Martha Graham e a dança moderna na linha de frente do movimento progressista

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2020
Autor(a) principal: Jane Silveira de Oliveira
Orientador(a): Marcos Cesar de Paula Soares
Banca de defesa: Holly Elizabeth Cavrell, Patricia de Almeida Kruger, Ana Cristina Echevenguá Teixeira
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Letras (Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês)
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.8.2020.tde-05082020-183153
Resumo: Documento Americano foi um dos primeiros grandes sucessos da carreira da coreógrafa norte-americana Martha Graham. Produzida em 1938, a dança era estruturada em episódios e utilizava recursos emprestados dos shows de menestréis e do teatro épico para apresentar um panorama dos principais eventos da história dos Estados Unidos. A partir da análise de um conjunto de documentos de arquivo a respeito dessa e de outras danças relacionadas, buscamos revelar as condições de possibilidade para o surgimento das principais técnicas, formas e procedimentos de composição da dança moderna norte-americana e seu envolvimento com o movimento da Frente Popular. Nossa pesquisa sugere uma relação de aliança entre a dança moderna e a classe trabalhadora de Nova Iorque durante a segunda metade da década de 1930. Acreditamos que o protagonismo que essa arte do movimento conquistou na cultura de esquerda durante aquele período esteja diretamente ligado ao desejo de representar na cena os grupos e questões sociais da contemporaneidade e às experiências didáticas de organização e ensaio do movimento político coletivo através da dança.
id USP_405ffb27a4c98f0063fcdbf5dcd1f867
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05082020-183153
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis Martha Graham e a dança moderna na linha de frente do movimento progressista Martha Graham and the modern dance in the front line of the progressive movement 2020-04-24Marcos Cesar de Paula SoaresHolly Elizabeth CavrellPatricia de Almeida KrugerAna Cristina Echevenguá TeixeiraJane Silveira de OliveiraUniversidade de São PauloLetras (Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês)USPBR American Document Dança Moderna Dance History Documento Americano História da Dança História dos Estados Unidos History of the United States Martha Graham Martha Graham Modern Dance Documento Americano foi um dos primeiros grandes sucessos da carreira da coreógrafa norte-americana Martha Graham. Produzida em 1938, a dança era estruturada em episódios e utilizava recursos emprestados dos shows de menestréis e do teatro épico para apresentar um panorama dos principais eventos da história dos Estados Unidos. A partir da análise de um conjunto de documentos de arquivo a respeito dessa e de outras danças relacionadas, buscamos revelar as condições de possibilidade para o surgimento das principais técnicas, formas e procedimentos de composição da dança moderna norte-americana e seu envolvimento com o movimento da Frente Popular. Nossa pesquisa sugere uma relação de aliança entre a dança moderna e a classe trabalhadora de Nova Iorque durante a segunda metade da década de 1930. Acreditamos que o protagonismo que essa arte do movimento conquistou na cultura de esquerda durante aquele período esteja diretamente ligado ao desejo de representar na cena os grupos e questões sociais da contemporaneidade e às experiências didáticas de organização e ensaio do movimento político coletivo através da dança. American Document was one of the first major achievements in the career of the American choreographer Martha Graham. Produced in 1938, the dance was structured in episodes and employed procedures borrowed from minstrel shows and epic theater to present an overview of the main events in the history of the United States. From the analysis of a set of archival documents regarding this and other related dances, we seek to reveal the conditions of possibility for the emergence of the main techniques, forms and procedures of composition of American modern dance and its involvement with the Popular Front movement. Our research suggests an alliance between modern dance and the New York working class during the second half of the 1930s. We believe that the key role that this art of the movement performed in leftist culture during that period is directly linked to the desire to represent contemporary social groups and issues on stage and to the didactic experiences of organizing and rehearsing the collective political movement through dance. https://doi.org/10.11606/T.8.2020.tde-05082020-183153info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:29Zoai:teses.usp.br:tde-05082020-183153Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212020-08-06T01:11:02Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Martha Graham e a dança moderna na linha de frente do movimento progressista
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Martha Graham and the modern dance in the front line of the progressive movement
title Martha Graham e a dança moderna na linha de frente do movimento progressista
spellingShingle Martha Graham e a dança moderna na linha de frente do movimento progressista
Jane Silveira de Oliveira
title_short Martha Graham e a dança moderna na linha de frente do movimento progressista
title_full Martha Graham e a dança moderna na linha de frente do movimento progressista
title_fullStr Martha Graham e a dança moderna na linha de frente do movimento progressista
title_full_unstemmed Martha Graham e a dança moderna na linha de frente do movimento progressista
title_sort Martha Graham e a dança moderna na linha de frente do movimento progressista
author Jane Silveira de Oliveira
author_facet Jane Silveira de Oliveira
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Marcos Cesar de Paula Soares
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Holly Elizabeth Cavrell
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Patricia de Almeida Kruger
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Ana Cristina Echevenguá Teixeira
dc.contributor.author.fl_str_mv Jane Silveira de Oliveira
contributor_str_mv Marcos Cesar de Paula Soares
Holly Elizabeth Cavrell
Patricia de Almeida Kruger
Ana Cristina Echevenguá Teixeira
description Documento Americano foi um dos primeiros grandes sucessos da carreira da coreógrafa norte-americana Martha Graham. Produzida em 1938, a dança era estruturada em episódios e utilizava recursos emprestados dos shows de menestréis e do teatro épico para apresentar um panorama dos principais eventos da história dos Estados Unidos. A partir da análise de um conjunto de documentos de arquivo a respeito dessa e de outras danças relacionadas, buscamos revelar as condições de possibilidade para o surgimento das principais técnicas, formas e procedimentos de composição da dança moderna norte-americana e seu envolvimento com o movimento da Frente Popular. Nossa pesquisa sugere uma relação de aliança entre a dança moderna e a classe trabalhadora de Nova Iorque durante a segunda metade da década de 1930. Acreditamos que o protagonismo que essa arte do movimento conquistou na cultura de esquerda durante aquele período esteja diretamente ligado ao desejo de representar na cena os grupos e questões sociais da contemporaneidade e às experiências didáticas de organização e ensaio do movimento político coletivo através da dança.
publishDate 2020
dc.date.issued.fl_str_mv 2020-04-24
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.8.2020.tde-05082020-183153
url https://doi.org/10.11606/T.8.2020.tde-05082020-183153
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Letras (Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês)
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376582782255104