Urbanização moçambicana: uma proposta de interpretação

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2016
Autor(a) principal: Joaquim Miranda Maloa
Orientador(a): Vanderli Custódio
Banca de defesa: Maria Mónica Arroyo, Andrelino de Oliveira Campos, Jaime Tadeu Oliva, Inês Macamo Raimundo
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Geografia (Geografia Humana)
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.8.2016.tde-05082016-155420
Resumo: O objetivo geral deste estudo é de apresentar uma proposta de interpretação da urbanização moçambicana contemporânea, que se manifesta cada vez mais como dual na paisagem. De um lado, apresentando áreas urbanizadas, o núcleo de desenvolvimento vertical, planificada, com infraestruturas e serviços; por outro lado, a periferia, de desenvolvimento horizontal, na sua maioria não planificada, de construção precária e com escassas infraestruturas e serviços urbanos. Para tal, o estudo buscou identificar e caracterizar as diferentes etapas da formação socioespacial moçambicana. Recorreu à Geografia Histórica Urbana como ferramenta analítica para o tratamento do material empírico colhido a partir de diversas fontes. O trabalho é composto por dois eixos de análise: o período colonial e o pós-colonial. No período colonial, buscou-se compreender os fatores responsáveis pela urbanização moçambicana dos quais somos herdeiros. No segundo, procurou-se apreender a dinâmica urbana produzida no período pós-colonial. Ainda, neste eixo, buscou-se captar as continuidades e descontinuidades do processo, identificando alguns arranjos que se promovem ao longo do tempo e suas múltiplas determinações, que acentuam cada vez mais a segregação urbana entre o núcleo e a periferia, organizando não apenas a dualidade urbana, mas exprimindo novas formas de segregação urbana a gentrificação.
id USP_f175be2bffa8003c77196479e740a4ae
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05082016-155420
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis Urbanização moçambicana: uma proposta de interpretação Mozambican Urbanization: a proposal of interpretation 2016-05-06Vanderli CustódioMaria Mónica ArroyoAndrelino de Oliveira CamposJaime Tadeu OlivaInês Macamo RaimundoJoaquim Miranda MaloaUniversidade de São PauloGeografia (Geografia Humana)USPBR Dualidade Urbana Gentrificação Gentrification Mozambican urbanization Segregação Segregation Urban duality Urbanização moçambicana O objetivo geral deste estudo é de apresentar uma proposta de interpretação da urbanização moçambicana contemporânea, que se manifesta cada vez mais como dual na paisagem. De um lado, apresentando áreas urbanizadas, o núcleo de desenvolvimento vertical, planificada, com infraestruturas e serviços; por outro lado, a periferia, de desenvolvimento horizontal, na sua maioria não planificada, de construção precária e com escassas infraestruturas e serviços urbanos. Para tal, o estudo buscou identificar e caracterizar as diferentes etapas da formação socioespacial moçambicana. Recorreu à Geografia Histórica Urbana como ferramenta analítica para o tratamento do material empírico colhido a partir de diversas fontes. O trabalho é composto por dois eixos de análise: o período colonial e o pós-colonial. No período colonial, buscou-se compreender os fatores responsáveis pela urbanização moçambicana dos quais somos herdeiros. No segundo, procurou-se apreender a dinâmica urbana produzida no período pós-colonial. Ainda, neste eixo, buscou-se captar as continuidades e descontinuidades do processo, identificando alguns arranjos que se promovem ao longo do tempo e suas múltiplas determinações, que acentuam cada vez mais a segregação urbana entre o núcleo e a periferia, organizando não apenas a dualidade urbana, mas exprimindo novas formas de segregação urbana a gentrificação. The objective of this study is to present a proposal for interpretation of contemporary mozambican urbanization, which manifests itself more and more as dual in the landscape. On the one hand, with urban areas, the center of vertical development, planned with infrastructure and services; on the other hand, the periphery of a horizontal development, mostly unplanned, poorly construction and with little urban infrastructure and services. To this end, the study sought to identify and characterize the different stages of formation the Mozambican sociospatial. Historical Geography Urban resorted to as an analytical tool for the treatment of empirical data collected from various sources. The work consists of two angles: the colonial and post-colonial. In the colonial period, we sought to understand the factors responsible for the Mozambican urbanization of which we are heirs. In the second, he tried to apprehend the urban dynamics produced in post-colonial period. Still, this axis, we sought to capture the continuities and discontinuities of the process by identifying some arrangements that promote over time and its multiple determinations that accentuate increasingly urban segregation between the center and the periphery, organizing not only the Urban duality, but expressing new forms of urban segregation - gentrification. https://doi.org/10.11606/T.8.2016.tde-05082016-155420info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:28Zoai:teses.usp.br:tde-05082016-155420Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212018-10-02T20:03:01Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Urbanização moçambicana: uma proposta de interpretação
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Mozambican Urbanization: a proposal of interpretation
title Urbanização moçambicana: uma proposta de interpretação
spellingShingle Urbanização moçambicana: uma proposta de interpretação
Joaquim Miranda Maloa
title_short Urbanização moçambicana: uma proposta de interpretação
title_full Urbanização moçambicana: uma proposta de interpretação
title_fullStr Urbanização moçambicana: uma proposta de interpretação
title_full_unstemmed Urbanização moçambicana: uma proposta de interpretação
title_sort Urbanização moçambicana: uma proposta de interpretação
author Joaquim Miranda Maloa
author_facet Joaquim Miranda Maloa
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Vanderli Custódio
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Maria Mónica Arroyo
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Andrelino de Oliveira Campos
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Jaime Tadeu Oliva
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Inês Macamo Raimundo
dc.contributor.author.fl_str_mv Joaquim Miranda Maloa
contributor_str_mv Vanderli Custódio
Maria Mónica Arroyo
Andrelino de Oliveira Campos
Jaime Tadeu Oliva
Inês Macamo Raimundo
description O objetivo geral deste estudo é de apresentar uma proposta de interpretação da urbanização moçambicana contemporânea, que se manifesta cada vez mais como dual na paisagem. De um lado, apresentando áreas urbanizadas, o núcleo de desenvolvimento vertical, planificada, com infraestruturas e serviços; por outro lado, a periferia, de desenvolvimento horizontal, na sua maioria não planificada, de construção precária e com escassas infraestruturas e serviços urbanos. Para tal, o estudo buscou identificar e caracterizar as diferentes etapas da formação socioespacial moçambicana. Recorreu à Geografia Histórica Urbana como ferramenta analítica para o tratamento do material empírico colhido a partir de diversas fontes. O trabalho é composto por dois eixos de análise: o período colonial e o pós-colonial. No período colonial, buscou-se compreender os fatores responsáveis pela urbanização moçambicana dos quais somos herdeiros. No segundo, procurou-se apreender a dinâmica urbana produzida no período pós-colonial. Ainda, neste eixo, buscou-se captar as continuidades e descontinuidades do processo, identificando alguns arranjos que se promovem ao longo do tempo e suas múltiplas determinações, que acentuam cada vez mais a segregação urbana entre o núcleo e a periferia, organizando não apenas a dualidade urbana, mas exprimindo novas formas de segregação urbana a gentrificação.
publishDate 2016
dc.date.issued.fl_str_mv 2016-05-06
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.8.2016.tde-05082016-155420
url https://doi.org/10.11606/T.8.2016.tde-05082016-155420
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Geografia (Geografia Humana)
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376582580928512