Aspectos da qualidade da tetraciclina em preparações farmacêuticas sólidas. Correlação entre os métodos de dosagem por cromatografia líquida de alta eficiência e turbimético

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 1999
Autor(a) principal: Célia Hitomi Yamamoto
Orientador(a): Terezinha de Jesus Andreoli Pinto
Banca de defesa: Osvaldo de Freitas, Erika Rosa Maria Kedor, Joao Fernandes Magalhaes, Juliana Maldonado Marchetti
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Fármaco e Medicamentos
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.9.1999.tde-05102011-150147
Resumo: As tetraciclinas são encontradas no mercado sob várias formas farmacêuticas, sendo provenientes de diversos laboratórios farmacêuticos. Com o objetivo de avaliar a qualidade destes medicamentos, foram realizados os ensaios de dissolução in vitro e determinação quantitativa. Um total de 38 amostras de cápsulas de cloridrato de tetraciclina, fosfato de tetraciclina e cloridrato de oxitetraciclina e drágea de cloridrato de doxiciclina, englobando 12 fabricantes, foram analisadas. A dissolução do princípio ativo foi determinada para todas as amostras, conforme o método recomendado pela USP XXIII. Das amostras, duas foram reprovadas e outras quatro foram aprovadas após o reteste. A variação dos valores individuais obtidos no ensaio de dissolução para cada amostra, foi significativa, apresentando coeficiente de variação de até 14,2 %. A determinação quantitativa através do método microbiológico turbidimétrico empregando Staphylococcus aureus ATCC 29737, resultou em duas amostras de um mesmo fabricante com potência muito abaixo do limite especificado de 90 a 125 % do valor rotulado, com 55.5 e 68,7 %. Estudo comparativo desta metodologia com o método de cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) foi realizado. Para isto, o método da USP XXIII foi escolhida após o ensaio preliminar, seguido de determinação dos parâmetros de validação e adequação do método. O sistema cromatográfico estabelecido consistiu de coluna de fase reversa SYMMETRYTM C8 e fase móvel composta de oxalato de amônio 0,09 M, dimetilformamida e fosfato dibásico de amônio 0.18 M (64:32:4.7) com pH entre 7,6 e 7.7. Os resultados para determinação de cloridrato de tetraciclina confirmaram os valores obtidos no ensaio microbiológico, sendo reprovadas duas amostras. O teor máximo encontrado de 4-epianidrotetraciclina foi de 0,5 %, abaixo do limite de 3 % especificado na USP XXIII. Na comparação entre os dois métodos, foram observados resultados sempre superiores para o método microbiológico. A análise estatística destes resultados mostrou diferença significativa entre as médias das determinações obtidas a partir de cada método.
id USP_92b6c640233d8a34ab22bb41ef5d53e3
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05102011-150147
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis Aspectos da qualidade da tetraciclina em preparações farmacêuticas sólidas. Correlação entre os métodos de dosagem por cromatografia líquida de alta eficiência e turbimético Aspects of the quality of tetracycline in solid pharrnaceutical forrnulations. Correlation between HPLC and microbiological methods 1999-03-26Terezinha de Jesus Andreoli PintoOsvaldo de FreitasErika Rosa Maria KedorJoao Fernandes MagalhaesJuliana Maldonado MarchettiCélia Hitomi YamamotoUniversidade de São PauloFármaco e MedicamentosUSPBR Antibióticos Antibiotics Chromatographic analysis Comparative study Cromatografia líquida Determination Doseamento Ensaio microbiológico Estudo comparativo Madicamento Medicines Microbiological assay As tetraciclinas são encontradas no mercado sob várias formas farmacêuticas, sendo provenientes de diversos laboratórios farmacêuticos. Com o objetivo de avaliar a qualidade destes medicamentos, foram realizados os ensaios de dissolução in vitro e determinação quantitativa. Um total de 38 amostras de cápsulas de cloridrato de tetraciclina, fosfato de tetraciclina e cloridrato de oxitetraciclina e drágea de cloridrato de doxiciclina, englobando 12 fabricantes, foram analisadas. A dissolução do princípio ativo foi determinada para todas as amostras, conforme o método recomendado pela USP XXIII. Das amostras, duas foram reprovadas e outras quatro foram aprovadas após o reteste. A variação dos valores individuais obtidos no ensaio de dissolução para cada amostra, foi significativa, apresentando coeficiente de variação de até 14,2 %. A determinação quantitativa através do método microbiológico turbidimétrico empregando Staphylococcus aureus ATCC 29737, resultou em duas amostras de um mesmo fabricante com potência muito abaixo do limite especificado de 90 a 125 % do valor rotulado, com 55.5 e 68,7 %. Estudo comparativo desta metodologia com o método de cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) foi realizado. Para isto, o método da USP XXIII foi escolhida após o ensaio preliminar, seguido de determinação dos parâmetros de validação e adequação do método. O sistema cromatográfico estabelecido consistiu de coluna de fase reversa SYMMETRYTM C8 e fase móvel composta de oxalato de amônio 0,09 M, dimetilformamida e fosfato dibásico de amônio 0.18 M (64:32:4.7) com pH entre 7,6 e 7.7. Os resultados para determinação de cloridrato de tetraciclina confirmaram os valores obtidos no ensaio microbiológico, sendo reprovadas duas amostras. O teor máximo encontrado de 4-epianidrotetraciclina foi de 0,5 %, abaixo do limite de 3 % especificado na USP XXIII. Na comparação entre os dois métodos, foram observados resultados sempre superiores para o método microbiológico. A análise estatística destes resultados mostrou diferença significativa entre as médias das determinações obtidas a partir de cada método. Tetracyclines are avaiable under several pharmaceutical forms and manufactured by different laboratories. Aiming at the evalution of the quality of these medicines, assays of in vitro dissolution and quantitative determination have been performed in 38 samples of tetracycline hydrochloride and phosphate and oxytetracycline hydrochloride capsules and docycycline hydrochloride coated tablet taken from 12 manufactures. The range of dissolution of the substance was determined in all the samples, according to the method recommended by USP XXIII. On the whole, only two of samples were rejected and all the others approved without restrictions, except four of them, wich required a retest. The evaluation of the individual values obtained in the assay of dissolution in each sample was significant, with a variation coefficient of up to 14.2%. The quantitative determination through the turbidimetric microbiological method employing Staphylococcus aureus ATCC 29737, resulted in two samples of tetracycline hydrochloride from the same manufatures with potency of 55.5 % and 68.7 % below the specified limit from 90 % to 125 % the labeled value. A comparative study of this method and the HPLC one was then performed. The USP XXIII method was chosen after a preliminary assay, followed by the determination of its validation parameters and system suitability. The established chromatographic method employed reversed phase column SYMMETRYTM C8 (octylsilane chemically bounded to totally porous sílica particles) and mobile phase consisting of ammonium oxalate 0.09 M, dimethyformamide and dibasic ammonium phosphate 0.18 M (63.9:32:4.7) adjusted to pH 7.6-7.7. The results confirmed the values obtained in the microbiological assay. When this method (HPLC) was used for the determination of 4-epianidrotetracycline, a maximum of 0.5 % was found, below the limit of 3% specified in the USP XXIII. The comparison between both methods reavealed constant superior results in the microbiological one, and the difference between the averages of the determinations from the methods was meaningful. https://doi.org/10.11606/T.9.1999.tde-05102011-150147info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:58Zoai:teses.usp.br:tde-05102011-150147Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212016-07-28T16:10:30Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Aspectos da qualidade da tetraciclina em preparações farmacêuticas sólidas. Correlação entre os métodos de dosagem por cromatografia líquida de alta eficiência e turbimético
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Aspects of the quality of tetracycline in solid pharrnaceutical forrnulations. Correlation between HPLC and microbiological methods
title Aspectos da qualidade da tetraciclina em preparações farmacêuticas sólidas. Correlação entre os métodos de dosagem por cromatografia líquida de alta eficiência e turbimético
spellingShingle Aspectos da qualidade da tetraciclina em preparações farmacêuticas sólidas. Correlação entre os métodos de dosagem por cromatografia líquida de alta eficiência e turbimético
Célia Hitomi Yamamoto
title_short Aspectos da qualidade da tetraciclina em preparações farmacêuticas sólidas. Correlação entre os métodos de dosagem por cromatografia líquida de alta eficiência e turbimético
title_full Aspectos da qualidade da tetraciclina em preparações farmacêuticas sólidas. Correlação entre os métodos de dosagem por cromatografia líquida de alta eficiência e turbimético
title_fullStr Aspectos da qualidade da tetraciclina em preparações farmacêuticas sólidas. Correlação entre os métodos de dosagem por cromatografia líquida de alta eficiência e turbimético
title_full_unstemmed Aspectos da qualidade da tetraciclina em preparações farmacêuticas sólidas. Correlação entre os métodos de dosagem por cromatografia líquida de alta eficiência e turbimético
title_sort Aspectos da qualidade da tetraciclina em preparações farmacêuticas sólidas. Correlação entre os métodos de dosagem por cromatografia líquida de alta eficiência e turbimético
author Célia Hitomi Yamamoto
author_facet Célia Hitomi Yamamoto
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Terezinha de Jesus Andreoli Pinto
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Osvaldo de Freitas
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Erika Rosa Maria Kedor
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Joao Fernandes Magalhaes
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Juliana Maldonado Marchetti
dc.contributor.author.fl_str_mv Célia Hitomi Yamamoto
contributor_str_mv Terezinha de Jesus Andreoli Pinto
Osvaldo de Freitas
Erika Rosa Maria Kedor
Joao Fernandes Magalhaes
Juliana Maldonado Marchetti
description As tetraciclinas são encontradas no mercado sob várias formas farmacêuticas, sendo provenientes de diversos laboratórios farmacêuticos. Com o objetivo de avaliar a qualidade destes medicamentos, foram realizados os ensaios de dissolução in vitro e determinação quantitativa. Um total de 38 amostras de cápsulas de cloridrato de tetraciclina, fosfato de tetraciclina e cloridrato de oxitetraciclina e drágea de cloridrato de doxiciclina, englobando 12 fabricantes, foram analisadas. A dissolução do princípio ativo foi determinada para todas as amostras, conforme o método recomendado pela USP XXIII. Das amostras, duas foram reprovadas e outras quatro foram aprovadas após o reteste. A variação dos valores individuais obtidos no ensaio de dissolução para cada amostra, foi significativa, apresentando coeficiente de variação de até 14,2 %. A determinação quantitativa através do método microbiológico turbidimétrico empregando Staphylococcus aureus ATCC 29737, resultou em duas amostras de um mesmo fabricante com potência muito abaixo do limite especificado de 90 a 125 % do valor rotulado, com 55.5 e 68,7 %. Estudo comparativo desta metodologia com o método de cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) foi realizado. Para isto, o método da USP XXIII foi escolhida após o ensaio preliminar, seguido de determinação dos parâmetros de validação e adequação do método. O sistema cromatográfico estabelecido consistiu de coluna de fase reversa SYMMETRYTM C8 e fase móvel composta de oxalato de amônio 0,09 M, dimetilformamida e fosfato dibásico de amônio 0.18 M (64:32:4.7) com pH entre 7,6 e 7.7. Os resultados para determinação de cloridrato de tetraciclina confirmaram os valores obtidos no ensaio microbiológico, sendo reprovadas duas amostras. O teor máximo encontrado de 4-epianidrotetraciclina foi de 0,5 %, abaixo do limite de 3 % especificado na USP XXIII. Na comparação entre os dois métodos, foram observados resultados sempre superiores para o método microbiológico. A análise estatística destes resultados mostrou diferença significativa entre as médias das determinações obtidas a partir de cada método.
publishDate 1999
dc.date.issued.fl_str_mv 1999-03-26
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.9.1999.tde-05102011-150147
url https://doi.org/10.11606/T.9.1999.tde-05102011-150147
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Fármaco e Medicamentos
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376586263527424