Efeitos da exposição ao bisfenol S e dieta hiperlipídica no remodelamento cardíaco

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2023
Autor(a) principal: Santos, Beatriz Alexandre dos
Orientador(a): Não Informado pela instituição
Banca de defesa: Não Informado pela instituição
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Não Informado pela instituição
Programa de Pós-Graduação: Não Informado pela instituição
Departamento: Não Informado pela instituição
País: Não Informado pela instituição
Palavras-chave em Português:
Link de acesso: http://app.uff.br/riuff/handle/1/29941
Resumo: As doenças cardiovasculares (DCV) são a principal causa de morte no mundo. Diversos fatores influenciam as DCV, como obesidade e exposição ao bisfenol A (BPA). O bisfenol S (BPS) é o principal substituto do BPA, mas sem evidências sobre o remodelamento cardíaco. O objetivo do estudo é avaliar o impacto da exposição ao BPS no remodelamento cardíaco, associado ou não à ingestão de dieta hiperlipídica. Protocolo experimental aprovado (CEUA/UFF: 1929240521). Camundongos C57BL/6 machos foram divididos em: dieta controle (SC), dieta controle + BPS (SCB), dieta hiperlipídica (HF) e dieta hiperlipídica + BPS (HFB). A exposição ao BPS foi através da água de beber (dose: 25 μg/Kg/dia), por 12 semanas. Avaliou-se: massa corporal (MC), índice de adiposidade (IA), pressão arterial sistólica (PAS), massa do ventrículo esquerdo (VE), espessura da parede e área da luz do VE, área do cardiomiócito, deposição de colágeno e mediadores do remodelamento cardíaco. Todas as intervenções apresentaram maior MC final, IA e aumento de PAS, promoveram aumento da massa e espessura da parede do VE, da expressão proteica de ANP, TGFβ, IL-6, TNFα, CD36 e da área de colágeno intersticial, em comparação ao grupo SC. A ingestão de dieta hiperlipídica (HF e HFB) exacerbou o ganho de MC, IA e incremento de PAS em relação ao grupo SCB; também promoveu aumento da área de colágeno perivascular e maior expressão proteica de perilipina 5, comparada a dieta controle. Apenas o grupo HFB apresentou parede do VE mais espessa também em relação aos grupos SCB e HF e maior área dos cardiomiócitos e expressão de perilipina 5 em comparação aos grupos SC e SCB. A exposição ao BPS isoladamente promove remodelamento cardíaco com hipertrofia concêntrica patológica, fibrose e inflamação. O remodelamento induzido por dieta é exacerbado frente a associação com BPS, com hipertrofia e fibrose acentuada, inflamação e esteatose
id UFF-2_ad32cf1e6ed245bf03e2198b848947b6
oai_identifier_str oai:app.uff.br:1/29941
network_acronym_str UFF-2
network_name_str Repositório Institucional da Universidade Federal Fluminense (RIUFF)
repository_id_str
spelling Efeitos da exposição ao bisfenol S e dieta hiperlipídica no remodelamento cardíacoBisfenol SDesregulador endócrinoObesidadeRemodelamento cardíacoDisruptores endócrinosObesidadeDieta hiperlipídicaFenômenos fisiológicos cardiovascularesBisphenol SEndocrine disruptorObesityCardiac remodelingAs doenças cardiovasculares (DCV) são a principal causa de morte no mundo. Diversos fatores influenciam as DCV, como obesidade e exposição ao bisfenol A (BPA). O bisfenol S (BPS) é o principal substituto do BPA, mas sem evidências sobre o remodelamento cardíaco. O objetivo do estudo é avaliar o impacto da exposição ao BPS no remodelamento cardíaco, associado ou não à ingestão de dieta hiperlipídica. Protocolo experimental aprovado (CEUA/UFF: 1929240521). Camundongos C57BL/6 machos foram divididos em: dieta controle (SC), dieta controle + BPS (SCB), dieta hiperlipídica (HF) e dieta hiperlipídica + BPS (HFB). A exposição ao BPS foi através da água de beber (dose: 25 μg/Kg/dia), por 12 semanas. Avaliou-se: massa corporal (MC), índice de adiposidade (IA), pressão arterial sistólica (PAS), massa do ventrículo esquerdo (VE), espessura da parede e área da luz do VE, área do cardiomiócito, deposição de colágeno e mediadores do remodelamento cardíaco. Todas as intervenções apresentaram maior MC final, IA e aumento de PAS, promoveram aumento da massa e espessura da parede do VE, da expressão proteica de ANP, TGFβ, IL-6, TNFα, CD36 e da área de colágeno intersticial, em comparação ao grupo SC. A ingestão de dieta hiperlipídica (HF e HFB) exacerbou o ganho de MC, IA e incremento de PAS em relação ao grupo SCB; também promoveu aumento da área de colágeno perivascular e maior expressão proteica de perilipina 5, comparada a dieta controle. Apenas o grupo HFB apresentou parede do VE mais espessa também em relação aos grupos SCB e HF e maior área dos cardiomiócitos e expressão de perilipina 5 em comparação aos grupos SC e SCB. A exposição ao BPS isoladamente promove remodelamento cardíaco com hipertrofia concêntrica patológica, fibrose e inflamação. O remodelamento induzido por dieta é exacerbado frente a associação com BPS, com hipertrofia e fibrose acentuada, inflamação e esteatoseCardiovascular diseases (CVD) are the main cause of death worldwide. Several factors affect CVD, like obesity and bisphenol A (BPA) exposure. Bisphenol S (BPS) is the main substitute of BPA, but there is no evidence on its effect on cardiac remodeling. The aim is to evaluate the impact of BPS exposure on cardiac remodeling, associated or not with high-fat diet intake. Experimental protocol approved (CEUA/UFF: 1929240521). C57BL/6 male mice were divided in: control diet (SC), control diet + BPS (SCB), high-fat diet (HF) and high-fat diet + BPS (HFB). BPS exposure occurred through drinking water (dose: 25 μg/Kg/day), for 12 weeks. Body mass (BM), adiposity index (AI), systolic blood pressure (SBP), left ventricle (LV) mass, wall thickness and chamber area, cardiomyocyte area, collagen deposition and cardiac remodeling mediators were evaluated. All interventions presented higher final BM, AI and SBP increase, led to augmented LV mass and wall thickness, protein expression of ANP, TGFβ, IL-6, TNFα, CD36, and interstitial collagen area in relation to SC group. High-fat diet intake (HF and HFB) exacerbated BM gain, AI and SBP increase in comparison to SCB group, and also promoted higher perivascular collagen area and protein expression of perilipin 5 compared to control diet. Only HFB group had thicker LV wall also in relation to SCB and HF groups, and increased cardiomyocyte area and expression of perilipin 5 when compared with SC and SCB groups. BPS exposure alone promotes cardiac remodeling with pathological concentric hypertrophy, fibrosis and inflammation. Diet-induced remodeling is aggravated when associated with BPS, with marked hypertrophy and fibrosis, inflammation and steatosis58 f.Frantz, Eliete Dalla Cortehttp://lattes.cnpq.br/9014043960167068Nóbrega, Antonio Claudio Lucas dahttp://lattes.cnpq.br/4868680076470040Magliano, D'Angelo Carlohttp://lattes.cnpq.br/1344478526875095Oliveira, Ana Paula Santos da Silva deMatsuura, CristianePinto, Milena Barcza StocklerOliveira, Karen de Jesushttp://lattes.cnpq.br/8279528973362375Santos, Beatriz Alexandre dos2023-08-11T18:02:09Z2023-08-11T18:02:09Zinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesisapplication/pdfhttp://app.uff.br/riuff/handle/1/29941CC-BY-SAinfo:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Repositório Institucional da Universidade Federal Fluminense (RIUFF)instname:Universidade Federal Fluminense (UFF)instacron:UFF2023-08-11T18:02:13Zoai:app.uff.br:1/29941Repositório InstitucionalPUBhttps://app.uff.br/oai/requestriuff@id.uff.bropendoar:21202023-08-11T18:02:13Repositório Institucional da Universidade Federal Fluminense (RIUFF) - Universidade Federal Fluminense (UFF)false
dc.title.none.fl_str_mv Efeitos da exposição ao bisfenol S e dieta hiperlipídica no remodelamento cardíaco
title Efeitos da exposição ao bisfenol S e dieta hiperlipídica no remodelamento cardíaco
spellingShingle Efeitos da exposição ao bisfenol S e dieta hiperlipídica no remodelamento cardíaco
Santos, Beatriz Alexandre dos
Bisfenol S
Desregulador endócrino
Obesidade
Remodelamento cardíaco
Disruptores endócrinos
Obesidade
Dieta hiperlipídica
Fenômenos fisiológicos cardiovasculares
Bisphenol S
Endocrine disruptor
Obesity
Cardiac remodeling
title_short Efeitos da exposição ao bisfenol S e dieta hiperlipídica no remodelamento cardíaco
title_full Efeitos da exposição ao bisfenol S e dieta hiperlipídica no remodelamento cardíaco
title_fullStr Efeitos da exposição ao bisfenol S e dieta hiperlipídica no remodelamento cardíaco
title_full_unstemmed Efeitos da exposição ao bisfenol S e dieta hiperlipídica no remodelamento cardíaco
title_sort Efeitos da exposição ao bisfenol S e dieta hiperlipídica no remodelamento cardíaco
author Santos, Beatriz Alexandre dos
author_facet Santos, Beatriz Alexandre dos
author_role author
dc.contributor.none.fl_str_mv Frantz, Eliete Dalla Corte
http://lattes.cnpq.br/9014043960167068
Nóbrega, Antonio Claudio Lucas da
http://lattes.cnpq.br/4868680076470040
Magliano, D'Angelo Carlo
http://lattes.cnpq.br/1344478526875095
Oliveira, Ana Paula Santos da Silva de
Matsuura, Cristiane
Pinto, Milena Barcza Stockler
Oliveira, Karen de Jesus
http://lattes.cnpq.br/8279528973362375
dc.contributor.author.fl_str_mv Santos, Beatriz Alexandre dos
dc.subject.por.fl_str_mv Bisfenol S
Desregulador endócrino
Obesidade
Remodelamento cardíaco
Disruptores endócrinos
Obesidade
Dieta hiperlipídica
Fenômenos fisiológicos cardiovasculares
Bisphenol S
Endocrine disruptor
Obesity
Cardiac remodeling
topic Bisfenol S
Desregulador endócrino
Obesidade
Remodelamento cardíaco
Disruptores endócrinos
Obesidade
Dieta hiperlipídica
Fenômenos fisiológicos cardiovasculares
Bisphenol S
Endocrine disruptor
Obesity
Cardiac remodeling
description As doenças cardiovasculares (DCV) são a principal causa de morte no mundo. Diversos fatores influenciam as DCV, como obesidade e exposição ao bisfenol A (BPA). O bisfenol S (BPS) é o principal substituto do BPA, mas sem evidências sobre o remodelamento cardíaco. O objetivo do estudo é avaliar o impacto da exposição ao BPS no remodelamento cardíaco, associado ou não à ingestão de dieta hiperlipídica. Protocolo experimental aprovado (CEUA/UFF: 1929240521). Camundongos C57BL/6 machos foram divididos em: dieta controle (SC), dieta controle + BPS (SCB), dieta hiperlipídica (HF) e dieta hiperlipídica + BPS (HFB). A exposição ao BPS foi através da água de beber (dose: 25 μg/Kg/dia), por 12 semanas. Avaliou-se: massa corporal (MC), índice de adiposidade (IA), pressão arterial sistólica (PAS), massa do ventrículo esquerdo (VE), espessura da parede e área da luz do VE, área do cardiomiócito, deposição de colágeno e mediadores do remodelamento cardíaco. Todas as intervenções apresentaram maior MC final, IA e aumento de PAS, promoveram aumento da massa e espessura da parede do VE, da expressão proteica de ANP, TGFβ, IL-6, TNFα, CD36 e da área de colágeno intersticial, em comparação ao grupo SC. A ingestão de dieta hiperlipídica (HF e HFB) exacerbou o ganho de MC, IA e incremento de PAS em relação ao grupo SCB; também promoveu aumento da área de colágeno perivascular e maior expressão proteica de perilipina 5, comparada a dieta controle. Apenas o grupo HFB apresentou parede do VE mais espessa também em relação aos grupos SCB e HF e maior área dos cardiomiócitos e expressão de perilipina 5 em comparação aos grupos SC e SCB. A exposição ao BPS isoladamente promove remodelamento cardíaco com hipertrofia concêntrica patológica, fibrose e inflamação. O remodelamento induzido por dieta é exacerbado frente a associação com BPS, com hipertrofia e fibrose acentuada, inflamação e esteatose
publishDate 2023
dc.date.none.fl_str_mv 2023-08-11T18:02:09Z
2023-08-11T18:02:09Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://app.uff.br/riuff/handle/1/29941
url http://app.uff.br/riuff/handle/1/29941
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv CC-BY-SA
info:eu-repo/semantics/openAccess
rights_invalid_str_mv CC-BY-SA
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da Universidade Federal Fluminense (RIUFF)
instname:Universidade Federal Fluminense (UFF)
instacron:UFF
instname_str Universidade Federal Fluminense (UFF)
instacron_str UFF
institution UFF
reponame_str Repositório Institucional da Universidade Federal Fluminense (RIUFF)
collection Repositório Institucional da Universidade Federal Fluminense (RIUFF)
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da Universidade Federal Fluminense (RIUFF) - Universidade Federal Fluminense (UFF)
repository.mail.fl_str_mv riuff@id.uff.br
_version_ 1797038123039850496