Prevenção da degradação da dentina radicular exposta ao ácido clorídrico

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2015
Autor(a) principal: Carmen Victoria Torres Toro
Orientador(a): Regina Guenka Palma Dibb
Banca de defesa: Thiago Machado Ardenghi, Juliana Jendiroba Faraoni, Milton Carlos Kuga, Adriana Bona Matos
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Odontologia (Odontologia Restauradora)
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.58.2020.tde-05092019-161423
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos dos tratamentos com fosfopeptídeo de caseína- fosfato de cálcio amorfo (CPP-ACP) e pasta experimental (a base de caseína) associados ou não aos lasers Nd:YAG e Diodo na dentina erodida com HCl líquido e HCl gasoso associada ou não à abrasão. Foram obtidos fragmentos de dentina radicular (4x3x2mm) a partir de molares humanos hígidos. Cada fragmento foi isolado com resina composta deixando apenas a metade da superfície externa exposta (2x3mm). 280 fragmentos foram selecionados e após erosão inicial com HCl líquido (pH1,2) (20s e 3x), foram divididos em 4 grupos (n=10): G1 - HCl líquido, G2 - HCl líquido + Abrasão, G3 - HCl gasoso, G4 - HCl gasoso + abrasão. Cada grupo foi dividido em 7 subgrupos (n=10): SgA - Controle, SgB - CPP-ACP (GC Tooth Mousse), SgC - CPP-ACP + laser Nd:YAG (SmartFile, Deka), SgD - CPP-ACP + laser Diodo (Einstein DL), SgE - Pasta experimental, SgF - Pasta experimental + laser Nd:YAG, SgG - Pasta experimental + laser Diodo. Os tratamentos preventivos foram aplicados da seguinte maneira: pasta CPP-ACP por 5 min, pasta experimental (caseína) por 5 min, laser Nd:YAG (0,4 W, 40 mJ, 10 Hz, sem contato) por 15s e laser Diodo (0,5 W, 200 ?s, sem contato) por 15s. Posteriormente, foram realizados os procedimentos erosivos ou erosivos/abrasivos: HCl líquido (pH1,2, 6x/dia/20s), HCl líquido/escovação (2x/dia/10s), HCl gasoso (pH1,2, 6x/dia/20s) e HCl gasoso escovação (2x/dia/10s) durante 5 dias. Realizou-se as análises de perda de volume, degrau, perfil de desgaste, rugosidade, número de túbulos, diâmetro e perímetro do lúmen dos túbulos, os quais foram realizados através da microscopia confocal a laser 3D (LEXT OLS4000, Olympus). Para a análise das alterações químicas no infravermelho com transformada de Fourer (FTIR) (Nicolet 380, Thermo Electron Corporation) após tratamentos preventivos foram selecionados 28 espécimes e outros 21 espécimes foram utilizados na análise morfológica no microscópio eletrônico de varredura (MEV) (Philips XL30 FEG), todos os espécimes foram aleatoriamente divididos de acordo com os tratamentos preventivos propostos (n=3). Os dados foram submetidos à análise de variância (ANOVA) a dois critérios e teste de Tukey (p<0,05). Os dados do FTIR foram avaliados de forma descritiva e as imagens de MEV foram avaliadas qualitativamente. Na análise dos resultados observou-se que o desgaste da dentina foi maior no G1 e G2 que os outros grupos, a perda de volume, degrau e perfil de desgaste foi menor nos subgrupos SgB e SgD (p<0,05). Na rugosidade, o G3 mostrou maiores valores que os outros grupos (p<0,05) e o SgE apresentou maior rugosidade que os outros subgrupos (p<0,05). Com relação ao número de túbulos, o G1 mostrou maior valor que os outros grupos (p<0,05) e os subgrupos SgB, SgD, SgE e SgF apresentaram os valores semelhantes (p<0,05). A área e perímetro do lúmen dos túbulos foi menor no G2 (p<0,05) e os subgrupos SgD, SgC e SgF apresentaram os menores valores (p<0,05). Na análise no FTIR, houve diminuição da razão da amidaIII/fosfato no SgD, SgF e SgG e diminuição do carbonato/fosfato no SgB. Nas imagens da MEV observou-se oclusão parcial dos túbulos no SgC, SgD and SgF. Pode-se concluir que o CPP-ACP combinado com a irradiação do laser Diodo promoveu maior resistência da dentina à degradação quando foi exposta à erosão associada ou não com a abrasão e todos os tratamentos preventivos realizados mostraram pouco efeito para diminuir a degradação quando a dentina foi exposta ao HCl líquido/abrasão.
id USP_58b0ce6fd3822dfd5c672e42b89f15c6
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05092019-161423
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis Prevenção da degradação da dentina radicular exposta ao ácido clorídrico Prevention of degradation on root dentin exposed to hydrochloric acid 2015-03-31Regina Guenka Palma DibbThiago Machado ArdenghiJuliana Jendiroba FaraoniMilton Carlos KugaAdriana Bona MatosCarmen Victoria Torres ToroUniversidade de São PauloOdontologia (Odontologia Restauradora)USPBR Abrasão desgaste Brasion Degradação Degradation Dentin erosion Dentina Erosão Prevenção Prevention Wear O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos dos tratamentos com fosfopeptídeo de caseína- fosfato de cálcio amorfo (CPP-ACP) e pasta experimental (a base de caseína) associados ou não aos lasers Nd:YAG e Diodo na dentina erodida com HCl líquido e HCl gasoso associada ou não à abrasão. Foram obtidos fragmentos de dentina radicular (4x3x2mm) a partir de molares humanos hígidos. Cada fragmento foi isolado com resina composta deixando apenas a metade da superfície externa exposta (2x3mm). 280 fragmentos foram selecionados e após erosão inicial com HCl líquido (pH1,2) (20s e 3x), foram divididos em 4 grupos (n=10): G1 - HCl líquido, G2 - HCl líquido + Abrasão, G3 - HCl gasoso, G4 - HCl gasoso + abrasão. Cada grupo foi dividido em 7 subgrupos (n=10): SgA - Controle, SgB - CPP-ACP (GC Tooth Mousse), SgC - CPP-ACP + laser Nd:YAG (SmartFile, Deka), SgD - CPP-ACP + laser Diodo (Einstein DL), SgE - Pasta experimental, SgF - Pasta experimental + laser Nd:YAG, SgG - Pasta experimental + laser Diodo. Os tratamentos preventivos foram aplicados da seguinte maneira: pasta CPP-ACP por 5 min, pasta experimental (caseína) por 5 min, laser Nd:YAG (0,4 W, 40 mJ, 10 Hz, sem contato) por 15s e laser Diodo (0,5 W, 200 ?s, sem contato) por 15s. Posteriormente, foram realizados os procedimentos erosivos ou erosivos/abrasivos: HCl líquido (pH1,2, 6x/dia/20s), HCl líquido/escovação (2x/dia/10s), HCl gasoso (pH1,2, 6x/dia/20s) e HCl gasoso escovação (2x/dia/10s) durante 5 dias. Realizou-se as análises de perda de volume, degrau, perfil de desgaste, rugosidade, número de túbulos, diâmetro e perímetro do lúmen dos túbulos, os quais foram realizados através da microscopia confocal a laser 3D (LEXT OLS4000, Olympus). Para a análise das alterações químicas no infravermelho com transformada de Fourer (FTIR) (Nicolet 380, Thermo Electron Corporation) após tratamentos preventivos foram selecionados 28 espécimes e outros 21 espécimes foram utilizados na análise morfológica no microscópio eletrônico de varredura (MEV) (Philips XL30 FEG), todos os espécimes foram aleatoriamente divididos de acordo com os tratamentos preventivos propostos (n=3). Os dados foram submetidos à análise de variância (ANOVA) a dois critérios e teste de Tukey (p<0,05). Os dados do FTIR foram avaliados de forma descritiva e as imagens de MEV foram avaliadas qualitativamente. Na análise dos resultados observou-se que o desgaste da dentina foi maior no G1 e G2 que os outros grupos, a perda de volume, degrau e perfil de desgaste foi menor nos subgrupos SgB e SgD (p<0,05). Na rugosidade, o G3 mostrou maiores valores que os outros grupos (p<0,05) e o SgE apresentou maior rugosidade que os outros subgrupos (p<0,05). Com relação ao número de túbulos, o G1 mostrou maior valor que os outros grupos (p<0,05) e os subgrupos SgB, SgD, SgE e SgF apresentaram os valores semelhantes (p<0,05). A área e perímetro do lúmen dos túbulos foi menor no G2 (p<0,05) e os subgrupos SgD, SgC e SgF apresentaram os menores valores (p<0,05). Na análise no FTIR, houve diminuição da razão da amidaIII/fosfato no SgD, SgF e SgG e diminuição do carbonato/fosfato no SgB. Nas imagens da MEV observou-se oclusão parcial dos túbulos no SgC, SgD and SgF. Pode-se concluir que o CPP-ACP combinado com a irradiação do laser Diodo promoveu maior resistência da dentina à degradação quando foi exposta à erosão associada ou não com a abrasão e todos os tratamentos preventivos realizados mostraram pouco efeito para diminuir a degradação quando a dentina foi exposta ao HCl líquido/abrasão. The aim of this study was to evaluate the effects of treatments with casein phosphopeptideamorphous calcium phosphate (CPP-ACP) and experimental paste (casein) associated or not to Nd: YAG and diode lasers on eroded dentin with HCl liquid and HCl gas associated or not with abrasion. 329 root dentin fragments (4x3x2mm) from human molars was obtained. Each fragment was isolated with composed resin and the half of buccal face was maintained exposed (2x3mm). After, 280 were selected samples after initial erosion with HCl liquid (pH1.2) (3x for 20s). Then, they were divided into 4 groups: G1 - HCl liquid, G2 - HCl liquid + abrasion, G3 - HCl gaseous, G4 - HCl gaseous + abrasion. Each group was divided in 7 subgroups (n=10): SgA - Control, SgB - CPP-ACP (GC Tooth Mousse), SgC - CPPACP + Nd: YAG laser (SmartFile, Deka), SgD - CPP-ACP + Laser Diode (Einstein DL), SgE - experimental paste, SgF - experimental paste + Nd: YAG laser, SgG - experimental paste + laser Diode. The preventive treatments was applied as follows: CPP-ACP and experimental paste for 5 min, Nd: YAG laser (0.4 W, 40 mJ, 10 Hz, without contact) for 15s and laser diode (0.5 W, 200 ?s, without contact) for 15s. Later, specimens were exposed to erosive or erosive/abrasive challenges: HCl liquid (pH1.2) (6x/day/20s), HCl liquid (6x/day/20s)/brushing (2x/day/10s), HCl gaseous (pH1.2) (6x/day/20s) and HCl gaseous/ brushing, for a period of 5 days. After, volume loss, step, profilometry, roughness and tubules (number, diameter and perimeter) were analyzed with the 3D confocal laser microscopy (LEXT OLS4000, Olympus). Then, the analysis after treatment was performed, 28 (n=3) specimens were selected for chemical changes analysis through the Fourier Transform Infrared Spectrometer (FTIR) (Nicolet 380, Thermo Electron Corporation) and other 21 (n=3) specimens were used for morphological analysis in the scanning electron microscope (SEM) (Philips XL30 FEG). Two-way analysis of variance (ANOVA) and Tukey test (p <0.05) were used for data analysis. FTIR data were analyzed descriptively and SEM images were qualitatively evaluated. The results showed that G1 and G2 had the higher values of dentin wear and volume lost, step and profilometry were lower in SgD and SgB than the other subgroups (p<0.05). The surface roughness was higher in G3 than the other groups (p<0.05) and was higher in SgE than the other subgroups (p<0.05). The number of tubules was higher in G1 than the other groups (p<0.05) and was lower in SgB, SgD, SgE and SgF than the other subgroups (p <0, 05). The area and perimeter of the lumen of the tubules was lower in G2 (p<0.05) and the subgroups SgD, SgC and SgF had the lower values than the other subgroups (p <0, 05). For FTIR analysis, there was a decrease amidaIII/phosphate in SgD, SgF and SgG and carbonate/phosphate in the SgB. SEM images showed a partial occlusion of the tubules in SgC, SgD and SgF. It is concluded that CPP-ACP combined with Diode laser irradiation increased the dentin resistance to degradation when the dentin was exposed to erosion associated or not with abrasion, and all the treatments were less effective to decrease the dentin degradation when the dentin was exposed to HCl liquid/abrasion. https://doi.org/10.11606/T.58.2020.tde-05092019-161423info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:46Zoai:teses.usp.br:tde-05092019-161423Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212020-01-16T21:47:02Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Prevenção da degradação da dentina radicular exposta ao ácido clorídrico
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Prevention of degradation on root dentin exposed to hydrochloric acid
title Prevenção da degradação da dentina radicular exposta ao ácido clorídrico
spellingShingle Prevenção da degradação da dentina radicular exposta ao ácido clorídrico
Carmen Victoria Torres Toro
title_short Prevenção da degradação da dentina radicular exposta ao ácido clorídrico
title_full Prevenção da degradação da dentina radicular exposta ao ácido clorídrico
title_fullStr Prevenção da degradação da dentina radicular exposta ao ácido clorídrico
title_full_unstemmed Prevenção da degradação da dentina radicular exposta ao ácido clorídrico
title_sort Prevenção da degradação da dentina radicular exposta ao ácido clorídrico
author Carmen Victoria Torres Toro
author_facet Carmen Victoria Torres Toro
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Regina Guenka Palma Dibb
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Thiago Machado Ardenghi
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Juliana Jendiroba Faraoni
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Milton Carlos Kuga
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Adriana Bona Matos
dc.contributor.author.fl_str_mv Carmen Victoria Torres Toro
contributor_str_mv Regina Guenka Palma Dibb
Thiago Machado Ardenghi
Juliana Jendiroba Faraoni
Milton Carlos Kuga
Adriana Bona Matos
description O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos dos tratamentos com fosfopeptídeo de caseína- fosfato de cálcio amorfo (CPP-ACP) e pasta experimental (a base de caseína) associados ou não aos lasers Nd:YAG e Diodo na dentina erodida com HCl líquido e HCl gasoso associada ou não à abrasão. Foram obtidos fragmentos de dentina radicular (4x3x2mm) a partir de molares humanos hígidos. Cada fragmento foi isolado com resina composta deixando apenas a metade da superfície externa exposta (2x3mm). 280 fragmentos foram selecionados e após erosão inicial com HCl líquido (pH1,2) (20s e 3x), foram divididos em 4 grupos (n=10): G1 - HCl líquido, G2 - HCl líquido + Abrasão, G3 - HCl gasoso, G4 - HCl gasoso + abrasão. Cada grupo foi dividido em 7 subgrupos (n=10): SgA - Controle, SgB - CPP-ACP (GC Tooth Mousse), SgC - CPP-ACP + laser Nd:YAG (SmartFile, Deka), SgD - CPP-ACP + laser Diodo (Einstein DL), SgE - Pasta experimental, SgF - Pasta experimental + laser Nd:YAG, SgG - Pasta experimental + laser Diodo. Os tratamentos preventivos foram aplicados da seguinte maneira: pasta CPP-ACP por 5 min, pasta experimental (caseína) por 5 min, laser Nd:YAG (0,4 W, 40 mJ, 10 Hz, sem contato) por 15s e laser Diodo (0,5 W, 200 ?s, sem contato) por 15s. Posteriormente, foram realizados os procedimentos erosivos ou erosivos/abrasivos: HCl líquido (pH1,2, 6x/dia/20s), HCl líquido/escovação (2x/dia/10s), HCl gasoso (pH1,2, 6x/dia/20s) e HCl gasoso escovação (2x/dia/10s) durante 5 dias. Realizou-se as análises de perda de volume, degrau, perfil de desgaste, rugosidade, número de túbulos, diâmetro e perímetro do lúmen dos túbulos, os quais foram realizados através da microscopia confocal a laser 3D (LEXT OLS4000, Olympus). Para a análise das alterações químicas no infravermelho com transformada de Fourer (FTIR) (Nicolet 380, Thermo Electron Corporation) após tratamentos preventivos foram selecionados 28 espécimes e outros 21 espécimes foram utilizados na análise morfológica no microscópio eletrônico de varredura (MEV) (Philips XL30 FEG), todos os espécimes foram aleatoriamente divididos de acordo com os tratamentos preventivos propostos (n=3). Os dados foram submetidos à análise de variância (ANOVA) a dois critérios e teste de Tukey (p<0,05). Os dados do FTIR foram avaliados de forma descritiva e as imagens de MEV foram avaliadas qualitativamente. Na análise dos resultados observou-se que o desgaste da dentina foi maior no G1 e G2 que os outros grupos, a perda de volume, degrau e perfil de desgaste foi menor nos subgrupos SgB e SgD (p<0,05). Na rugosidade, o G3 mostrou maiores valores que os outros grupos (p<0,05) e o SgE apresentou maior rugosidade que os outros subgrupos (p<0,05). Com relação ao número de túbulos, o G1 mostrou maior valor que os outros grupos (p<0,05) e os subgrupos SgB, SgD, SgE e SgF apresentaram os valores semelhantes (p<0,05). A área e perímetro do lúmen dos túbulos foi menor no G2 (p<0,05) e os subgrupos SgD, SgC e SgF apresentaram os menores valores (p<0,05). Na análise no FTIR, houve diminuição da razão da amidaIII/fosfato no SgD, SgF e SgG e diminuição do carbonato/fosfato no SgB. Nas imagens da MEV observou-se oclusão parcial dos túbulos no SgC, SgD and SgF. Pode-se concluir que o CPP-ACP combinado com a irradiação do laser Diodo promoveu maior resistência da dentina à degradação quando foi exposta à erosão associada ou não com a abrasão e todos os tratamentos preventivos realizados mostraram pouco efeito para diminuir a degradação quando a dentina foi exposta ao HCl líquido/abrasão.
publishDate 2015
dc.date.issued.fl_str_mv 2015-03-31
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.58.2020.tde-05092019-161423
url https://doi.org/10.11606/T.58.2020.tde-05092019-161423
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Odontologia (Odontologia Restauradora)
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376584975876096