Disfunção cognitiva e níveis séricos do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) na síndrome antifosfolípide primária

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2020
Autor(a) principal: Renata Ferreira Rosa
Orientador(a): Danieli Castro Oliveira de Andrade
Banca de defesa: Simone Appenzeller, Eduardo Ferreira Borba Neto, Ana Cristina de Medeiros Ribeiro
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Ortopedia e Traumatologia
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-10022021-103949
Resumo: Introdução: A disfunção cognitiva (DC) é uma manifestação não trombótica do sistema nervoso central, pouco compreendida na síndrome antifosfolípide (SAF). O fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) é uma neurotrofina que desempenha um papel importante na plasticidade neural e pode potencialmente ser um biomarcador de DC na SAF primária. Objetivos: Avaliar a presença de DC em pacientes com SAF primária e sua associação com os dados clínicos, anticorpos antifosfolípides e níveis séricos de BDNF. Métodos: Este estudo transversal comparou 44 pacientes com SAF primária e 20 controles saudáveis pareados por idade, gênero e escolaridade. Os pacientes com SAF primária e controles foram submetidos a uma bateria de testes neuropsicológicos (NP) padronizada e adaptada para população estudada. Características demográficas, clínicas e laboratoriais dos pacientes com SAF primária foram analisadas buscando por associações com a presença de DC. O BDNF sérico foi avaliado pela técnica ELISA sanduíche. Resultados: Quatorze (31,8%) dos 44 pacientes com SAF primária tinham DC em comparação com apenas 1 (5%) controle (p = 0,019). Pacientes com SAF primária apresentaram níveis séricos de BDNF mais baixos quando comparados aos controles (647,3 ± 271,6 vs. 863,0 ± 318,6 ng/mL; p = 0,007). A DC em pacientes com SAF primária foi associada a níveis significantemente mais baixos de BDNF sérico (p = 0,032). Na análise univariada, foi encontrada uma associação positiva entre DC e livedo reticular, trombose venosa profunda, acidente vascular cerebral (AVC), convulsão, tabagismo, bem como uma associação negativa com o Mini- Exame do Estado Mental e o BDNF sérico. De acordo com a análise multivariada, o único preditor independente de DC na SAF primária foi o AVC (OR 137,06; IC 95%, 4,73-3974,32; p = 0,004). Conclusão: A DC é comumente descrita em pacientes com SAF primária; no entanto, sua avaliação carece de testes de triagem objetivos e padronizados. Nosso estudo demonstrou que a DC pode ser identificada na SAF primária, aplicando-se uma bateria de testes NP padronizada e adaptada à população brasileira, e a associação entre DC e BDNF sérico sugere essa neurotrofina como biomarcador promissor no diagnóstico de comprometimento cognitivo na SAF primária
id USP_d49b67335bc9dc0a82ffe74e432e0204
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-10022021-103949
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis Disfunção cognitiva e níveis séricos do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) na síndrome antifosfolípide primária Cognitive dysfunction (CD) and serum levels of brain-derived neurotrophic factor (BDNF) in primary antiphosholipid syndrome 2020-09-08Danieli Castro Oliveira de AndradeSimone AppenzellerEduardo Ferreira Borba NetoAna Cristina de Medeiros RibeiroRenata Ferreira RosaUniversidade de São PauloOrtopedia e TraumatologiaUSPBR Antibodies antiphospholipid, Autoimmune diseases Anticorpos antifosfolipídeos Antiphospholipid syndrome Cognitive dysfunction Disfunção cognitiva Doenças autoimunes Fator neurotrófico derivado do encéfalo Neuropsychological tests, Brain-derived neurotrophic factor Síndrome antifosfolipídica Testes neuropsicológicos Introdução: A disfunção cognitiva (DC) é uma manifestação não trombótica do sistema nervoso central, pouco compreendida na síndrome antifosfolípide (SAF). O fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) é uma neurotrofina que desempenha um papel importante na plasticidade neural e pode potencialmente ser um biomarcador de DC na SAF primária. Objetivos: Avaliar a presença de DC em pacientes com SAF primária e sua associação com os dados clínicos, anticorpos antifosfolípides e níveis séricos de BDNF. Métodos: Este estudo transversal comparou 44 pacientes com SAF primária e 20 controles saudáveis pareados por idade, gênero e escolaridade. Os pacientes com SAF primária e controles foram submetidos a uma bateria de testes neuropsicológicos (NP) padronizada e adaptada para população estudada. Características demográficas, clínicas e laboratoriais dos pacientes com SAF primária foram analisadas buscando por associações com a presença de DC. O BDNF sérico foi avaliado pela técnica ELISA sanduíche. Resultados: Quatorze (31,8%) dos 44 pacientes com SAF primária tinham DC em comparação com apenas 1 (5%) controle (p = 0,019). Pacientes com SAF primária apresentaram níveis séricos de BDNF mais baixos quando comparados aos controles (647,3 ± 271,6 vs. 863,0 ± 318,6 ng/mL; p = 0,007). A DC em pacientes com SAF primária foi associada a níveis significantemente mais baixos de BDNF sérico (p = 0,032). Na análise univariada, foi encontrada uma associação positiva entre DC e livedo reticular, trombose venosa profunda, acidente vascular cerebral (AVC), convulsão, tabagismo, bem como uma associação negativa com o Mini- Exame do Estado Mental e o BDNF sérico. De acordo com a análise multivariada, o único preditor independente de DC na SAF primária foi o AVC (OR 137,06; IC 95%, 4,73-3974,32; p = 0,004). Conclusão: A DC é comumente descrita em pacientes com SAF primária; no entanto, sua avaliação carece de testes de triagem objetivos e padronizados. Nosso estudo demonstrou que a DC pode ser identificada na SAF primária, aplicando-se uma bateria de testes NP padronizada e adaptada à população brasileira, e a associação entre DC e BDNF sérico sugere essa neurotrofina como biomarcador promissor no diagnóstico de comprometimento cognitivo na SAF primária Introduction: Cognitive dysfunction (CD) is a poorly understood non-stroke central neurological manifestation in antiphospholipid syndrome (APS). Brain-derived neurotrophic factor (BDNF) is a neurotrophin that plays an important role in the neural plasticity, and could potentially be a biomarker of CD in primary APS (PAPS). Objectives: The aim of the study is to assess CD in PAPS patients and to evaluate its association with clinical data, antiphospholipid antibodies and serum BDNF levels. Methods: This crosssectional study compared 44 PAPS patients and 20 healthy controls matched for age, gender and education. PAPS patients and controls underwent an adapted standardized cognitive examination to the studied population. The demographic, clinical, and laboratory characteristics of patients were analysed searching for associations with CD presence. Serum BDNF was measured by sandwich ELISA. Results: Fourteen (31.8%) of the 44 patients with PAPS had CD compared with only 1 (5%) healthy control (p=0.019). PAPS patients presented lower serum BDNF levels when compared with controls (647.3 ± 271.6 vs. 863.0 ± 318.6 ng/mL, p=0.007). Lower levels of BDNF were associated with CD in PAPS patients (p=0.032). In the univariate analysis, a positive association was found between CD and livedo reticularis, deep vein thrombosis, stroke, seizure, smoking as well as a negative association with Mini Mental State Examination and serum BDNF. According to multivariate analysis, the only independent predictor of CD in PAPS was stroke (OR 137.06; 95%CI, 4.73-3974.32; p=0.004). Conclusion: CD is commonly reported in PAPS patients; however, its assessment lacks in standards and objective screening tests. Our study demonstrated that CD can be detected in PAPS by applying a standardized NP test battery adapted to the Brazilian population, and the association between CD and serum BDNF levels suggests that this neurotrophin can be a promising biomarker in the diagnosis of PAPS cognitive impairment https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-10022021-103949info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:35:19Zoai:teses.usp.br:tde-10022021-103949Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212021-02-12T17:36:01Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Disfunção cognitiva e níveis séricos do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) na síndrome antifosfolípide primária
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Cognitive dysfunction (CD) and serum levels of brain-derived neurotrophic factor (BDNF) in primary antiphosholipid syndrome
title Disfunção cognitiva e níveis séricos do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) na síndrome antifosfolípide primária
spellingShingle Disfunção cognitiva e níveis séricos do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) na síndrome antifosfolípide primária
Renata Ferreira Rosa
title_short Disfunção cognitiva e níveis séricos do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) na síndrome antifosfolípide primária
title_full Disfunção cognitiva e níveis séricos do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) na síndrome antifosfolípide primária
title_fullStr Disfunção cognitiva e níveis séricos do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) na síndrome antifosfolípide primária
title_full_unstemmed Disfunção cognitiva e níveis séricos do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) na síndrome antifosfolípide primária
title_sort Disfunção cognitiva e níveis séricos do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) na síndrome antifosfolípide primária
author Renata Ferreira Rosa
author_facet Renata Ferreira Rosa
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Danieli Castro Oliveira de Andrade
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Simone Appenzeller
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Eduardo Ferreira Borba Neto
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Ana Cristina de Medeiros Ribeiro
dc.contributor.author.fl_str_mv Renata Ferreira Rosa
contributor_str_mv Danieli Castro Oliveira de Andrade
Simone Appenzeller
Eduardo Ferreira Borba Neto
Ana Cristina de Medeiros Ribeiro
description Introdução: A disfunção cognitiva (DC) é uma manifestação não trombótica do sistema nervoso central, pouco compreendida na síndrome antifosfolípide (SAF). O fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) é uma neurotrofina que desempenha um papel importante na plasticidade neural e pode potencialmente ser um biomarcador de DC na SAF primária. Objetivos: Avaliar a presença de DC em pacientes com SAF primária e sua associação com os dados clínicos, anticorpos antifosfolípides e níveis séricos de BDNF. Métodos: Este estudo transversal comparou 44 pacientes com SAF primária e 20 controles saudáveis pareados por idade, gênero e escolaridade. Os pacientes com SAF primária e controles foram submetidos a uma bateria de testes neuropsicológicos (NP) padronizada e adaptada para população estudada. Características demográficas, clínicas e laboratoriais dos pacientes com SAF primária foram analisadas buscando por associações com a presença de DC. O BDNF sérico foi avaliado pela técnica ELISA sanduíche. Resultados: Quatorze (31,8%) dos 44 pacientes com SAF primária tinham DC em comparação com apenas 1 (5%) controle (p = 0,019). Pacientes com SAF primária apresentaram níveis séricos de BDNF mais baixos quando comparados aos controles (647,3 ± 271,6 vs. 863,0 ± 318,6 ng/mL; p = 0,007). A DC em pacientes com SAF primária foi associada a níveis significantemente mais baixos de BDNF sérico (p = 0,032). Na análise univariada, foi encontrada uma associação positiva entre DC e livedo reticular, trombose venosa profunda, acidente vascular cerebral (AVC), convulsão, tabagismo, bem como uma associação negativa com o Mini- Exame do Estado Mental e o BDNF sérico. De acordo com a análise multivariada, o único preditor independente de DC na SAF primária foi o AVC (OR 137,06; IC 95%, 4,73-3974,32; p = 0,004). Conclusão: A DC é comumente descrita em pacientes com SAF primária; no entanto, sua avaliação carece de testes de triagem objetivos e padronizados. Nosso estudo demonstrou que a DC pode ser identificada na SAF primária, aplicando-se uma bateria de testes NP padronizada e adaptada à população brasileira, e a associação entre DC e BDNF sérico sugere essa neurotrofina como biomarcador promissor no diagnóstico de comprometimento cognitivo na SAF primária
publishDate 2020
dc.date.issued.fl_str_mv 2020-09-08
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-10022021-103949
url https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-10022021-103949
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Ortopedia e Traumatologia
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376707417047040