Metacontingência, dilema do prisioneiro e cooperação: efeitos da interação verbal e da forma de apresentação da consequência cultural

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2016
Autor(a) principal: Angelo Augusto Silva Sampaio
Orientador(a): Marcelo Frota Benvenuti
Banca de defesa: Diego Zilio Alves, Julio Cesar Coelho de Rose, Saulo Missiaggia Velasco, Thomas Anatol da Rocha Woelz
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Psicologia Experimental
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.47.2016.tde-05082016-152149
Resumo: Em uma metacontingência, respostas de dois ou mais indivíduos interagindo (denominadas um culturante) produzem estímulos (denominados de consequências culturais) capazes de afetar a recorrências daquelas respostas. Resultados de experimentos sobre metacontingência têm sido tratados como demonstrações de um tipo de seleção cultural. Além de sugerir a importância de interações verbais entre participantes, alguns desses experimentos têm empregado tarefas baseadas no dilema do prisioneiro repetido (iterated prisoners dilemma, IPD) interpretando-o, porém, como a programação apenas de contingências operantes. O Experimento 1 avaliou se um IPD com mais de 200 tentativas produziria escolhas cooperativas simultâneas de modo fidedigno e se a interação verbal entre participantes aumentaria a cooperação. 4 quartetos de universitários utilizaram 4 computadores conectados em rede (sem contato visual) e foram expostos a condições com ou sem permissão para usar uma sala de bate-papo pelo computador (chat) em um delineamento de linhas de base múltiplas entre quartetos. Os resultados demonstraram claramente que escolhas cooperativas unânimes podem ocorrer fidedignamente em um IPD e que a interação verbal entre participantes aumenta rapidamente tais escolhas. Esses resultados destacam a semelhança entre estudos sobre IPD e sobre metacontingências, nos quais são programadas consequências para comportamentos inter-relacionados de vários indivíduos. No Experimento 2, uma consequência cultural foi sobreposta às consequências já programadas pelo IPD: os quartetos podiam produzir pontos iguais para todos os participantes (feedback do mercado) contingentes a diferentes números de escolhas cooperativas. Como no Experimento 1, condições nas quais o uso do chat eram ou não permitidos foram arranjadas em um delineamento de linhas de base múltiplas entre quartetos. A interação verbal promoveu rápida e marcadamente a seleção cultural pelo feedback do mercado. Um quarteto apresentou algum controle dos culturantes pelo feedback do mercado antes das interações verbais, mas após o uso do chat a produção das consequências culturais aumentou substancialmente. O Experimento 3 replicou o Experimento 2 apresentando o feedback do mercado da mesma forma que os pontos do IPD, i.e., sem diversos estímulos verbais que sugerem a sua produção pelo quarteto como um todo. A interação verbal promoveu ao menos algum controle das escolhas pelo feedback do mercado em 2 dos 3 quartetos, sugerindo que a forma de apresentação da consequência cultural é irrelevante para os efeitos de uma consequência cultural. Os resultados dos 3 experimentos destacam a importância da interação verbal para a seleção cultural. Além disso, sugerem que um IPD programa uma situação análoga à programada em estudos sobre metacontingência, esclarecendo as diferenças entre os procedimentos empregados no estudo do IPD e de metacontingências e permitindo que avanços em uma área possam ser aproveitados pela outra
id USP_cfaca9d5977a8bfaca642056c5f2d9d1
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05082016-152149
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis Metacontingência, dilema do prisioneiro e cooperação: efeitos da interação verbal e da forma de apresentação da consequência cultural Metacontingency, prisoners dilemma, and cooperation: effects of verbal interaction and form of cultural consequence presentation 2016-06-13Marcelo Frota BenvenutiDiego Zilio AlvesJulio Cesar Coelho de RoseSaulo Missiaggia VelascoThomas Anatol da Rocha WoelzAngelo Augusto Silva SampaioUniversidade de São PauloPsicologia ExperimentalUSPBR Communication Comportamento verbal Comunicação Cooperação Cooperation Cultural evolution Cultural selection Dilema do prisioneiro Dilema social Evolução cultural Metacontingência Metacontingency Prisoners dilemma Seleção cultural Social dilemma Verbal behavior Em uma metacontingência, respostas de dois ou mais indivíduos interagindo (denominadas um culturante) produzem estímulos (denominados de consequências culturais) capazes de afetar a recorrências daquelas respostas. Resultados de experimentos sobre metacontingência têm sido tratados como demonstrações de um tipo de seleção cultural. Além de sugerir a importância de interações verbais entre participantes, alguns desses experimentos têm empregado tarefas baseadas no dilema do prisioneiro repetido (iterated prisoners dilemma, IPD) interpretando-o, porém, como a programação apenas de contingências operantes. O Experimento 1 avaliou se um IPD com mais de 200 tentativas produziria escolhas cooperativas simultâneas de modo fidedigno e se a interação verbal entre participantes aumentaria a cooperação. 4 quartetos de universitários utilizaram 4 computadores conectados em rede (sem contato visual) e foram expostos a condições com ou sem permissão para usar uma sala de bate-papo pelo computador (chat) em um delineamento de linhas de base múltiplas entre quartetos. Os resultados demonstraram claramente que escolhas cooperativas unânimes podem ocorrer fidedignamente em um IPD e que a interação verbal entre participantes aumenta rapidamente tais escolhas. Esses resultados destacam a semelhança entre estudos sobre IPD e sobre metacontingências, nos quais são programadas consequências para comportamentos inter-relacionados de vários indivíduos. No Experimento 2, uma consequência cultural foi sobreposta às consequências já programadas pelo IPD: os quartetos podiam produzir pontos iguais para todos os participantes (feedback do mercado) contingentes a diferentes números de escolhas cooperativas. Como no Experimento 1, condições nas quais o uso do chat eram ou não permitidos foram arranjadas em um delineamento de linhas de base múltiplas entre quartetos. A interação verbal promoveu rápida e marcadamente a seleção cultural pelo feedback do mercado. Um quarteto apresentou algum controle dos culturantes pelo feedback do mercado antes das interações verbais, mas após o uso do chat a produção das consequências culturais aumentou substancialmente. O Experimento 3 replicou o Experimento 2 apresentando o feedback do mercado da mesma forma que os pontos do IPD, i.e., sem diversos estímulos verbais que sugerem a sua produção pelo quarteto como um todo. A interação verbal promoveu ao menos algum controle das escolhas pelo feedback do mercado em 2 dos 3 quartetos, sugerindo que a forma de apresentação da consequência cultural é irrelevante para os efeitos de uma consequência cultural. Os resultados dos 3 experimentos destacam a importância da interação verbal para a seleção cultural. Além disso, sugerem que um IPD programa uma situação análoga à programada em estudos sobre metacontingência, esclarecendo as diferenças entre os procedimentos empregados no estudo do IPD e de metacontingências e permitindo que avanços em uma área possam ser aproveitados pela outra In a metacontingency, responses of two or more interacting individuals (a culturant) produce stimuli (called cultural consequences) that affect the recurrence of those responses. Results of metacontingency experiments are said to demonstrate a kind of cultural selection. Besides suggesting the importance of verbal interactions between participants, some of these experiments have used tasks based on the iterated prisoner\'s dilemma (IPD) interpreting it, however, as programming only operant contingencies. Experiment 1 examined whether an IPD with 200-plus trials would produce simultaneous cooperative choices reliably and whether verbal interaction between participants would increase cooperation. 4 quartets of undergraduate and graduate students used 4 networked computers (without visual contact), and were exposed to conditions with or without permission to use the computer chat room in a multiple baseline design between quartets. Results clearly demonstrate that unanimous cooperative choices can occur reliably in an IPD, and that verbal interaction between participants rapidly increases such choices. These results highlight the similarity between IPD and metacontingencies studies, both of which program consequences for inter-related behaviors of many individuals. In Experiment 2, a cultural consequence was superimposed on the consequences already programmed by the IPD: quartets could produce equal points for all participants (market feedback) contingent on different numbers of cooperative choices. As in Experiment 1, we arranged conditions in which chat use were or not allowed in a multiple baseline design between quartets. Verbal interaction quickly and markedly promoted cultural selection by the market feedback. One quartet presented some control of culturants by the market feedback before verbal interactions, but production of cultural consequences increased substantially after using the chat. Experiment 3 replicated Experiment 2 presenting the market feedback the same way that the IPD points, i.e., without several verbal stimuli that suggest its production by the quartet as a whole. Verbal interaction promoted at least some control of the choices by the market feedback in 2 of the 3 quartets, suggesting that the form of cultural consequence presentation is irrelevant for the effects of a cultural consequence. The results of the three experiments highlight the importance of verbal interaction for cultural selection. Furthermore, they suggest that an IPD program a situation analogous to the one employed in metacontingency studies, clarifying differences between procedures used in the study of IPD and of metacontingencies, and allowing advances in one area be employed by another https://doi.org/10.11606/T.47.2016.tde-05082016-152149info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:28Zoai:teses.usp.br:tde-05082016-152149Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212017-09-04T21:05:35Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Metacontingência, dilema do prisioneiro e cooperação: efeitos da interação verbal e da forma de apresentação da consequência cultural
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Metacontingency, prisoners dilemma, and cooperation: effects of verbal interaction and form of cultural consequence presentation
title Metacontingência, dilema do prisioneiro e cooperação: efeitos da interação verbal e da forma de apresentação da consequência cultural
spellingShingle Metacontingência, dilema do prisioneiro e cooperação: efeitos da interação verbal e da forma de apresentação da consequência cultural
Angelo Augusto Silva Sampaio
title_short Metacontingência, dilema do prisioneiro e cooperação: efeitos da interação verbal e da forma de apresentação da consequência cultural
title_full Metacontingência, dilema do prisioneiro e cooperação: efeitos da interação verbal e da forma de apresentação da consequência cultural
title_fullStr Metacontingência, dilema do prisioneiro e cooperação: efeitos da interação verbal e da forma de apresentação da consequência cultural
title_full_unstemmed Metacontingência, dilema do prisioneiro e cooperação: efeitos da interação verbal e da forma de apresentação da consequência cultural
title_sort Metacontingência, dilema do prisioneiro e cooperação: efeitos da interação verbal e da forma de apresentação da consequência cultural
author Angelo Augusto Silva Sampaio
author_facet Angelo Augusto Silva Sampaio
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Marcelo Frota Benvenuti
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Diego Zilio Alves
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Julio Cesar Coelho de Rose
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Saulo Missiaggia Velasco
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Thomas Anatol da Rocha Woelz
dc.contributor.author.fl_str_mv Angelo Augusto Silva Sampaio
contributor_str_mv Marcelo Frota Benvenuti
Diego Zilio Alves
Julio Cesar Coelho de Rose
Saulo Missiaggia Velasco
Thomas Anatol da Rocha Woelz
description Em uma metacontingência, respostas de dois ou mais indivíduos interagindo (denominadas um culturante) produzem estímulos (denominados de consequências culturais) capazes de afetar a recorrências daquelas respostas. Resultados de experimentos sobre metacontingência têm sido tratados como demonstrações de um tipo de seleção cultural. Além de sugerir a importância de interações verbais entre participantes, alguns desses experimentos têm empregado tarefas baseadas no dilema do prisioneiro repetido (iterated prisoners dilemma, IPD) interpretando-o, porém, como a programação apenas de contingências operantes. O Experimento 1 avaliou se um IPD com mais de 200 tentativas produziria escolhas cooperativas simultâneas de modo fidedigno e se a interação verbal entre participantes aumentaria a cooperação. 4 quartetos de universitários utilizaram 4 computadores conectados em rede (sem contato visual) e foram expostos a condições com ou sem permissão para usar uma sala de bate-papo pelo computador (chat) em um delineamento de linhas de base múltiplas entre quartetos. Os resultados demonstraram claramente que escolhas cooperativas unânimes podem ocorrer fidedignamente em um IPD e que a interação verbal entre participantes aumenta rapidamente tais escolhas. Esses resultados destacam a semelhança entre estudos sobre IPD e sobre metacontingências, nos quais são programadas consequências para comportamentos inter-relacionados de vários indivíduos. No Experimento 2, uma consequência cultural foi sobreposta às consequências já programadas pelo IPD: os quartetos podiam produzir pontos iguais para todos os participantes (feedback do mercado) contingentes a diferentes números de escolhas cooperativas. Como no Experimento 1, condições nas quais o uso do chat eram ou não permitidos foram arranjadas em um delineamento de linhas de base múltiplas entre quartetos. A interação verbal promoveu rápida e marcadamente a seleção cultural pelo feedback do mercado. Um quarteto apresentou algum controle dos culturantes pelo feedback do mercado antes das interações verbais, mas após o uso do chat a produção das consequências culturais aumentou substancialmente. O Experimento 3 replicou o Experimento 2 apresentando o feedback do mercado da mesma forma que os pontos do IPD, i.e., sem diversos estímulos verbais que sugerem a sua produção pelo quarteto como um todo. A interação verbal promoveu ao menos algum controle das escolhas pelo feedback do mercado em 2 dos 3 quartetos, sugerindo que a forma de apresentação da consequência cultural é irrelevante para os efeitos de uma consequência cultural. Os resultados dos 3 experimentos destacam a importância da interação verbal para a seleção cultural. Além disso, sugerem que um IPD programa uma situação análoga à programada em estudos sobre metacontingência, esclarecendo as diferenças entre os procedimentos empregados no estudo do IPD e de metacontingências e permitindo que avanços em uma área possam ser aproveitados pela outra
publishDate 2016
dc.date.issued.fl_str_mv 2016-06-13
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.47.2016.tde-05082016-152149
url https://doi.org/10.11606/T.47.2016.tde-05082016-152149
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Psicologia Experimental
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376582547374080