Alterações morfológicas e químicas do esmalte humano após o clareamento dental: avaliação in situ

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2017
Autor(a) principal: Ana Flávia Soares
Orientador(a): Rafael Francisco Lia Mondelli
Banca de defesa: André Luiz Fraga Briso, Marco Antonio Hungaro Duarte, Karin Cristina da Silva Módena, Rodrigo Cardoso de Oliveira
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Ciências Odontológicas Aplicadas
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.25.2017.tde-05092017-211440
Resumo: Introdução: A alteração de cor dos dentes apresenta-se como um dos fatores que mais concorrem para o desequilíbrio do sorriso, sendo o clareamento dental amplamente difundido e solicitado pelos pacientes. Objetivo: Este estudo in situ teve como objetivo avaliar as mudanças morfológicas e químicas do esmalte quando submetido a três agentes clareadores à base de peróxido de hidrogênio ativados com fonte de luz híbrida e um agente placebo (gel sem peróxido de hidrogênio), por meio do uso da espectrometria de energia dispersiva de raios-X (EDS). Metodologia: Fragmentos de terceiros molares humanos foram divididos em quatro grupos (n=12), para a realização de uma sessão de clareamento com cinco aplicações de oito minutos dos géis clareadores: Placebo (Plac); Lase Peroxide Flex 35% e 15% (DMC) (LPF35LH e LPF15LH); Gel experimental a 10% (DMC) (EXP10LHV), e foram fotocatalizados com luz híbrida: LED azul/laser de diodo (LH) (Whitening Lase II, DMC) ou LED violeta/laser de diodo (LHV) (luz experimental, DMC). Após o clareamento, os espécimes foram fixados a dispositivos intraorais usados pelos participantes durante 15 dias. A composição inorgânica e topografia da superfície de esmalte foram analisadas antes e após o clareamento, e depois de 3, 7 e 15 dias de exposição à saliva. Os valores elementares da composição foram analisados por ANOVA a um critério de medidas repetidas e teste de Tukey. Para a topografia os escores foram determinados por três examinadores previamente calibrados pelo teste Kappa e foi aplicado o teste estatístico de Friedman e Kruskal-Wallis, e as comparações individuais foram realizadas pelo teste de Dunn ( = 0,05). Resultados: De maneira geral, não houve alterações significativas na porcentagem elementar do esmalte nos diferentes períodos estudados. Ao analisar os dois principais elementos, o grupo LPF35HL obteve o menor valor de cálcio (Ca), possuindo diferença estatisticamente significante quando comparado com o grupo EXP10LHV, enquanto os valores de fosfato (P) permaneceram constantes. Morfologicamente somente o grupo EXP10LHV demostrou maior planificação da superfície quando comparado o período de 7 dias com 15 dias. Conclusão: Os diferentes protocolos clareadores empregados, demonstraram alterações pontuais na variação dos elementos químicos e na morfologia do esmalte dental ao longo do período de avaliação.
id USP_ea4383b485eaf88b22f0e7e596ee4a63
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05092017-211440
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis Alterações morfológicas e químicas do esmalte humano após o clareamento dental: avaliação in situ Morphological and chemical changes of human enamel after tooth bleaching: in situ evaluation 2017-04-04Rafael Francisco Lia MondelliAndré Luiz Fraga BrisoMarco Antonio Hungaro DuarteKarin Cristina da Silva MódenaRodrigo Cardoso de OliveiraAna Flávia SoaresUniversidade de São PauloCiências Odontológicas AplicadasUSPBR Espectrometria Fotoclareamento Nanotechnology Nanotecnologia Photobleaching Spectroscopy Introdução: A alteração de cor dos dentes apresenta-se como um dos fatores que mais concorrem para o desequilíbrio do sorriso, sendo o clareamento dental amplamente difundido e solicitado pelos pacientes. Objetivo: Este estudo in situ teve como objetivo avaliar as mudanças morfológicas e químicas do esmalte quando submetido a três agentes clareadores à base de peróxido de hidrogênio ativados com fonte de luz híbrida e um agente placebo (gel sem peróxido de hidrogênio), por meio do uso da espectrometria de energia dispersiva de raios-X (EDS). Metodologia: Fragmentos de terceiros molares humanos foram divididos em quatro grupos (n=12), para a realização de uma sessão de clareamento com cinco aplicações de oito minutos dos géis clareadores: Placebo (Plac); Lase Peroxide Flex 35% e 15% (DMC) (LPF35LH e LPF15LH); Gel experimental a 10% (DMC) (EXP10LHV), e foram fotocatalizados com luz híbrida: LED azul/laser de diodo (LH) (Whitening Lase II, DMC) ou LED violeta/laser de diodo (LHV) (luz experimental, DMC). Após o clareamento, os espécimes foram fixados a dispositivos intraorais usados pelos participantes durante 15 dias. A composição inorgânica e topografia da superfície de esmalte foram analisadas antes e após o clareamento, e depois de 3, 7 e 15 dias de exposição à saliva. Os valores elementares da composição foram analisados por ANOVA a um critério de medidas repetidas e teste de Tukey. Para a topografia os escores foram determinados por três examinadores previamente calibrados pelo teste Kappa e foi aplicado o teste estatístico de Friedman e Kruskal-Wallis, e as comparações individuais foram realizadas pelo teste de Dunn ( = 0,05). Resultados: De maneira geral, não houve alterações significativas na porcentagem elementar do esmalte nos diferentes períodos estudados. Ao analisar os dois principais elementos, o grupo LPF35HL obteve o menor valor de cálcio (Ca), possuindo diferença estatisticamente significante quando comparado com o grupo EXP10LHV, enquanto os valores de fosfato (P) permaneceram constantes. Morfologicamente somente o grupo EXP10LHV demostrou maior planificação da superfície quando comparado o período de 7 dias com 15 dias. Conclusão: Os diferentes protocolos clareadores empregados, demonstraram alterações pontuais na variação dos elementos químicos e na morfologia do esmalte dental ao longo do período de avaliação. Introduction: The tooth color change is one of the factors that contributes most to the smile imbalance, and dental bleaching is widely diffused and requested by the patients. Objective: The aimed of this in situ study is to evaluate the morphological and chemical changes of the enamel when submitted to three activated hydrogen peroxide bleaching agents with hybrid light source and a placebo agent (gel without hydrogen peroxide), using energy-dispersive X-ray spectroscopy (EDS). Methodology: Fragments of human third molars were divided into four groups (n = 12) to perform a bleaching session with five eight minute applications of bleaching gels: Placebo (Plac); Lase Peroxide Flex 35% and 15% (DMC) (LPF35LH and LPF15LH); 10% experimental gel (DMC) (EXP10LHV), and photocatalyzed with hybrid light: blue LED / diode laser (LH) (Whitening Lase II, DMC) or violet LED / diode laser (LHV). After bleaching, the specimens were fixed to intraoral devices used by participants for 15 days. The inorganic composition and topography of the enamel surface were analyzed before and after bleaching, and after 3, 7 and 15 days of exposure to saliva. The elementary values of the composition were analyzed by one-way ANOVA at a repeated measures and Tukey\'s test. For the topography the scores were determined by three examiners previously calibrated by the Kappa test and the Friedman and Kruskal-Wallis statistical test were applied, and the individual comparisons were performed by the Dunn test ( = 0.05). Results: In general, there were no significant changes in the elemental percentage of enamel in the different periods studied. When analyzing the two main elements, the LPF35HL group had the lowest calcium (Ca) value, which had a statistically significant difference when compared to the EXP10LHV group, while the phosphate (P) values remained constant. Morphologically, only the EXP10LHV group showed greater surface planning when compared to the period of 7 days with 15 days. Conclusion: The different bleaching protocols employed showed specific alterations in the variation of the chemical elements and the morphology of the dental enamel during the evaluation period. https://doi.org/10.11606/T.25.2017.tde-05092017-211440info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:46Zoai:teses.usp.br:tde-05092017-211440Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212018-07-17T16:38:18Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Alterações morfológicas e químicas do esmalte humano após o clareamento dental: avaliação in situ
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Morphological and chemical changes of human enamel after tooth bleaching: in situ evaluation
title Alterações morfológicas e químicas do esmalte humano após o clareamento dental: avaliação in situ
spellingShingle Alterações morfológicas e químicas do esmalte humano após o clareamento dental: avaliação in situ
Ana Flávia Soares
title_short Alterações morfológicas e químicas do esmalte humano após o clareamento dental: avaliação in situ
title_full Alterações morfológicas e químicas do esmalte humano após o clareamento dental: avaliação in situ
title_fullStr Alterações morfológicas e químicas do esmalte humano após o clareamento dental: avaliação in situ
title_full_unstemmed Alterações morfológicas e químicas do esmalte humano após o clareamento dental: avaliação in situ
title_sort Alterações morfológicas e químicas do esmalte humano após o clareamento dental: avaliação in situ
author Ana Flávia Soares
author_facet Ana Flávia Soares
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Rafael Francisco Lia Mondelli
dc.contributor.referee1.fl_str_mv André Luiz Fraga Briso
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Marco Antonio Hungaro Duarte
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Karin Cristina da Silva Módena
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Rodrigo Cardoso de Oliveira
dc.contributor.author.fl_str_mv Ana Flávia Soares
contributor_str_mv Rafael Francisco Lia Mondelli
André Luiz Fraga Briso
Marco Antonio Hungaro Duarte
Karin Cristina da Silva Módena
Rodrigo Cardoso de Oliveira
description Introdução: A alteração de cor dos dentes apresenta-se como um dos fatores que mais concorrem para o desequilíbrio do sorriso, sendo o clareamento dental amplamente difundido e solicitado pelos pacientes. Objetivo: Este estudo in situ teve como objetivo avaliar as mudanças morfológicas e químicas do esmalte quando submetido a três agentes clareadores à base de peróxido de hidrogênio ativados com fonte de luz híbrida e um agente placebo (gel sem peróxido de hidrogênio), por meio do uso da espectrometria de energia dispersiva de raios-X (EDS). Metodologia: Fragmentos de terceiros molares humanos foram divididos em quatro grupos (n=12), para a realização de uma sessão de clareamento com cinco aplicações de oito minutos dos géis clareadores: Placebo (Plac); Lase Peroxide Flex 35% e 15% (DMC) (LPF35LH e LPF15LH); Gel experimental a 10% (DMC) (EXP10LHV), e foram fotocatalizados com luz híbrida: LED azul/laser de diodo (LH) (Whitening Lase II, DMC) ou LED violeta/laser de diodo (LHV) (luz experimental, DMC). Após o clareamento, os espécimes foram fixados a dispositivos intraorais usados pelos participantes durante 15 dias. A composição inorgânica e topografia da superfície de esmalte foram analisadas antes e após o clareamento, e depois de 3, 7 e 15 dias de exposição à saliva. Os valores elementares da composição foram analisados por ANOVA a um critério de medidas repetidas e teste de Tukey. Para a topografia os escores foram determinados por três examinadores previamente calibrados pelo teste Kappa e foi aplicado o teste estatístico de Friedman e Kruskal-Wallis, e as comparações individuais foram realizadas pelo teste de Dunn ( = 0,05). Resultados: De maneira geral, não houve alterações significativas na porcentagem elementar do esmalte nos diferentes períodos estudados. Ao analisar os dois principais elementos, o grupo LPF35HL obteve o menor valor de cálcio (Ca), possuindo diferença estatisticamente significante quando comparado com o grupo EXP10LHV, enquanto os valores de fosfato (P) permaneceram constantes. Morfologicamente somente o grupo EXP10LHV demostrou maior planificação da superfície quando comparado o período de 7 dias com 15 dias. Conclusão: Os diferentes protocolos clareadores empregados, demonstraram alterações pontuais na variação dos elementos químicos e na morfologia do esmalte dental ao longo do período de avaliação.
publishDate 2017
dc.date.issued.fl_str_mv 2017-04-04
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.25.2017.tde-05092017-211440
url https://doi.org/10.11606/T.25.2017.tde-05092017-211440
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Ciências Odontológicas Aplicadas
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376584869969920