Memórias do cotidiano e saberes sujeitados: análise das crônicas A+B de Machado de Assis

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2008
Autor(a) principal: Dário Ferreira Sousa Neto
Orientador(a): Joao Adolfo Hansen
Banca de defesa: Cilaine Alves Cunha, Lucia Granja
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Literatura Brasileira
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/D.8.2008.tde-30032009-163141
Resumo: Este trabalho tem como objetivo compreender, a partir de uma perspectiva composicional, sete crônicas de Machado de Assis. Publicadas entre setembro e outubro de 1886 no jornal Gazeta de Notícias, as crônicas A+B são uma junção de gêneros crônica, diálogo e paródia e de procedimentos retóricos estruturais estilização e paráfrase e não-estruturais intertextualidade, ironia e humor, tendo como base fundamental a tragicomédia. A partir das teorias de Julia Kristeva, Mikhail Bakhtin, Michel Foucault e Linda Hutcheon, a análise busca compreender os elementos composicionais e entender os efeitos de sentido que tornam essas crônicas fundamentais para a compreensão do conjunto de obras de Machado de Assis. À medida que a análise se desenvolveu, evidenciou-se a habilidade do grande do grande autor de apropriar-se de fontes canônicas e estabelecer relações de sentido entre elas e os diversos discursos políticos e casos noticiados no jornal nesse período. Por isso, justifica-se o título deste trabalho, Memórias do cotidiano e saberes sujeitados, pois, a partir de procedimentos retóricos estruturais e não estruturais, o autor desarticula os diversos discursos e saberes oficiais, utilizando-se de saberes cotidianos não-oficiais para evidenciar as incongruências e as inconsistências de saberes impostos como verdades. Essas evidências são elaboradas por meio de procedimentos técnico-estéticos que mostram a importância das crônicas em nossa literatura.
id USP_c4ea41f661e8a7f594ad20a25e54b208
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-30032009-163141
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesis Memórias do cotidiano e saberes sujeitados: análise das crônicas A+B de Machado de Assis Memories of everyday and subjects knowledges: analysis of chronic A + B of Machado de Assis 2008-09-25Joao Adolfo HansenCilaine Alves CunhaLucia GranjaDário Ferreira Sousa NetoUniversidade de São PauloLiteratura BrasileiraUSPBR Chronicles Crônicas Diálogos Dialogues Ironia Irony Machado de Assis Machado de Assis Paródia Parody Este trabalho tem como objetivo compreender, a partir de uma perspectiva composicional, sete crônicas de Machado de Assis. Publicadas entre setembro e outubro de 1886 no jornal Gazeta de Notícias, as crônicas A+B são uma junção de gêneros crônica, diálogo e paródia e de procedimentos retóricos estruturais estilização e paráfrase e não-estruturais intertextualidade, ironia e humor, tendo como base fundamental a tragicomédia. A partir das teorias de Julia Kristeva, Mikhail Bakhtin, Michel Foucault e Linda Hutcheon, a análise busca compreender os elementos composicionais e entender os efeitos de sentido que tornam essas crônicas fundamentais para a compreensão do conjunto de obras de Machado de Assis. À medida que a análise se desenvolveu, evidenciou-se a habilidade do grande do grande autor de apropriar-se de fontes canônicas e estabelecer relações de sentido entre elas e os diversos discursos políticos e casos noticiados no jornal nesse período. Por isso, justifica-se o título deste trabalho, Memórias do cotidiano e saberes sujeitados, pois, a partir de procedimentos retóricos estruturais e não estruturais, o autor desarticula os diversos discursos e saberes oficiais, utilizando-se de saberes cotidianos não-oficiais para evidenciar as incongruências e as inconsistências de saberes impostos como verdades. Essas evidências são elaboradas por meio de procedimentos técnico-estéticos que mostram a importância das crônicas em nossa literatura. This work aims to understand, from a compositional perspective, seven of Machado de Assis` chronicles. Published between September and October of 1886 in the newspaper Gazeta de Notícias, the chronicles A + B are an amalgamation of genres - chronicle, dialogue and parody - and rhetorical structural procedures - styling and paraphrase - and non-structural - intertextuality, irony and humour, based on the tragicomedy. Established on the fundamental theories of Julia Kristeva, Mikhail Bakhtin, Michel Foucault and Linda Hutcheon, the analyzis tries to understand the compositional elements and the sense of effects that transform these chronicles in elementary factors to understand all Machado de Assis` works. As the analysis has developed, it showed up the ability of the great author of appropriating from canonical sources in order to establish relations between them and the various political speeches and reported cases in the newspaper from that period. This is the reason of the title of this work, Memórias do cotidiano e saberes sujeitados, therefore from rhetorical structural and non structural procedures, the author disarranges the various official speeches and knowledges using the daily non-official knowledges to highlight the incongruous and the inconsistencies of forced knowledges as \"truths\". Such evidences are produced through technical and aesthetic procedures that show the importance of chronicle in our literature. https://doi.org/10.11606/D.8.2008.tde-30032009-163141info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T20:25:38Zoai:teses.usp.br:tde-30032009-163141Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212016-07-28T16:09:59Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Memórias do cotidiano e saberes sujeitados: análise das crônicas A+B de Machado de Assis
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Memories of everyday and subjects knowledges: analysis of chronic A + B of Machado de Assis
title Memórias do cotidiano e saberes sujeitados: análise das crônicas A+B de Machado de Assis
spellingShingle Memórias do cotidiano e saberes sujeitados: análise das crônicas A+B de Machado de Assis
Dário Ferreira Sousa Neto
title_short Memórias do cotidiano e saberes sujeitados: análise das crônicas A+B de Machado de Assis
title_full Memórias do cotidiano e saberes sujeitados: análise das crônicas A+B de Machado de Assis
title_fullStr Memórias do cotidiano e saberes sujeitados: análise das crônicas A+B de Machado de Assis
title_full_unstemmed Memórias do cotidiano e saberes sujeitados: análise das crônicas A+B de Machado de Assis
title_sort Memórias do cotidiano e saberes sujeitados: análise das crônicas A+B de Machado de Assis
author Dário Ferreira Sousa Neto
author_facet Dário Ferreira Sousa Neto
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Joao Adolfo Hansen
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Cilaine Alves Cunha
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Lucia Granja
dc.contributor.author.fl_str_mv Dário Ferreira Sousa Neto
contributor_str_mv Joao Adolfo Hansen
Cilaine Alves Cunha
Lucia Granja
description Este trabalho tem como objetivo compreender, a partir de uma perspectiva composicional, sete crônicas de Machado de Assis. Publicadas entre setembro e outubro de 1886 no jornal Gazeta de Notícias, as crônicas A+B são uma junção de gêneros crônica, diálogo e paródia e de procedimentos retóricos estruturais estilização e paráfrase e não-estruturais intertextualidade, ironia e humor, tendo como base fundamental a tragicomédia. A partir das teorias de Julia Kristeva, Mikhail Bakhtin, Michel Foucault e Linda Hutcheon, a análise busca compreender os elementos composicionais e entender os efeitos de sentido que tornam essas crônicas fundamentais para a compreensão do conjunto de obras de Machado de Assis. À medida que a análise se desenvolveu, evidenciou-se a habilidade do grande do grande autor de apropriar-se de fontes canônicas e estabelecer relações de sentido entre elas e os diversos discursos políticos e casos noticiados no jornal nesse período. Por isso, justifica-se o título deste trabalho, Memórias do cotidiano e saberes sujeitados, pois, a partir de procedimentos retóricos estruturais e não estruturais, o autor desarticula os diversos discursos e saberes oficiais, utilizando-se de saberes cotidianos não-oficiais para evidenciar as incongruências e as inconsistências de saberes impostos como verdades. Essas evidências são elaboradas por meio de procedimentos técnico-estéticos que mostram a importância das crônicas em nossa literatura.
publishDate 2008
dc.date.issued.fl_str_mv 2008-09-25
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/D.8.2008.tde-30032009-163141
url https://doi.org/10.11606/D.8.2008.tde-30032009-163141
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Literatura Brasileira
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786377244915007488