"Dimensionamento de pessoal de enfermagem no Hospital Universitário do Oeste do Paraná"

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2005
Autor(a) principal: Anair Lazzari Nicola
Orientador(a): Maria Luiza Anselmi
Banca de defesa: Kathia de Carvalho Cunha, Ana Maria Laus, Marcia Regina Antonietto da Costa Melo, Janete Rodrigues da Silva Nakao
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Enfermagem Fundamental
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/T.22.2005.tde-05102005-115414
Resumo: O papel desempenhado pelos recursos humanos na produção de serviços de saúde e, particularmente, no campo da enfermagem merece atenção especial. Este estudo aborda a temática da gerência de recursos humanos tomando por referência a questão do dimensionamento de pessoal de enfermagem em um setor específico de atuação: o hospital. Trata-se de uma investigação na modalidade de estudo de caso cujo objetivo geral é dimensionar o quadro de pessoal de enfermagem para unidades de internação de um hospital universitário situado em um município do oeste do estado do Paraná. A metodologia adotada é aquela proposta por Gaidzinski (1998) que contempla a identificação de determinadas variáveis, às quais correspondem instrumentos específicos de coleta de dados. Para identificação do grau de dependência do paciente em relação ao cuidado de enfermagem, utilizou-se o Sistema de Classificação de Pacientes segundo Perroca (2000); para as horas médias de assistência de enfermagem e o percentual de cada categoria profissional adotou-se como parâmetro a Resolução COFEN nº 189/96; a definição do índice de absenteísmo bem como a equação para cálculo do quadro de pessoal foram desenvolvidas segundo a metodologia preconizada por Gaidzinski (1998). As unidades de internação estudadas foram aquelas em que a clientela atendida era composta por adultos (≥ 14 anos), nas especialidades de clínica médica e clínica cirúrgica. Do total de 62 leitos ativados nas três unidades de internação estudadas, foram classificados, diariamente durante 92 dias consecutivos, 72,5% dos leitos que correspondem a 4.135 pacientes/dia. Para os demais 27,5% dos leitos, a classificação não se efetivou devido à recusa do paciente em participar do estudo e outras ocorrências. Dos pacientes classificados, 9,4% requeriam cuidados intensivos, 14,6% cuidados semi-intensivos, 45,1% cuidados intermediários e 30,9% cuidados mínimos. Para as ausências previstas, o maior índice deve-se às folgas semanais, para as ausências não previstas o índice mais elevado ocorre devido às licenças médicas. Aplicando-se a equação de dimensionamento, obteve-se um quadro projetado de 28 enfermeiros e 48 auxiliares de enfermagem. Comparando-se o quadro existente com o projetado verifica-se que para a categoria enfermeiro, o quantitativo existente corresponde a 50% daquele previsto; para a categoria de auxiliares de enfermagem há um excedente de 29,2%. Diante do quadro reduzido de enfermeiros, levanta-se a hipótese de que determinadas ações de enfermagem inerentes a esse profissional estejam sendo desenvolvidas pelo pessoal de nível médio, sem um processo de supervisão que permita o desenvolvimento de um trabalho mais articulado e integrativo, resultando em uma assistência de enfermagem de melhor qualidade. Entende-se, ainda, que a adoção, pelos enfermeiros, de um sistema de classificação de pacientes em suas respectivas unidades, permitirá ampliar o conhecimento acerca da clientela atendida, suas reais necessidades, bem como o desenvolvimento de habilidades e competências que lhe assegurem assistir e gerenciar de um modo mais seguro, inovador, autônomo e participativo.
id USP_c1a8fcbeba7146619d8cc65bad4a5772
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05102005-115414
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesis "Dimensionamento de pessoal de enfermagem no Hospital Universitário do Oeste do Paraná" Dimensioning of Nursing Personnel in the University Hospital of Western Paraná. 2005-02-15Maria Luiza AnselmiKathia de Carvalho CunhaAna Maria LausMarcia Regina Antonietto da Costa MeloJanete Rodrigues da Silva NakaoAnair Lazzari NicolaUniversidade de São PauloEnfermagem FundamentalUSPBR classificação classification dimensionamento de pessoal inpatients nursing human resources pacientes internados personnel dimensioning recursos humanos de enfermagem O papel desempenhado pelos recursos humanos na produção de serviços de saúde e, particularmente, no campo da enfermagem merece atenção especial. Este estudo aborda a temática da gerência de recursos humanos tomando por referência a questão do dimensionamento de pessoal de enfermagem em um setor específico de atuação: o hospital. Trata-se de uma investigação na modalidade de estudo de caso cujo objetivo geral é dimensionar o quadro de pessoal de enfermagem para unidades de internação de um hospital universitário situado em um município do oeste do estado do Paraná. A metodologia adotada é aquela proposta por Gaidzinski (1998) que contempla a identificação de determinadas variáveis, às quais correspondem instrumentos específicos de coleta de dados. Para identificação do grau de dependência do paciente em relação ao cuidado de enfermagem, utilizou-se o Sistema de Classificação de Pacientes segundo Perroca (2000); para as horas médias de assistência de enfermagem e o percentual de cada categoria profissional adotou-se como parâmetro a Resolução COFEN nº 189/96; a definição do índice de absenteísmo bem como a equação para cálculo do quadro de pessoal foram desenvolvidas segundo a metodologia preconizada por Gaidzinski (1998). As unidades de internação estudadas foram aquelas em que a clientela atendida era composta por adultos (≥ 14 anos), nas especialidades de clínica médica e clínica cirúrgica. Do total de 62 leitos ativados nas três unidades de internação estudadas, foram classificados, diariamente durante 92 dias consecutivos, 72,5% dos leitos que correspondem a 4.135 pacientes/dia. Para os demais 27,5% dos leitos, a classificação não se efetivou devido à recusa do paciente em participar do estudo e outras ocorrências. Dos pacientes classificados, 9,4% requeriam cuidados intensivos, 14,6% cuidados semi-intensivos, 45,1% cuidados intermediários e 30,9% cuidados mínimos. Para as ausências previstas, o maior índice deve-se às folgas semanais, para as ausências não previstas o índice mais elevado ocorre devido às licenças médicas. Aplicando-se a equação de dimensionamento, obteve-se um quadro projetado de 28 enfermeiros e 48 auxiliares de enfermagem. Comparando-se o quadro existente com o projetado verifica-se que para a categoria enfermeiro, o quantitativo existente corresponde a 50% daquele previsto; para a categoria de auxiliares de enfermagem há um excedente de 29,2%. Diante do quadro reduzido de enfermeiros, levanta-se a hipótese de que determinadas ações de enfermagem inerentes a esse profissional estejam sendo desenvolvidas pelo pessoal de nível médio, sem um processo de supervisão que permita o desenvolvimento de um trabalho mais articulado e integrativo, resultando em uma assistência de enfermagem de melhor qualidade. Entende-se, ainda, que a adoção, pelos enfermeiros, de um sistema de classificação de pacientes em suas respectivas unidades, permitirá ampliar o conhecimento acerca da clientela atendida, suas reais necessidades, bem como o desenvolvimento de habilidades e competências que lhe assegurem assistir e gerenciar de um modo mais seguro, inovador, autônomo e participativo. and particularly in the Nursing field, deserves special attention. This study approaches human resources management based on the dimensioning of nursing personnel in a specific sector of activity: the hospital. It is a case study whose goal is to dimension the nursing personnel for inpatient units at a university hospital located in a city of western Paraná state. The methodology adopted is that proposed by Gaidzinski (1998), as it contemplates the identification of certain variables to which specific data collection instruments correspond. In order to identify patients’ dependence in relation to nursing care, the Patient Classification System was used according to Perroca (2000); concerning the mean hours of nursing care and the percentage of each professional category, Resolution COFEN no. 189/96 was adopted as a parameter; the definition of absence rates as well as the equation used to calculate the staff were developed according to the methodology proposed by Gaidzinski (1998). The inpatient units under study were those in which the clients assisted consisted of adults (≥ 14 years old) in the specialties of medical clinic and surgical clinic. Of the total number of 62 activated beds in the three inpatient units under study, 72.5% of the beds were classified daily during a period of 92 consecutive days, which corresponds to 4.135 patients/day. As to the remaining 27.5% beds, classification was not conducted due to patients’ refusal to participate in the study and to other occurrences. Of the classified patients, 9.4% required intensive care, 14.6% semi-intensive care, 45.1% intermediate care and 30.9% minimum care. Concerning predicted absences, the highest rate was due to weekly work pauses whereas for non-predicted absences, the highest rate occurred as a result of sick leaves. The application of the dimensioning equation resulted in a staff consisting of 28 nurses and 48 nursing auxiliaries. By comparing the existing staff and the projected staff, it was observed that the number of working nurses corresponded to 50% of the predicted number whereas, in relation to nursing auxiliaries, there was an excess of 29.2%. In view of the reduced number of nurses, a hypothesis was made that certain nursing actions which are inherent to that professional category are being performed by nursing auxiliaries without a supervision process that would allow for the development of more articulated and integrative work, which would, in turn, result in better quality nursing care. It is also understood that the adoption, by nurses, of a patient classification system in their respective units will bring further knowledge concerning the clients assisted, their real needs as well as the development of skills and competencies that will enable them to provide care and manage their work in a more safe, innovative, autonomous and participant fashion. https://doi.org/10.11606/T.22.2005.tde-05102005-115414info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:52Zoai:teses.usp.br:tde-05102005-115414Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212016-07-28T16:09:49Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv "Dimensionamento de pessoal de enfermagem no Hospital Universitário do Oeste do Paraná"
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Dimensioning of Nursing Personnel in the University Hospital of Western Paraná.
title "Dimensionamento de pessoal de enfermagem no Hospital Universitário do Oeste do Paraná"
spellingShingle "Dimensionamento de pessoal de enfermagem no Hospital Universitário do Oeste do Paraná"
Anair Lazzari Nicola
title_short "Dimensionamento de pessoal de enfermagem no Hospital Universitário do Oeste do Paraná"
title_full "Dimensionamento de pessoal de enfermagem no Hospital Universitário do Oeste do Paraná"
title_fullStr "Dimensionamento de pessoal de enfermagem no Hospital Universitário do Oeste do Paraná"
title_full_unstemmed "Dimensionamento de pessoal de enfermagem no Hospital Universitário do Oeste do Paraná"
title_sort "Dimensionamento de pessoal de enfermagem no Hospital Universitário do Oeste do Paraná"
author Anair Lazzari Nicola
author_facet Anair Lazzari Nicola
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Maria Luiza Anselmi
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Kathia de Carvalho Cunha
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Ana Maria Laus
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Marcia Regina Antonietto da Costa Melo
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Janete Rodrigues da Silva Nakao
dc.contributor.author.fl_str_mv Anair Lazzari Nicola
contributor_str_mv Maria Luiza Anselmi
Kathia de Carvalho Cunha
Ana Maria Laus
Marcia Regina Antonietto da Costa Melo
Janete Rodrigues da Silva Nakao
description O papel desempenhado pelos recursos humanos na produção de serviços de saúde e, particularmente, no campo da enfermagem merece atenção especial. Este estudo aborda a temática da gerência de recursos humanos tomando por referência a questão do dimensionamento de pessoal de enfermagem em um setor específico de atuação: o hospital. Trata-se de uma investigação na modalidade de estudo de caso cujo objetivo geral é dimensionar o quadro de pessoal de enfermagem para unidades de internação de um hospital universitário situado em um município do oeste do estado do Paraná. A metodologia adotada é aquela proposta por Gaidzinski (1998) que contempla a identificação de determinadas variáveis, às quais correspondem instrumentos específicos de coleta de dados. Para identificação do grau de dependência do paciente em relação ao cuidado de enfermagem, utilizou-se o Sistema de Classificação de Pacientes segundo Perroca (2000); para as horas médias de assistência de enfermagem e o percentual de cada categoria profissional adotou-se como parâmetro a Resolução COFEN nº 189/96; a definição do índice de absenteísmo bem como a equação para cálculo do quadro de pessoal foram desenvolvidas segundo a metodologia preconizada por Gaidzinski (1998). As unidades de internação estudadas foram aquelas em que a clientela atendida era composta por adultos (≥ 14 anos), nas especialidades de clínica médica e clínica cirúrgica. Do total de 62 leitos ativados nas três unidades de internação estudadas, foram classificados, diariamente durante 92 dias consecutivos, 72,5% dos leitos que correspondem a 4.135 pacientes/dia. Para os demais 27,5% dos leitos, a classificação não se efetivou devido à recusa do paciente em participar do estudo e outras ocorrências. Dos pacientes classificados, 9,4% requeriam cuidados intensivos, 14,6% cuidados semi-intensivos, 45,1% cuidados intermediários e 30,9% cuidados mínimos. Para as ausências previstas, o maior índice deve-se às folgas semanais, para as ausências não previstas o índice mais elevado ocorre devido às licenças médicas. Aplicando-se a equação de dimensionamento, obteve-se um quadro projetado de 28 enfermeiros e 48 auxiliares de enfermagem. Comparando-se o quadro existente com o projetado verifica-se que para a categoria enfermeiro, o quantitativo existente corresponde a 50% daquele previsto; para a categoria de auxiliares de enfermagem há um excedente de 29,2%. Diante do quadro reduzido de enfermeiros, levanta-se a hipótese de que determinadas ações de enfermagem inerentes a esse profissional estejam sendo desenvolvidas pelo pessoal de nível médio, sem um processo de supervisão que permita o desenvolvimento de um trabalho mais articulado e integrativo, resultando em uma assistência de enfermagem de melhor qualidade. Entende-se, ainda, que a adoção, pelos enfermeiros, de um sistema de classificação de pacientes em suas respectivas unidades, permitirá ampliar o conhecimento acerca da clientela atendida, suas reais necessidades, bem como o desenvolvimento de habilidades e competências que lhe assegurem assistir e gerenciar de um modo mais seguro, inovador, autônomo e participativo.
publishDate 2005
dc.date.issued.fl_str_mv 2005-02-15
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/T.22.2005.tde-05102005-115414
url https://doi.org/10.11606/T.22.2005.tde-05102005-115414
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Enfermagem Fundamental
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376585607118848