De origens a ocasos: a crítica literária de Sérgio Buarque de Holanda na década de 1920

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2018
Autor(a) principal: Rafael Loche Barbosa
Orientador(a): Ivone Dare Rabello
Banca de defesa: Thiago Lima Nicodemo, Fernando Augusto Magalhaes Paixao, Leandro Pasini, Anderson Gonçalves da Silva
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada)
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.8.2019.tde-20022019-114055
Resumo: A presente tese de doutoramento intenta perscrutar a trajetória crítico-literária de Sérgio Buarque de Holanda pela segunda década do século XX. Partindo da análise de seu primeiro ensaio crítico publicado Originalidade Literária este trabalho passa por diversos momentos da formação buarqueana. Analisa-se como o desenvolvimento acelerado das capitais paulista e carioca refletiu decisivamente no processo de formação do jovem crítico, bem como de que forma ele influenciou a vida cultural dessas cidades. Pondera-se a utilização das formas ideológicas de expressão por Sérgio, utilização esta que só seria atenuada com o confrontamento direto do crítico junto ao peso da tradição do fin de siècle. Observa-se de perto a assimilação de Sérgio Buarque da vanguarda futurista que chegava no Brasil e todo o seu esforço por uma espécie de ressignificação teórica, a fim de melhor compreender o processo que se dava em nossos meios culturais. Acompanha-se o contato do jovem autor junto às agitações do Modernismo nascente e, mais tarde, a própria atuação de Sérgio como integrante desse processo, em militância e luta, além da fundação da revista Estética, e de se tornar o representante da revista Klaxon no Rio de Janeiro. E, em momento final, observa-se o que chamamos de ocaso do crítico modernista, que após publicação de ensaio denominado O Lado oposto e outros lados, encontra-se em meio a tantas desavenças e ressentimentos por parte de seus correligionários de movimento, que, logo à frente, decide tudo abandonar e manter-se em exílio voluntário.
id USP_c6681f7cca58d4da742f31a86fed6586
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-20022019-114055
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis De origens a ocasos: a crítica literária de Sérgio Buarque de Holanda na década de 1920 From beginning to end: a literary critic of Sergio Buarque de Holanda in the 1920s 2018-05-29Ivone Dare RabelloThiago Lima NicodemoFernando Augusto Magalhaes PaixaoLeandro PasiniAnderson Gonçalves da SilvaRafael Loche BarbosaUniversidade de São PauloLetras (Teoria Literária e Literatura Comparada)USPBR Futurism Futurismo Modernism Modernismo Ruptura Rupture Sérgio Buarque de Holanda Sérgio Buarque de Holanda Tradição Tradition A presente tese de doutoramento intenta perscrutar a trajetória crítico-literária de Sérgio Buarque de Holanda pela segunda década do século XX. Partindo da análise de seu primeiro ensaio crítico publicado Originalidade Literária este trabalho passa por diversos momentos da formação buarqueana. Analisa-se como o desenvolvimento acelerado das capitais paulista e carioca refletiu decisivamente no processo de formação do jovem crítico, bem como de que forma ele influenciou a vida cultural dessas cidades. Pondera-se a utilização das formas ideológicas de expressão por Sérgio, utilização esta que só seria atenuada com o confrontamento direto do crítico junto ao peso da tradição do fin de siècle. Observa-se de perto a assimilação de Sérgio Buarque da vanguarda futurista que chegava no Brasil e todo o seu esforço por uma espécie de ressignificação teórica, a fim de melhor compreender o processo que se dava em nossos meios culturais. Acompanha-se o contato do jovem autor junto às agitações do Modernismo nascente e, mais tarde, a própria atuação de Sérgio como integrante desse processo, em militância e luta, além da fundação da revista Estética, e de se tornar o representante da revista Klaxon no Rio de Janeiro. E, em momento final, observa-se o que chamamos de ocaso do crítico modernista, que após publicação de ensaio denominado O Lado oposto e outros lados, encontra-se em meio a tantas desavenças e ressentimentos por parte de seus correligionários de movimento, que, logo à frente, decide tudo abandonar e manter-se em exílio voluntário. This doctoral thesis attempts to examine the critical-literary trajectory of Sérgio Buarque de Holanda in the second decade of the twentieth century. Starting from the analysis of his first published critical essay - \"Literary Originality\" - this work goes through several moments of the buarqueana formation. It analyses how the accelerated development of the capitals of São Paulo and Rio de Janeiro reflected decisively on the process of formation of the young critic, as well as how he influenced the cultural life of these cities. The use of the ideological forms of expression by Sérgio is considered, a use that would only be attenuated with the direct confrontation of the critic next to the weight of the tradition of the fin de siècle. It also closely observes the assimilation of Sérgio Buarque to the futuristic vanguard that arrived in Brazil and all his efforts through a sort of \"theoretical re-signification\", in order to better understand the process that was given in our cultural means. The young author\'s contact with the upheavals of nascent Modernism is also observed and, later, Sergio\'s own acts as a member of this process, in militancy and struggle, as well as the foundation of the magazine Aesthetics, and becoming the representative of Klaxon magazine in Rio de Janeiro. Finally a close observation is made of what is known as the sunset of the modernist critic, who, after an essay publication called \"The Opposite Side and Other Sides\", found himself amidst so many quarrels and resentments on the part of his movement co-religionists , that soon afterwards he decided to abandon everything and remained in voluntary exile. https://doi.org/10.11606/T.8.2019.tde-20022019-114055info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T19:29:20Zoai:teses.usp.br:tde-20022019-114055Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212019-04-09T23:21:59Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv De origens a ocasos: a crítica literária de Sérgio Buarque de Holanda na década de 1920
dc.title.alternative.en.fl_str_mv From beginning to end: a literary critic of Sergio Buarque de Holanda in the 1920s
title De origens a ocasos: a crítica literária de Sérgio Buarque de Holanda na década de 1920
spellingShingle De origens a ocasos: a crítica literária de Sérgio Buarque de Holanda na década de 1920
Rafael Loche Barbosa
title_short De origens a ocasos: a crítica literária de Sérgio Buarque de Holanda na década de 1920
title_full De origens a ocasos: a crítica literária de Sérgio Buarque de Holanda na década de 1920
title_fullStr De origens a ocasos: a crítica literária de Sérgio Buarque de Holanda na década de 1920
title_full_unstemmed De origens a ocasos: a crítica literária de Sérgio Buarque de Holanda na década de 1920
title_sort De origens a ocasos: a crítica literária de Sérgio Buarque de Holanda na década de 1920
author Rafael Loche Barbosa
author_facet Rafael Loche Barbosa
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Ivone Dare Rabello
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Thiago Lima Nicodemo
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Fernando Augusto Magalhaes Paixao
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Leandro Pasini
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Anderson Gonçalves da Silva
dc.contributor.author.fl_str_mv Rafael Loche Barbosa
contributor_str_mv Ivone Dare Rabello
Thiago Lima Nicodemo
Fernando Augusto Magalhaes Paixao
Leandro Pasini
Anderson Gonçalves da Silva
description A presente tese de doutoramento intenta perscrutar a trajetória crítico-literária de Sérgio Buarque de Holanda pela segunda década do século XX. Partindo da análise de seu primeiro ensaio crítico publicado Originalidade Literária este trabalho passa por diversos momentos da formação buarqueana. Analisa-se como o desenvolvimento acelerado das capitais paulista e carioca refletiu decisivamente no processo de formação do jovem crítico, bem como de que forma ele influenciou a vida cultural dessas cidades. Pondera-se a utilização das formas ideológicas de expressão por Sérgio, utilização esta que só seria atenuada com o confrontamento direto do crítico junto ao peso da tradição do fin de siècle. Observa-se de perto a assimilação de Sérgio Buarque da vanguarda futurista que chegava no Brasil e todo o seu esforço por uma espécie de ressignificação teórica, a fim de melhor compreender o processo que se dava em nossos meios culturais. Acompanha-se o contato do jovem autor junto às agitações do Modernismo nascente e, mais tarde, a própria atuação de Sérgio como integrante desse processo, em militância e luta, além da fundação da revista Estética, e de se tornar o representante da revista Klaxon no Rio de Janeiro. E, em momento final, observa-se o que chamamos de ocaso do crítico modernista, que após publicação de ensaio denominado O Lado oposto e outros lados, encontra-se em meio a tantas desavenças e ressentimentos por parte de seus correligionários de movimento, que, logo à frente, decide tudo abandonar e manter-se em exílio voluntário.
publishDate 2018
dc.date.issued.fl_str_mv 2018-05-29
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.8.2019.tde-20022019-114055
url https://doi.org/10.11606/T.8.2019.tde-20022019-114055
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada)
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376970107355136