Ponto de corte para adequação da concentração sérica de 25 hidroxivitamina D em adultos e idosos: estudo de base populacional - ISA-Capital

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2012
Autor(a) principal: Karine de Holanda Frota
Orientador(a): Ligia Araujo Martini
Banca de defesa: Maria de Fatima Nunes Marucci, Barbara Santarosa Emo Peters
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Nutrição em Saúde Pública
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/D.6.2012.tde-05092012-102812
Resumo: Introdução - A concentração sérica de vitamina D pode variar em indivíduos de diferentes grupos etários e de diversas regiões geográficas e pode ser influenciada pela exposição solar, estação do ano, bem como pelos valores de IMC e paratormônio (PTH). A classificação utilizada para definir concentração sérica adequada de vitamina D refere valores de 25(OH)D acima de 30 ng/mL. Porém, essa classificação pode estar inapropriada para a população brasileira, devido às particularidades climáticas e alimentares. Objetivo - Verificar as concentrações séricas médias de 25(OH)D e PTH e sua relação com IMC, exposição solar e estação do ano e identificar os valores de corte da 25(OH)D associados à elevação do paratormônio (PTH) em adultos e idosos de amostra representativa da população do município de São Paulo. Métodos - Para esta dissertação foi desenvolvido um artigo original. O artigo original descreve o estudo transversal realizado com indivíduos do estudo ISA-Capital, estudo multicêntrico e de base populacional, onde foram investigados 589 indivíduos, de ambos os sexos, dos grupos etários: 20 a 59 (adultos) e 60 e mais (idosos). Foram coletadas amostras de sangue, para dosagens de 25(OH)D e PTH. Os indivíduos que aceitaram participar da coleta de sangue, também responderam um questionário sobre exposição solar. A análise estatística incluiu a curva ROC, testes t de Student, correlação e ANOVA. Os cálculos foram realizados pelo software SPSS versão 17.0. e p 0,05 foi considerado significante. Resultados - No artigo original observou-se idade média de 54,83 (19,21) anos, sendo 61,3 por cento do sexo feminino e 38,7 por cento do sexo masculino. A concentração sérica média de 25(OH)D foi 50,02 (22,69) ng/mL, já entre os grupos foi de 47,48 (23,03) (adultos) e 52,68 (22,06) ng/mL (idosos) havendo diferença significativa entre eles (p=0,005). Observou-se variação sazonal da concentração sérica de 25(OH)D e correlação positiva entre 25(OH)D e IMC (r = 0,114, p = 0,006). O novo valor de corte 55.8 ng/mL, determinado pela análise da curva ROC, encontrou 67,6 por cento dos indivíduos insuficientes de 25(OH)D e entre os grupos 72,1 por cento (adultos) e 62,8 por cento (idosos). Conclusão - Os resultados demonstram a presença de variação sazonal nas concentrações séricas de 25(OH)D no municipio de São Paulo. O ponto de corte proposto para nossa população indicou elevada prevalência de insuficiência de vitamina D. Portanto, se faz necessário políticas públicas de prevenção de insuficiência de vitamina D visando os efeitos benéficos na saúde e qualidade de vida desta população.
id USP_b1e0ed8e16e0cc2587231d5d625dc45d
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05092012-102812
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesis Ponto de corte para adequação da concentração sérica de 25 hidroxivitamina D em adultos e idosos: estudo de base populacional - ISA-Capital Cutoff or adequacy of serum 25-hydroxyvitamin D in adults and elderly: populationbased study ISA-Capital. 2012-08-29Ligia Araujo MartiniMaria de Fatima Nunes MarucciBarbara Santarosa Emo PetersKarine de Holanda FrotaUniversidade de São PauloNutrição em Saúde PúblicaUSPBR Deficiência de Vitamina D Parathyroid Hormone Paratormônio Vitamin D Vitamin D Deficiency Vitamina D Introdução - A concentração sérica de vitamina D pode variar em indivíduos de diferentes grupos etários e de diversas regiões geográficas e pode ser influenciada pela exposição solar, estação do ano, bem como pelos valores de IMC e paratormônio (PTH). A classificação utilizada para definir concentração sérica adequada de vitamina D refere valores de 25(OH)D acima de 30 ng/mL. Porém, essa classificação pode estar inapropriada para a população brasileira, devido às particularidades climáticas e alimentares. Objetivo - Verificar as concentrações séricas médias de 25(OH)D e PTH e sua relação com IMC, exposição solar e estação do ano e identificar os valores de corte da 25(OH)D associados à elevação do paratormônio (PTH) em adultos e idosos de amostra representativa da população do município de São Paulo. Métodos - Para esta dissertação foi desenvolvido um artigo original. O artigo original descreve o estudo transversal realizado com indivíduos do estudo ISA-Capital, estudo multicêntrico e de base populacional, onde foram investigados 589 indivíduos, de ambos os sexos, dos grupos etários: 20 a 59 (adultos) e 60 e mais (idosos). Foram coletadas amostras de sangue, para dosagens de 25(OH)D e PTH. Os indivíduos que aceitaram participar da coleta de sangue, também responderam um questionário sobre exposição solar. A análise estatística incluiu a curva ROC, testes t de Student, correlação e ANOVA. Os cálculos foram realizados pelo software SPSS versão 17.0. e p 0,05 foi considerado significante. Resultados - No artigo original observou-se idade média de 54,83 (19,21) anos, sendo 61,3 por cento do sexo feminino e 38,7 por cento do sexo masculino. A concentração sérica média de 25(OH)D foi 50,02 (22,69) ng/mL, já entre os grupos foi de 47,48 (23,03) (adultos) e 52,68 (22,06) ng/mL (idosos) havendo diferença significativa entre eles (p=0,005). Observou-se variação sazonal da concentração sérica de 25(OH)D e correlação positiva entre 25(OH)D e IMC (r = 0,114, p = 0,006). O novo valor de corte 55.8 ng/mL, determinado pela análise da curva ROC, encontrou 67,6 por cento dos indivíduos insuficientes de 25(OH)D e entre os grupos 72,1 por cento (adultos) e 62,8 por cento (idosos). Conclusão - Os resultados demonstram a presença de variação sazonal nas concentrações séricas de 25(OH)D no municipio de São Paulo. O ponto de corte proposto para nossa população indicou elevada prevalência de insuficiência de vitamina D. Portanto, se faz necessário políticas públicas de prevenção de insuficiência de vitamina D visando os efeitos benéficos na saúde e qualidade de vida desta população. Introduction - The serum concentration of vitamin D may vary in individuals of different age groups and geographic regions and may be influenced by sun exposure, season and by BMI and parathyroid hormone (PTH). The classification widely used as a cut-off for appropriate vitamin D status refers serum 25 (OH) D above 30 ng/mL. However, this classification may be inappropriate for the Brazilian population, due to the particular food and the climate of our population. Objective - To determine the mean serum concentrations of 25(OH)D and PTH and correlate them with BMI, sunlight exposure and season and to identify the cutoff values of 25 (OH) D associated with elevation in PTH. Methods For this dissertation, one original article were developed. Original article describe cross-sectional study performed with subjects from the ISA Capital, multicenter population-based. We investigated 589 individuals were of both sexes, age groups: 20-59 (adults) and 60 (elderly). Blood samples for laboratory measurements of 25(OH)D and PTH were collected. Individuals, who agreed to participate in blood collection, also answered a questionnaire on sunlight exposure. Statistical analysis included ROC curve, Student t test, correlation tests, ANOVA. The calculations were performed by the software SPSS version 17.0. and p 0.05 was considered significant. Results - In the original article, the mean age of participants was 54.83 (19.21) years, 61.3 per cent female and 38.7 per cent were male. The mean serum 25 (OH) D was 50.02 (22.69) ng/mL, between the groups was 47.48 (23.03) (adults) and 52.68 (22.06) ng/ mL (elderly) and significant difference between them (p = 0.005). A seasonal variation in serum 25 (OH) D was observed and positive correlation between 25(OH)D and BMI (r = 0.114, p = 0.006). The new cutoff value 55.8 ng / mL, determined by ROC curve analysis found 67.6 per cent of subjects insufficient 25 (OH) D and between groups 72.1 per cent (adults) and 62.8 per cent (elderly). Conclusion - The results demonstrate the presence of seasonal variation in serum 25 (OH) D in the municipality of Sao Paulo. The cutoff point proposed for our population showed a high prevalence of insufficient vitamin D. Therefore, public policy is needed to prevent vitamin D insufficiency in order to beneficial effects on health and quality of life in this population. https://doi.org/10.11606/D.6.2012.tde-05092012-102812info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:40Zoai:teses.usp.br:tde-05092012-102812Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212016-07-28T16:10:32Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Ponto de corte para adequação da concentração sérica de 25 hidroxivitamina D em adultos e idosos: estudo de base populacional - ISA-Capital
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Cutoff or adequacy of serum 25-hydroxyvitamin D in adults and elderly: populationbased study ISA-Capital.
title Ponto de corte para adequação da concentração sérica de 25 hidroxivitamina D em adultos e idosos: estudo de base populacional - ISA-Capital
spellingShingle Ponto de corte para adequação da concentração sérica de 25 hidroxivitamina D em adultos e idosos: estudo de base populacional - ISA-Capital
Karine de Holanda Frota
title_short Ponto de corte para adequação da concentração sérica de 25 hidroxivitamina D em adultos e idosos: estudo de base populacional - ISA-Capital
title_full Ponto de corte para adequação da concentração sérica de 25 hidroxivitamina D em adultos e idosos: estudo de base populacional - ISA-Capital
title_fullStr Ponto de corte para adequação da concentração sérica de 25 hidroxivitamina D em adultos e idosos: estudo de base populacional - ISA-Capital
title_full_unstemmed Ponto de corte para adequação da concentração sérica de 25 hidroxivitamina D em adultos e idosos: estudo de base populacional - ISA-Capital
title_sort Ponto de corte para adequação da concentração sérica de 25 hidroxivitamina D em adultos e idosos: estudo de base populacional - ISA-Capital
author Karine de Holanda Frota
author_facet Karine de Holanda Frota
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Ligia Araujo Martini
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Maria de Fatima Nunes Marucci
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Barbara Santarosa Emo Peters
dc.contributor.author.fl_str_mv Karine de Holanda Frota
contributor_str_mv Ligia Araujo Martini
Maria de Fatima Nunes Marucci
Barbara Santarosa Emo Peters
description Introdução - A concentração sérica de vitamina D pode variar em indivíduos de diferentes grupos etários e de diversas regiões geográficas e pode ser influenciada pela exposição solar, estação do ano, bem como pelos valores de IMC e paratormônio (PTH). A classificação utilizada para definir concentração sérica adequada de vitamina D refere valores de 25(OH)D acima de 30 ng/mL. Porém, essa classificação pode estar inapropriada para a população brasileira, devido às particularidades climáticas e alimentares. Objetivo - Verificar as concentrações séricas médias de 25(OH)D e PTH e sua relação com IMC, exposição solar e estação do ano e identificar os valores de corte da 25(OH)D associados à elevação do paratormônio (PTH) em adultos e idosos de amostra representativa da população do município de São Paulo. Métodos - Para esta dissertação foi desenvolvido um artigo original. O artigo original descreve o estudo transversal realizado com indivíduos do estudo ISA-Capital, estudo multicêntrico e de base populacional, onde foram investigados 589 indivíduos, de ambos os sexos, dos grupos etários: 20 a 59 (adultos) e 60 e mais (idosos). Foram coletadas amostras de sangue, para dosagens de 25(OH)D e PTH. Os indivíduos que aceitaram participar da coleta de sangue, também responderam um questionário sobre exposição solar. A análise estatística incluiu a curva ROC, testes t de Student, correlação e ANOVA. Os cálculos foram realizados pelo software SPSS versão 17.0. e p 0,05 foi considerado significante. Resultados - No artigo original observou-se idade média de 54,83 (19,21) anos, sendo 61,3 por cento do sexo feminino e 38,7 por cento do sexo masculino. A concentração sérica média de 25(OH)D foi 50,02 (22,69) ng/mL, já entre os grupos foi de 47,48 (23,03) (adultos) e 52,68 (22,06) ng/mL (idosos) havendo diferença significativa entre eles (p=0,005). Observou-se variação sazonal da concentração sérica de 25(OH)D e correlação positiva entre 25(OH)D e IMC (r = 0,114, p = 0,006). O novo valor de corte 55.8 ng/mL, determinado pela análise da curva ROC, encontrou 67,6 por cento dos indivíduos insuficientes de 25(OH)D e entre os grupos 72,1 por cento (adultos) e 62,8 por cento (idosos). Conclusão - Os resultados demonstram a presença de variação sazonal nas concentrações séricas de 25(OH)D no municipio de São Paulo. O ponto de corte proposto para nossa população indicou elevada prevalência de insuficiência de vitamina D. Portanto, se faz necessário políticas públicas de prevenção de insuficiência de vitamina D visando os efeitos benéficos na saúde e qualidade de vida desta população.
publishDate 2012
dc.date.issued.fl_str_mv 2012-08-29
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/D.6.2012.tde-05092012-102812
url https://doi.org/10.11606/D.6.2012.tde-05092012-102812
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Nutrição em Saúde Pública
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376584091926528