este estudo procurou identificar os achados de imagem e complicações da colangite aguda através da ressonância magnética e verificar quais características correlacionam-se à morbi-mortalidade da doença. Foram revisados os dados de 226 pacientes com suspeita de colangite aguda dos quais 68 preencheram os critérios de inclusão: presença de bile purulenta na colangiopancreatografia retrógrada e critérios de Tokyo. A principal causa de colangite aguda confirmada foi a presença de estenose biliar e este foi também o achado de imagem que esteve relacionado ao desfecho desfavorável de óbito. Verificou-se ainda que vários achados estiveram individualmente relacionados a alterações clínicas e laboratoriais como idade, hipoalbuminemia, hiperbilirrubinemia e oligúria. A ressonância magnética desempenha papel no diagnóstico etiológico da colangite aguda e pode ter contribuição adicional na avaliação da gravidade da doença nos casos que apresentam estenose da via biliar. No entanto, de maneira geral, os achados na ressonância magnética não substituem a avaliação de gravidade e prognóstico obtidas através dos critérios clínico-laboratoriais
id USP_25281c04c604aa60ce8110f30d0732c4
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05082019-131934
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesis Ressonância magnética na avaliação da gravidade e prognóstico da colangite aguda Acute cholangitis severity and prognosis assessment by magnetic resonance imaging 2019-05-24Jorge Elias JúniorValdair Francisco MugliaJosé Sebastião dos SantosPedro Henrique Tarter NunesUniversidade de São PauloMestrado Profissional em Ciências das Imagens e Física MédicaUSPBR Acute cholangitis Avaliação de gravidade Colangite aguda Imagem por Ressonância Magnética Magnetic Resonance Imaging Severity assessment A colangite aguda (CA) é uma emergência médica comum, relacionada a inflamação aguda e infecção da via biliar. Geralmente decorre da obstrução mecânica da via biliar requerendo um diagnóstico precoce e tratamento imediato. Embora exista a percepção de que certas alterações ao exame de imagem estejam relacionadas a pior prognóstico, a avaliação da gravidade na colangite bacteriana aguda é baseada em dados clínico-laboratoriais e em disfunção de órgãos alvo. Este estudo procurou identificar os achados de imagem e complicações da colangite aguda através da ressonância magnética e verificar quais características correlacionam-se à morbi-mortalidade da doença. Foram revisados os dados de 226 pacientes com suspeita de colangite aguda dos quais 68 preencheram os critérios de inclusão: presença de bile purulenta na colangiopancreatografia retrógrada e critérios de Tokyo. A principal causa de colangite aguda confirmada foi a presença de estenose biliar e este foi também o achado de imagem que esteve relacionado ao desfecho desfavorável de óbito. Verificou-se ainda que vários achados estiveram individualmente relacionados a alterações clínicas e laboratoriais como idade, hipoalbuminemia, hiperbilirrubinemia e oligúria. A ressonância magnética desempenha papel no diagnóstico etiológico da colangite aguda e pode ter contribuição adicional na avaliação da gravidade da doença nos casos que apresentam estenose da via biliar. No entanto, de maneira geral, os achados na ressonância magnética não substituem a avaliação de gravidade e prognóstico obtidas através dos critérios clínico-laboratoriais Acute cholangitis (AC) is a common medical emergency, related to acute inflammation and infection of the biliary tree. It usually results from mechanical obstruction of the biliary tract requiring early diagnosis and immediate treatment. Although there is a perception that certain imaging abnormalities are related to poor prognosis, the assessment of severity of acute bacterial cholangitis is based on clinical-laboratory data and organ dysfunction. This study aimed to identify the imaging findings and complications of acute cholangitis through magnetic resonance imaging and to verify which features correlate with the morbidity and mortality of the disease. Data from 226 patients with suspected acute cholangitis were reviewed, of which 68 met the inclusion criteria: presence of purulent bile during retrograde cholangiopancreatography and Tokyo criteria. The main cause of confirmed acute cholangitis was the presence of bile stenosis and this was also the image finding that was related to the unfavorable outcome of death. It was also found that several findings were individually related to altered clinical and laboratory tests such as age, hypoalbuminemia, hyperbilirubinemia and oliguria. Magnetic resonance imaging plays a role in the diagnosis of acute cholangitis and may have an additional contribution in assessing the severity in cases of biliary stenosis. However, in general, the MRI findings do not replace the assessment of severity and prognosis obtained through clinical-laboratory criteria https://doi.org/10.11606/D.17.2020.tde-05082019-131934info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:28Zoai:teses.usp.br:tde-05082019-131934Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212020-01-15T20:33:02Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Ressonância magnética na avaliação da gravidade e prognóstico da colangite aguda
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Acute cholangitis severity and prognosis assessment by magnetic resonance imaging
title Ressonância magnética na avaliação da gravidade e prognóstico da colangite aguda
spellingShingle Ressonância magnética na avaliação da gravidade e prognóstico da colangite aguda
Pedro Henrique Tarter Nunes
title_short Ressonância magnética na avaliação da gravidade e prognóstico da colangite aguda
title_full Ressonância magnética na avaliação da gravidade e prognóstico da colangite aguda
title_fullStr Ressonância magnética na avaliação da gravidade e prognóstico da colangite aguda
title_full_unstemmed Ressonância magnética na avaliação da gravidade e prognóstico da colangite aguda
title_sort Ressonância magnética na avaliação da gravidade e prognóstico da colangite aguda
author Pedro Henrique Tarter Nunes
author_facet Pedro Henrique Tarter Nunes
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Jorge Elias Júnior
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Valdair Francisco Muglia
dc.contributor.referee2.fl_str_mv José Sebastião dos Santos
dc.contributor.author.fl_str_mv Pedro Henrique Tarter Nunes
contributor_str_mv Jorge Elias Júnior
Valdair Francisco Muglia
José Sebastião dos Santos
description A colangite aguda (CA) é uma emergência médica comum, relacionada a inflamação aguda e infecção da via biliar. Geralmente decorre da obstrução mecânica da via biliar requerendo um diagnóstico precoce e tratamento imediato. Embora exista a percepção de que certas alterações ao exame de imagem estejam relacionadas a pior prognóstico, a avaliação da gravidade na colangite bacteriana aguda é baseada em dados clínico-laboratoriais e em disfunção de órgãos alvo. Este estudo procurou identificar os achados de imagem e complicações da colangite aguda através da ressonância magnética e verificar quais características correlacionam-se à morbi-mortalidade da doença. Foram revisados os dados de 226 pacientes com suspeita de colangite aguda dos quais 68 preencheram os critérios de inclusão: presença de bile purulenta na colangiopancreatografia retrógrada e critérios de Tokyo. A principal causa de colangite aguda confirmada foi a presença de estenose biliar e este foi também o achado de imagem que esteve relacionado ao desfecho desfavorável de óbito. Verificou-se ainda que vários achados estiveram individualmente relacionados a alterações clínicas e laboratoriais como idade, hipoalbuminemia, hiperbilirrubinemia e oligúria. A ressonância magnética desempenha papel no diagnóstico etiológico da colangite aguda e pode ter contribuição adicional na avaliação da gravidade da doença nos casos que apresentam estenose da via biliar. No entanto, de maneira geral, os achados na ressonância magnética não substituem a avaliação de gravidade e prognóstico obtidas através dos critérios clínico-laboratoriais
publishDate 2019
dc.date.issued.fl_str_mv 2019-05-24
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/D.17.2020.tde-05082019-131934
url https://doi.org/10.11606/D.17.2020.tde-05082019-131934
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Mestrado Profissional em Ciências das Imagens e Física Médica
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376582691028992