Facetas do trabalho por conta própria: Relatos de carregadores de caminhão e trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2023
Autor(a) principal: Juliana Lopes da Silva
Orientador(a): Fabio de Oliveira
Banca de defesa: Cássio Adriano Braz de Aquino, Flávia Manuella Uchôa de Oliveira, Maristela de Souza Pereira, Leny Sato
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Psicologia Social
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.47.2023.tde-05092023-172531
Resumo: O aumento do trabalho por conta própria no Brasil tem propiciado importantes debates sobre os efeitos desse processo nas vidas das pessoas que trabalham, debates nos quais há tanto a propagação da ideia de que se trataria de uma saída adequada aos problemas de desemprego quanto a discussão de que tal crescimento resultaria em prejuízo aos(as) trabalhadores(as). Diante desse cenário, e tendo em consideração a expressiva heterogeneidade presente nessa inserção no mercado de trabalho, a presente pesquisa teve como objetivo analisar similitudes e diferenças nas vivências do trabalho por conta própria, por meio da análise de relatos de carregadores de caminhão e de trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação. A partir das lentes da Psicologia Social do Trabalho, a pesquisa foi realizada prioritariamente por meio de entrevistas com pessoas inseridas nas categorias profissionais citadas, as quais atuavam sem sócios(as) ou trabalhadores(as) vinculados(as). As informações acessadas foram sistematizadas de modo a evidenciar temas que se destacaram em seus relatos, que se relacionavam com as situações enfrentadas no cotidiano do trabalho por conta própria e as repercussões em suas vidas. Por meio da análise, foi possível compreender diversas camadas da heterogeneidade presente no trabalho por conta própria, bem como elementos que, embora diversos, sinalizam aproximações entre as situações vivenciadas pelas pessoas entrevistadas. Os resultados desta pesquisa permitiram questionar a ideia de que o trabalho por conta própria seria destino viável para toda a classe trabalhadora, uma vez que representa sujeição difusa e inescapável das pessoas à ofensiva capitalista, de forma mais ou menos intensa. Ainda, foi possível compreender que o termo trabalho por conta própria acaba por conduzir a generalizações inadequadas sobre tal inserção no mercado de trabalho.
id USP_5ddba1513e1a206346f391b1dc85bd37
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05092023-172531
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis Facetas do trabalho por conta própria: Relatos de carregadores de caminhão e trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação Aspects of self-employment: reports from truck loaders and workers in the Information Technology area 2023-06-23Fabio de OliveiraMarcia Hespanhol BernardoCássio Adriano Braz de AquinoFlávia Manuella Uchôa de OliveiraMaristela de Souza PereiraLeny SatoJuliana Lopes da SilvaUniversidade de São PauloPsicologia SocialUSPBR Ffreelancer Labor market Mercado de trabalho Precariedade Precariousness Psicologia Social do Trabalho Self-employment Social Psychology of Work Trabalho autônomo Trabalho por conta própria O aumento do trabalho por conta própria no Brasil tem propiciado importantes debates sobre os efeitos desse processo nas vidas das pessoas que trabalham, debates nos quais há tanto a propagação da ideia de que se trataria de uma saída adequada aos problemas de desemprego quanto a discussão de que tal crescimento resultaria em prejuízo aos(as) trabalhadores(as). Diante desse cenário, e tendo em consideração a expressiva heterogeneidade presente nessa inserção no mercado de trabalho, a presente pesquisa teve como objetivo analisar similitudes e diferenças nas vivências do trabalho por conta própria, por meio da análise de relatos de carregadores de caminhão e de trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação. A partir das lentes da Psicologia Social do Trabalho, a pesquisa foi realizada prioritariamente por meio de entrevistas com pessoas inseridas nas categorias profissionais citadas, as quais atuavam sem sócios(as) ou trabalhadores(as) vinculados(as). As informações acessadas foram sistematizadas de modo a evidenciar temas que se destacaram em seus relatos, que se relacionavam com as situações enfrentadas no cotidiano do trabalho por conta própria e as repercussões em suas vidas. Por meio da análise, foi possível compreender diversas camadas da heterogeneidade presente no trabalho por conta própria, bem como elementos que, embora diversos, sinalizam aproximações entre as situações vivenciadas pelas pessoas entrevistadas. Os resultados desta pesquisa permitiram questionar a ideia de que o trabalho por conta própria seria destino viável para toda a classe trabalhadora, uma vez que representa sujeição difusa e inescapável das pessoas à ofensiva capitalista, de forma mais ou menos intensa. Ainda, foi possível compreender que o termo trabalho por conta própria acaba por conduzir a generalizações inadequadas sobre tal inserção no mercado de trabalho. The expansion of self-employment in Brazil has yielded important discussions about the effects of this process on workers life; such debates include both the propagation of the idea that this would be an adequate solution to the problems of unemployment and, on the other hand that such growth would be harmful to workers. Given this scenario, and taking into account the significant heterogeneity of this labor condition, our investigation aimed to review similarities and differences in self-employment experience, through the analysis of truck loaders and Information Technology workers reports. Our investigation was carried out from the perspective of Social Psychology of Work primarily through the interview of people belonging to the aforementioned professional categories working without partners and without reporting workers. The information accessed was systematized in order to highlight themes that stood out in the workers reports, in connection with the situations faced in their daily life of self-employment and the repercussions in their lives. Through this review, it was possible to understand several layers of heterogeneity present in self-employment, as well as elements that, although diverse, indicate approximations between the situations experienced by the people interviewed. The results of this investigation allowed questioning the idea that self-employment would be a viable fate for the entire working class. In fact, it represents a diffuse and inescapable subjection of people to the capital offensive, in a more or less intense way, although it seems, at first sight, the opposite. Further, it was understood that the term self-employment leads to inappropriate generalizations about such insertion in the labor market. https://doi.org/10.11606/T.47.2023.tde-05092023-172531info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:51Zoai:teses.usp.br:tde-05092023-172531Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212023-09-15T20:36:02Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Facetas do trabalho por conta própria: Relatos de carregadores de caminhão e trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Aspects of self-employment: reports from truck loaders and workers in the Information Technology area
title Facetas do trabalho por conta própria: Relatos de carregadores de caminhão e trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação
spellingShingle Facetas do trabalho por conta própria: Relatos de carregadores de caminhão e trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação
Juliana Lopes da Silva
title_short Facetas do trabalho por conta própria: Relatos de carregadores de caminhão e trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação
title_full Facetas do trabalho por conta própria: Relatos de carregadores de caminhão e trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação
title_fullStr Facetas do trabalho por conta própria: Relatos de carregadores de caminhão e trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação
title_full_unstemmed Facetas do trabalho por conta própria: Relatos de carregadores de caminhão e trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação
title_sort Facetas do trabalho por conta própria: Relatos de carregadores de caminhão e trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação
author Juliana Lopes da Silva
author_facet Juliana Lopes da Silva
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Fabio de Oliveira
dc.contributor.advisor-co1.fl_str_mv Marcia Hespanhol Bernardo
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Cássio Adriano Braz de Aquino
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Flávia Manuella Uchôa de Oliveira
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Maristela de Souza Pereira
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Leny Sato
dc.contributor.author.fl_str_mv Juliana Lopes da Silva
contributor_str_mv Fabio de Oliveira
Marcia Hespanhol Bernardo
Cássio Adriano Braz de Aquino
Flávia Manuella Uchôa de Oliveira
Maristela de Souza Pereira
Leny Sato
description O aumento do trabalho por conta própria no Brasil tem propiciado importantes debates sobre os efeitos desse processo nas vidas das pessoas que trabalham, debates nos quais há tanto a propagação da ideia de que se trataria de uma saída adequada aos problemas de desemprego quanto a discussão de que tal crescimento resultaria em prejuízo aos(as) trabalhadores(as). Diante desse cenário, e tendo em consideração a expressiva heterogeneidade presente nessa inserção no mercado de trabalho, a presente pesquisa teve como objetivo analisar similitudes e diferenças nas vivências do trabalho por conta própria, por meio da análise de relatos de carregadores de caminhão e de trabalhadores(as) da área de Tecnologia da Informação. A partir das lentes da Psicologia Social do Trabalho, a pesquisa foi realizada prioritariamente por meio de entrevistas com pessoas inseridas nas categorias profissionais citadas, as quais atuavam sem sócios(as) ou trabalhadores(as) vinculados(as). As informações acessadas foram sistematizadas de modo a evidenciar temas que se destacaram em seus relatos, que se relacionavam com as situações enfrentadas no cotidiano do trabalho por conta própria e as repercussões em suas vidas. Por meio da análise, foi possível compreender diversas camadas da heterogeneidade presente no trabalho por conta própria, bem como elementos que, embora diversos, sinalizam aproximações entre as situações vivenciadas pelas pessoas entrevistadas. Os resultados desta pesquisa permitiram questionar a ideia de que o trabalho por conta própria seria destino viável para toda a classe trabalhadora, uma vez que representa sujeição difusa e inescapável das pessoas à ofensiva capitalista, de forma mais ou menos intensa. Ainda, foi possível compreender que o termo trabalho por conta própria acaba por conduzir a generalizações inadequadas sobre tal inserção no mercado de trabalho.
publishDate 2023
dc.date.issued.fl_str_mv 2023-06-23
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.47.2023.tde-05092023-172531
url https://doi.org/10.11606/T.47.2023.tde-05092023-172531
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Psicologia Social
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376585555738624