Reforma do ensino médio sob a lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora?

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2022
Autor(a) principal: Alves, Elaine Gonçalves lattes
Orientador(a): Previtali, Fabiane Santana lattes
Banca de defesa: Rego, Thais Cristina Figueiredo lattes, Rêses, Erlando da Silva lattes, França, Robson Luiz lattes, Morais, Sérgio Paulo lattes
Tipo de documento: Tese
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade Federal de Uberlândia
Programa de Pós-Graduação: Programa de Pós-graduação em Educação
Departamento: Não Informado pela instituição
País: Brasil
Palavras-chave em Português:
Área do conhecimento CNPq:
Link de acesso: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/35630
http://doi.org/10.14393/ufu.te.2022.462
Resumo: As pesquisas no âmbito educacional brasileiro são consensuais na percepção de que o Ensino Médio, etapa final da educação básica conforme a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996 é uma fase que provoca debates e reflexões devido aos persistentes obstáculos quanto ao acesso, à permanência e o tipo de formação oferecida para os jovens. Este estudo partiu da problemática quanto à formação que está sendo ofertada para o jovem brasileiro, principalmente os da classe trabalhadora, com a reforma do ensino médio expressa na Lei nº 13.415/2017. Também questiona sobre a efetividade da “escolha” dos estudantes pelos itinerários formativos e defende a tese de que essa reforma é um mecanismo que intensificará o dualismo escolar e aprofundará as desigualdades e as oportunidades educacionais para os jovens brasileiros por oferecer uma formação precária e limitada. O objetivo geral deste estudo foi analisar os determinantes da Lei nº 13.415/2017 considerando o contexto histórico e possíveis consequências dessa normativa. Para isso, utilizou-se o método do materialismo-histórico-dialético considerado pertinente para interpretar e analisar de forma crítica-reflexiva a realidade e compreender as contradições interceptando com as determinações histórico-políticas-econômico e culturais. Utilizou-se da pesquisa documental e bibliográfica relacionada ao tema apresentando o que consta nos documentos - leis, resoluções, decretos, portarias, entre outros – e nas produções acadêmicas realizadas sobre o Ensino Médio. O vértice deste estudo foi a análise crítica da Lei 13.415/2017 utilizando como instrumento metodológico a Análise de Conteúdo (BARDIN, 2002) a partir das categorias engendradas: Tempo de permanência na escola (Carga horária e Ensino Médio em Tempo Integral - EMTI); Reorganização curricular (BNCC + Itinerários Formativos); Dualidade do ensino e Desigualdade. Constatou-se que a proposição de um “novo” ensino médio pela Lei 13.415/2017 não é real; em outros momentos da história observou-se equivalente organização, diretrizes, enfim, aproximações entre os dispositivos normativos – estes, expressando o ideário que perpassa a sociedade capitalista cujas relações secciona os objetivos para a classe dominante e a classe subalterna. O estudo evidenciou que essa reforma aumentará as desigualdades educacionais e oferecerá para os jovens filhos da classe trabalhadora uma instrução precária e superficial; será um esvaziado processo de construção do conhecimento. Concluiu-se que essa é mais uma reforma implementada no ensino médio cuja intenção é atender à demanda capitalista oferecendo uma formação profissional, instrumentalizada para o jovem ingressar no mercado de trabalho.
id UFU_a5b9eb82d11dcc24dff8c9ed66f27c47
oai_identifier_str oai:repositorio.ufu.br:123456789/35630
network_acronym_str UFU
network_name_str Repositório Institucional da UFU
repository_id_str
spelling 2022-08-22T18:30:05Z2022-08-22T18:30:05Z2022-08-03ALVES, Elaine Gonçalves. Reforma do ensino médio sob a Lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora? 2022. 229f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2022. DOI http://doi.org/10.14393/ufu.te.2022.462https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/35630http://doi.org/10.14393/ufu.te.2022.462As pesquisas no âmbito educacional brasileiro são consensuais na percepção de que o Ensino Médio, etapa final da educação básica conforme a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996 é uma fase que provoca debates e reflexões devido aos persistentes obstáculos quanto ao acesso, à permanência e o tipo de formação oferecida para os jovens. Este estudo partiu da problemática quanto à formação que está sendo ofertada para o jovem brasileiro, principalmente os da classe trabalhadora, com a reforma do ensino médio expressa na Lei nº 13.415/2017. Também questiona sobre a efetividade da “escolha” dos estudantes pelos itinerários formativos e defende a tese de que essa reforma é um mecanismo que intensificará o dualismo escolar e aprofundará as desigualdades e as oportunidades educacionais para os jovens brasileiros por oferecer uma formação precária e limitada. O objetivo geral deste estudo foi analisar os determinantes da Lei nº 13.415/2017 considerando o contexto histórico e possíveis consequências dessa normativa. Para isso, utilizou-se o método do materialismo-histórico-dialético considerado pertinente para interpretar e analisar de forma crítica-reflexiva a realidade e compreender as contradições interceptando com as determinações histórico-políticas-econômico e culturais. Utilizou-se da pesquisa documental e bibliográfica relacionada ao tema apresentando o que consta nos documentos - leis, resoluções, decretos, portarias, entre outros – e nas produções acadêmicas realizadas sobre o Ensino Médio. O vértice deste estudo foi a análise crítica da Lei 13.415/2017 utilizando como instrumento metodológico a Análise de Conteúdo (BARDIN, 2002) a partir das categorias engendradas: Tempo de permanência na escola (Carga horária e Ensino Médio em Tempo Integral - EMTI); Reorganização curricular (BNCC + Itinerários Formativos); Dualidade do ensino e Desigualdade. Constatou-se que a proposição de um “novo” ensino médio pela Lei 13.415/2017 não é real; em outros momentos da história observou-se equivalente organização, diretrizes, enfim, aproximações entre os dispositivos normativos – estes, expressando o ideário que perpassa a sociedade capitalista cujas relações secciona os objetivos para a classe dominante e a classe subalterna. O estudo evidenciou que essa reforma aumentará as desigualdades educacionais e oferecerá para os jovens filhos da classe trabalhadora uma instrução precária e superficial; será um esvaziado processo de construção do conhecimento. Concluiu-se que essa é mais uma reforma implementada no ensino médio cuja intenção é atender à demanda capitalista oferecendo uma formação profissional, instrumentalizada para o jovem ingressar no mercado de trabalho.Research in the Brazilian educational field is consensual as to the perception that high school, the final stage of basic education according to the Law of Directives and Bases of National Education nº 9.394 of December 20, 1996, is a phase that raises debates and reflections due to persistent obstacles to access, permanence and type of training offered to young people. This study started from the problem on the training that is being offered to young Brazilians, especially those from the working class, with the high school reform expressed in Law nº 13.415/2017. It also questions the effectiveness of students’ “choice” for training itineraries and defends the thesis that this reform is a mechanism that will intensify school dualism and deepen inequalities and educational opportunities for young Brazilians by offering a precarious and limited education. The general objective of this study was to analyze the determinants of Law nº 13.415/2017 considering the historical context and possible consequences of this regulation. For this, we used the method of historical-dialectical materialism considered relevant to interpret and analyze reality in a critical-reflexive way and understand the contradictions intersecting with the historical-political-economic and cultural determinations. Documentary and bibliographic research related to the theme was used, presenting what is contained in the documents - laws, resolutions, decrees, ordinances, among others - and in the academic productions carried out on High School. The vertex of this study was the critical analysis of Law nº 13.415/2017 using Content Analysis as a methodological instrument (BARDIN, 2002) based on the following categories: Time spent at school (hour load of the course and Full-Time High School - FTHS); Curricular reorganization (BNCC + Training Itineraries); Duality of teaching and Inequality. It was found that the proposition of a “new” high school by Law nº 13.415/2017 is not real; at other moments in history, equivalent organization, guidelines, in short, approximations between the normative devices were observed – the latter express the ideology that permeates the capitalist society whose relations divide the objectives for the dominant class and the subaltern class. The study showed that this reform will increase educational inequalities and provide young working-class children with a precarious and superficial education; it will be an empty process of knowledge construction. It was concluded that this is another reform implemented in high school whose intention is to meet the capitalist demand by offering professional training, orchestrated to make young people enter the job market.Tese (Doutorado)porUniversidade Federal de UberlândiaPrograma de Pós-graduação em EducaçãoBrasilCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::CURRICULO::CURRICULOS ESPECIFICOS PARA NIVEIS E TIPOS DE EDUCACAOEducaçãoEducação básicaFormação profissionalpolítica educacionalensino médioreforma do ensino médioformação profissionaldualidade do ensinoReforma do ensino médio sob a lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora?High school reform under law nº 13.415/2017: what training for the working class?info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesisPrevitali, Fabiane Santanahttp://lattes.cnpq.br/8154680248919577Rego, Thais Cristina Figueiredohttp://lattes.cnpq.br/0710091495429308Rêses, Erlando da Silvahttp://lattes.cnpq.br/8519891607184656França, Robson Luizhttp://lattes.cnpq.br/6494919511957208Morais, Sérgio Paulohttp://lattes.cnpq.br/1338723525544602http://lattes.cnpq.br/0903449369370856Alves, Elaine Gonçalves229info:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Repositório Institucional da UFUinstname:Universidade Federal de Uberlândia (UFU)instacron:UFUORIGINALReformaEnsinoMédioI.pdfReformaEnsinoMédioI.pdfapplication/pdf2566893https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/35630/1/ReformaEnsinoM%c3%a9dioI.pdf28502b315c51a075f8606b4a0db11475MD51LICENSElicense.txtlicense.txttext/plain; charset=utf-81792https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/35630/2/license.txt48ded82ce41b8d2426af12aed6b3cbf3MD52TEXTReformaEnsinoMédioI.pdf.txtReformaEnsinoMédioI.pdf.txtExtracted texttext/plain573295https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/35630/3/ReformaEnsinoM%c3%a9dioI.pdf.txtdbf58f957782abc9bb8ab8a32d4a5e9cMD53THUMBNAILReformaEnsinoMédioI.pdf.jpgReformaEnsinoMédioI.pdf.jpgGenerated Thumbnailimage/jpeg1189https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/35630/4/ReformaEnsinoM%c3%a9dioI.pdf.jpg2e4a2ca99890e21f98f48439a4e7325dMD54123456789/356302022-08-23 03:27:35.092oai:repositorio.ufu.br:123456789/35630w4kgbmVjZXNzw6FyaW8gY29uY29yZGFyIGNvbSBhIGxpY2Vuw6dhIGRlIGRpc3RyaWJ1acOnw6NvIG7Do28tZXhjbHVzaXZhLCBhbnRlcyBxdWUgbyBkb2N1bWVudG8gcG9zc2EgYXBhcmVjZXIgbm8gUmVwb3NpdMOzcmlvLiBQb3IgZmF2b3IsIGxlaWEgYSBsaWNlbsOnYSBhdGVudGFtZW50ZS4gQ2FzbyBuZWNlc3NpdGUgZGUgYWxndW0gZXNjbGFyZWNpbWVudG8gZW50cmUgZW0gY29udGF0byBhdHJhdsOpcyBkbyBlLW1haWwgIHJlcG9zaXRvcmlvQHVmdS5ici4KCkxJQ0VOw4dBIERFIERJU1RSSUJVScOHw4NPIE7Dg08tRVhDTFVTSVZBCgpBbyBhc3NpbmFyIGUgZW50cmVnYXIgZXN0YSBsaWNlbsOnYSwgby9hIFNyLi9TcmEuIChhdXRvciBvdSBkZXRlbnRvciBkb3MgZGlyZWl0b3MgZGUgYXV0b3IpOgoKYSkgQ29uY2VkZSDDoCBVbml2ZXJzaWRhZGUgRmVkZXJhbCBkZSBVYmVybMOibmRpYSBvIGRpcmVpdG8gbsOjby1leGNsdXNpdm8gZGUgcmVwcm9kdXppciwgY29udmVydGVyIChjb21vIGRlZmluaWRvIGFiYWl4byksIGNvbXVuaWNhciBlL291IGRpc3RyaWJ1aXIgbyBkb2N1bWVudG8gZW50cmVndWUgKGluY2x1aW5kbyBvIHJlc3Vtby9hYnN0cmFjdCkgZW0gZm9ybWF0byBkaWdpdGFsIG91IGltcHJlc3NvIGUgZW0gcXVhbHF1ZXIgbWVpby4KCmIpIERlY2xhcmEgcXVlIG8gZG9jdW1lbnRvIGVudHJlZ3VlIMOpIHNldSB0cmFiYWxobyBvcmlnaW5hbCwgZSBxdWUgZGV0w6ltIG8gZGlyZWl0byBkZSBjb25jZWRlciBvcyBkaXJlaXRvcyBjb250aWRvcyBuZXN0YSBsaWNlbsOnYS4gRGVjbGFyYSB0YW1iw6ltIHF1ZSBhIGVudHJlZ2EgZG8gZG9jdW1lbnRvIG7Do28gaW5mcmluZ2UsIHRhbnRvIHF1YW50byBsaGUgw6kgcG9zc8OtdmVsIHNhYmVyLCBvcyBkaXJlaXRvcyBkZSBxdWFscXVlciBvdXRyYSBwZXNzb2Egb3UgZW50aWRhZGUuCgpjKSBTZSBvIGRvY3VtZW50byBlbnRyZWd1ZSBjb250w6ltIG1hdGVyaWFsIGRvIHF1YWwgbsOjbyBkZXTDqW0gb3MgZGlyZWl0b3MgZGUgYXV0b3IsIGRlY2xhcmEgcXVlIG9idGV2ZSBhdXRvcml6YcOnw6NvIGRvIGRldGVudG9yIGRvcyBkaXJlaXRvcyBkZSBhdXRvciBwYXJhIGNvbmNlZGVyIMOgIFVuaXZlcnNpZGFkZSBGZWRlcmFsIGRlIFViZXJsw6JuZGlhIG9zIGRpcmVpdG9zIHJlcXVlcmlkb3MgcG9yIGVzdGEgbGljZW7Dp2EsIGUgcXVlIGVzc2UgbWF0ZXJpYWwgY3Vqb3MgZGlyZWl0b3Mgc8OjbyBkZSB0ZXJjZWlyb3MgZXN0w6EgY2xhcmFtZW50ZSBpZGVudGlmaWNhZG8gZSByZWNvbmhlY2lkbyBubyB0ZXh0byBvdSBjb250ZcO6ZG8gZG8gZG9jdW1lbnRvIGVudHJlZ3VlLgoKU2UgbyBkb2N1bWVudG8gZW50cmVndWUgw6kgYmFzZWFkbyBlbSB0cmFiYWxobyBmaW5hbmNpYWRvIG91IGFwb2lhZG8gcG9yIG91dHJhIGluc3RpdHVpw6fDo28gcXVlIG7Do28gYSBVbml2ZXJzaWRhZGUgRmVkZXJhbCBkZSBVYmVybMOibmRpYSwgZGVjbGFyYSBxdWUgY3VtcHJpdSBxdWFpc3F1ZXIgb2JyaWdhw6fDtWVzIGV4aWdpZGFzIHBlbG8gcmVzcGVjdGl2byBjb250cmF0byBvdSBhY29yZG8uCgpBIFVuaXZlcnNpZGFkZSBGZWRlcmFsIGRlIFViZXJsw6JuZGlhIGlkZW50aWZpY2Fyw6EgY2xhcmFtZW50ZSBvKHMpIHNldShzKSBub21lKHMpIGNvbW8gbyhzKSBhdXRvcihlcykgb3UgZGV0ZW50b3IgKGVzKSBkb3MgZGlyZWl0b3MgZG8gZG9jdW1lbnRvIGVudHJlZ3VlLCBlIG7Do28gZmFyw6EgcXVhbHF1ZXIgYWx0ZXJhw6fDo28sIHBhcmEgYWzDqW0gZGFzIHBlcm1pdGlkYXMgcG9yIGVzdGEgbGljZW7Dp2EuCg==Repositório InstitucionalONGhttp://repositorio.ufu.br/oai/requestdiinf@dirbi.ufu.bropendoar:2022-08-23T06:27:35Repositório Institucional da UFU - Universidade Federal de Uberlândia (UFU)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv Reforma do ensino médio sob a lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora?
dc.title.alternative.pt_BR.fl_str_mv High school reform under law nº 13.415/2017: what training for the working class?
title Reforma do ensino médio sob a lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora?
spellingShingle Reforma do ensino médio sob a lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora?
Alves, Elaine Gonçalves
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::CURRICULO::CURRICULOS ESPECIFICOS PARA NIVEIS E TIPOS DE EDUCACAO
política educacional
ensino médio
reforma do ensino médio
formação profissional
dualidade do ensino
Educação
Educação básica
Formação profissional
title_short Reforma do ensino médio sob a lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora?
title_full Reforma do ensino médio sob a lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora?
title_fullStr Reforma do ensino médio sob a lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora?
title_full_unstemmed Reforma do ensino médio sob a lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora?
title_sort Reforma do ensino médio sob a lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora?
author Alves, Elaine Gonçalves
author_facet Alves, Elaine Gonçalves
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Previtali, Fabiane Santana
dc.contributor.advisor1Lattes.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/8154680248919577
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Rego, Thais Cristina Figueiredo
dc.contributor.referee1Lattes.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/0710091495429308
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Rêses, Erlando da Silva
dc.contributor.referee2Lattes.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/8519891607184656
dc.contributor.referee3.fl_str_mv França, Robson Luiz
dc.contributor.referee3Lattes.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/6494919511957208
dc.contributor.referee4.fl_str_mv Morais, Sérgio Paulo
dc.contributor.referee4Lattes.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/1338723525544602
dc.contributor.authorLattes.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/0903449369370856
dc.contributor.author.fl_str_mv Alves, Elaine Gonçalves
contributor_str_mv Previtali, Fabiane Santana
Rego, Thais Cristina Figueiredo
Rêses, Erlando da Silva
França, Robson Luiz
Morais, Sérgio Paulo
dc.subject.cnpq.fl_str_mv CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::CURRICULO::CURRICULOS ESPECIFICOS PARA NIVEIS E TIPOS DE EDUCACAO
topic CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::CURRICULO::CURRICULOS ESPECIFICOS PARA NIVEIS E TIPOS DE EDUCACAO
política educacional
ensino médio
reforma do ensino médio
formação profissional
dualidade do ensino
Educação
Educação básica
Formação profissional
dc.subject.por.fl_str_mv política educacional
ensino médio
reforma do ensino médio
formação profissional
dualidade do ensino
dc.subject.autorizado.pt_BR.fl_str_mv Educação
Educação básica
Formação profissional
description As pesquisas no âmbito educacional brasileiro são consensuais na percepção de que o Ensino Médio, etapa final da educação básica conforme a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996 é uma fase que provoca debates e reflexões devido aos persistentes obstáculos quanto ao acesso, à permanência e o tipo de formação oferecida para os jovens. Este estudo partiu da problemática quanto à formação que está sendo ofertada para o jovem brasileiro, principalmente os da classe trabalhadora, com a reforma do ensino médio expressa na Lei nº 13.415/2017. Também questiona sobre a efetividade da “escolha” dos estudantes pelos itinerários formativos e defende a tese de que essa reforma é um mecanismo que intensificará o dualismo escolar e aprofundará as desigualdades e as oportunidades educacionais para os jovens brasileiros por oferecer uma formação precária e limitada. O objetivo geral deste estudo foi analisar os determinantes da Lei nº 13.415/2017 considerando o contexto histórico e possíveis consequências dessa normativa. Para isso, utilizou-se o método do materialismo-histórico-dialético considerado pertinente para interpretar e analisar de forma crítica-reflexiva a realidade e compreender as contradições interceptando com as determinações histórico-políticas-econômico e culturais. Utilizou-se da pesquisa documental e bibliográfica relacionada ao tema apresentando o que consta nos documentos - leis, resoluções, decretos, portarias, entre outros – e nas produções acadêmicas realizadas sobre o Ensino Médio. O vértice deste estudo foi a análise crítica da Lei 13.415/2017 utilizando como instrumento metodológico a Análise de Conteúdo (BARDIN, 2002) a partir das categorias engendradas: Tempo de permanência na escola (Carga horária e Ensino Médio em Tempo Integral - EMTI); Reorganização curricular (BNCC + Itinerários Formativos); Dualidade do ensino e Desigualdade. Constatou-se que a proposição de um “novo” ensino médio pela Lei 13.415/2017 não é real; em outros momentos da história observou-se equivalente organização, diretrizes, enfim, aproximações entre os dispositivos normativos – estes, expressando o ideário que perpassa a sociedade capitalista cujas relações secciona os objetivos para a classe dominante e a classe subalterna. O estudo evidenciou que essa reforma aumentará as desigualdades educacionais e oferecerá para os jovens filhos da classe trabalhadora uma instrução precária e superficial; será um esvaziado processo de construção do conhecimento. Concluiu-se que essa é mais uma reforma implementada no ensino médio cuja intenção é atender à demanda capitalista oferecendo uma formação profissional, instrumentalizada para o jovem ingressar no mercado de trabalho.
publishDate 2022
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2022-08-22T18:30:05Z
dc.date.available.fl_str_mv 2022-08-22T18:30:05Z
dc.date.issued.fl_str_mv 2022-08-03
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.citation.fl_str_mv ALVES, Elaine Gonçalves. Reforma do ensino médio sob a Lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora? 2022. 229f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2022. DOI http://doi.org/10.14393/ufu.te.2022.462
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/35630
dc.identifier.doi.pt_BR.fl_str_mv http://doi.org/10.14393/ufu.te.2022.462
identifier_str_mv ALVES, Elaine Gonçalves. Reforma do ensino médio sob a Lei nº 13.415/2017: que formação para a classe trabalhadora? 2022. 229f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2022. DOI http://doi.org/10.14393/ufu.te.2022.462
url https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/35630
http://doi.org/10.14393/ufu.te.2022.462
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Uberlândia
dc.publisher.program.fl_str_mv Programa de Pós-graduação em Educação
dc.publisher.country.fl_str_mv Brasil
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Uberlândia
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFU
instname:Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
instacron:UFU
instname_str Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
instacron_str UFU
institution UFU
reponame_str Repositório Institucional da UFU
collection Repositório Institucional da UFU
bitstream.url.fl_str_mv https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/35630/1/ReformaEnsinoM%c3%a9dioI.pdf
https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/35630/2/license.txt
https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/35630/3/ReformaEnsinoM%c3%a9dioI.pdf.txt
https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/35630/4/ReformaEnsinoM%c3%a9dioI.pdf.jpg
bitstream.checksum.fl_str_mv 28502b315c51a075f8606b4a0db11475
48ded82ce41b8d2426af12aed6b3cbf3
dbf58f957782abc9bb8ab8a32d4a5e9c
2e4a2ca99890e21f98f48439a4e7325d
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFU - Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
repository.mail.fl_str_mv diinf@dirbi.ufu.br
_version_ 1802110999251124224