Contribuição para o estudo das distâncias de visibilidade de ultrapassagem para rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego.

Detalhes bibliográficos
Ano de defesa: 2006
Autor(a) principal: Paulo Tomaz Pellegrini
Orientador(a): Felipe Issa Kabbach Junior
Banca de defesa: Ettore Jose Bottura, Sergio Henrique Demarchi
Tipo de documento: Dissertação
Tipo de acesso: Acesso aberto
Idioma: por
Instituição de defesa: Universidade de São Paulo
Programa de Pós-Graduação: Engenharia de Transportes
Departamento: Não Informado pela instituição
País: BR
Link de acesso: https://doi.org/10.11606/D.3.2006.tde-05092006-142613
Resumo: Parcela expressiva do transporte de cargas e de passageiros é realizada atualmente no Brasil pelo modo rodoviário, sendo que mais de 90% da malha viária federal é composta por rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego. A necessidade de manobras de ultrapassagem neste tipo de rodovia é bastante comum e a falta de oportunidades para que elas se realizem pode comprometer a eficiência operacional e condições gerais e específicas de segurança ao longo da via. O principal parâmetro de projeto relacionado às manobras de ultrapassagem é a Distância de Visibilidade de Ultrapassagem (DVU). Hoje há critérios distintos para a fixação dos valores mínimos de projeto para este parâmetro: a DVU dimensionada pelo critério geométrico é aplicada no desenvolvimento do projeto de geometria da rodovia e a DVU dimensionada pelo critério de sinalização é utilizada no projeto de sinalização da via. Os valores mínimos de DVU recomendados diferem bastante de um critério para outro, assim como as considerações pertinentes ao dimensionamento dos mesmos. No Brasil as referências para os valores estabelecidos são o Manual de Projeto Geométrico de Rodovias Rurais e o Manual de Sinalização Rodoviária, ambos publicados em 1999 pelo extinto DNER (atual DNIT). Quando se considera, por um lado, que as metodologias para estabelecimento dos mencionados valores mínimos são fundamentadas em estudos e pesquisas de campo realizados nos Estados Unidos na primeira metade do século passado e, por outro lado, o avanço das características técnicas das rodovias e dos veículos em circulação bem como as alterações ocorridas no comportamento dos motoristas ao longo das últimas décadas, torna-se evidente a necessidade de revisão de tais metodologias. Considerando sua aplicação às rodovias brasileiras, julga-se conveniente o desenvolvimento de pesquisas sobre a realização de manobras de ultrapassagens na malha viária nacional, com o objetivo de verificar se os valores da DVU atualmente em uso são adequados. Neste sentido, este trabalho apresenta uma análise crítica dos principais modelos e critérios hoje adotados no país e no Exterior, com base em ampla pesquisa bibliográfica e no levantamento de dados relacionados a manobras de ultrapassagem observadas em três rodovias do Estado de São Paulo, assim como a proposição de modelos alternativos para a definição de valores mínimos para a DVU segundo o critério geométrico e o critério de sinalização.
id USP_94bfef55a92757741d869eb6a7dbd7d6
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05092006-142613
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesis Contribuição para o estudo das distâncias de visibilidade de ultrapassagem para rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego. Study of passing sight distance on two lane highways. 2006-05-29Felipe Issa Kabbach JuniorEttore Jose BotturaSergio Henrique DemarchiPaulo Tomaz PellegriniUniversidade de São PauloEngenharia de TransportesUSPBR highways operação operation rodovias safety segurança Parcela expressiva do transporte de cargas e de passageiros é realizada atualmente no Brasil pelo modo rodoviário, sendo que mais de 90% da malha viária federal é composta por rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego. A necessidade de manobras de ultrapassagem neste tipo de rodovia é bastante comum e a falta de oportunidades para que elas se realizem pode comprometer a eficiência operacional e condições gerais e específicas de segurança ao longo da via. O principal parâmetro de projeto relacionado às manobras de ultrapassagem é a Distância de Visibilidade de Ultrapassagem (DVU). Hoje há critérios distintos para a fixação dos valores mínimos de projeto para este parâmetro: a DVU dimensionada pelo critério geométrico é aplicada no desenvolvimento do projeto de geometria da rodovia e a DVU dimensionada pelo critério de sinalização é utilizada no projeto de sinalização da via. Os valores mínimos de DVU recomendados diferem bastante de um critério para outro, assim como as considerações pertinentes ao dimensionamento dos mesmos. No Brasil as referências para os valores estabelecidos são o Manual de Projeto Geométrico de Rodovias Rurais e o Manual de Sinalização Rodoviária, ambos publicados em 1999 pelo extinto DNER (atual DNIT). Quando se considera, por um lado, que as metodologias para estabelecimento dos mencionados valores mínimos são fundamentadas em estudos e pesquisas de campo realizados nos Estados Unidos na primeira metade do século passado e, por outro lado, o avanço das características técnicas das rodovias e dos veículos em circulação bem como as alterações ocorridas no comportamento dos motoristas ao longo das últimas décadas, torna-se evidente a necessidade de revisão de tais metodologias. Considerando sua aplicação às rodovias brasileiras, julga-se conveniente o desenvolvimento de pesquisas sobre a realização de manobras de ultrapassagens na malha viária nacional, com o objetivo de verificar se os valores da DVU atualmente em uso são adequados. Neste sentido, este trabalho apresenta uma análise crítica dos principais modelos e critérios hoje adotados no país e no Exterior, com base em ampla pesquisa bibliográfica e no levantamento de dados relacionados a manobras de ultrapassagem observadas em três rodovias do Estado de São Paulo, assim como a proposição de modelos alternativos para a definição de valores mínimos para a DVU segundo o critério geométrico e o critério de sinalização. Today, most of the transportation in Brazil – of both people and goods - uses the country’s highway system. Two-lane highways represent over 90% of the federal highway network. Passing maneuvers are often required on such highways and the lack of opportunities may compromise operational efficiency and safety conditions. Passing Sight Distance (PSD) is the key project parameter related to passing maneuvers. Today, there are two different methods to establish minimum PSD design values: the geometric criteria, which are used highway on geometric design, and the signaling criteria, used to mark pavement surface. Minimum PSD values recommended by geometric criteria and signaling criteria are often very different, as well as the assumptions on which these models are based. In Brazil the references adopted are the Highway Design Manual for Rural Highways (Manual de Projeto Geométrico de Rodovias Rurais) and the Highway Signaling Manual (Manual de Sinalização Rodoviária), both published in 1999 by DNER (today called DNIT). Considering that the recommended values are based on field studies carried out in the United States in the first half of the 20th century, it is clear that these criteria must be reviewed, specially taking into account the technical advances of highways and vehicles, as well as the changes occurred in driving behavior over the last decades. Considering the application to Brazilian highways, it is important to research passing maneuvers through national roads in order to verify the adequacy of PSD values adopted. Therefore, this work presents a critical analysis of major models used today in Brazil and abroad, based on extensive bibliographical research and on field studies related to passing maneuvers in three highways in São Paulo State. New models to determine minimum PSD values are also proposed for both geometric and signaling criteria. https://doi.org/10.11606/D.3.2006.tde-05092006-142613info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2023-12-21T18:16:34Zoai:teses.usp.br:tde-05092006-142613Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUBhttp://www.teses.usp.br/cgi-bin/mtd2br.plvirginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.bropendoar:27212016-07-28T16:09:50Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Contribuição para o estudo das distâncias de visibilidade de ultrapassagem para rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego.
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Study of passing sight distance on two lane highways.
title Contribuição para o estudo das distâncias de visibilidade de ultrapassagem para rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego.
spellingShingle Contribuição para o estudo das distâncias de visibilidade de ultrapassagem para rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego.
Paulo Tomaz Pellegrini
title_short Contribuição para o estudo das distâncias de visibilidade de ultrapassagem para rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego.
title_full Contribuição para o estudo das distâncias de visibilidade de ultrapassagem para rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego.
title_fullStr Contribuição para o estudo das distâncias de visibilidade de ultrapassagem para rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego.
title_full_unstemmed Contribuição para o estudo das distâncias de visibilidade de ultrapassagem para rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego.
title_sort Contribuição para o estudo das distâncias de visibilidade de ultrapassagem para rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego.
author Paulo Tomaz Pellegrini
author_facet Paulo Tomaz Pellegrini
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Felipe Issa Kabbach Junior
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Ettore Jose Bottura
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Sergio Henrique Demarchi
dc.contributor.author.fl_str_mv Paulo Tomaz Pellegrini
contributor_str_mv Felipe Issa Kabbach Junior
Ettore Jose Bottura
Sergio Henrique Demarchi
description Parcela expressiva do transporte de cargas e de passageiros é realizada atualmente no Brasil pelo modo rodoviário, sendo que mais de 90% da malha viária federal é composta por rodovias bidirecionais com duas faixas de tráfego. A necessidade de manobras de ultrapassagem neste tipo de rodovia é bastante comum e a falta de oportunidades para que elas se realizem pode comprometer a eficiência operacional e condições gerais e específicas de segurança ao longo da via. O principal parâmetro de projeto relacionado às manobras de ultrapassagem é a Distância de Visibilidade de Ultrapassagem (DVU). Hoje há critérios distintos para a fixação dos valores mínimos de projeto para este parâmetro: a DVU dimensionada pelo critério geométrico é aplicada no desenvolvimento do projeto de geometria da rodovia e a DVU dimensionada pelo critério de sinalização é utilizada no projeto de sinalização da via. Os valores mínimos de DVU recomendados diferem bastante de um critério para outro, assim como as considerações pertinentes ao dimensionamento dos mesmos. No Brasil as referências para os valores estabelecidos são o Manual de Projeto Geométrico de Rodovias Rurais e o Manual de Sinalização Rodoviária, ambos publicados em 1999 pelo extinto DNER (atual DNIT). Quando se considera, por um lado, que as metodologias para estabelecimento dos mencionados valores mínimos são fundamentadas em estudos e pesquisas de campo realizados nos Estados Unidos na primeira metade do século passado e, por outro lado, o avanço das características técnicas das rodovias e dos veículos em circulação bem como as alterações ocorridas no comportamento dos motoristas ao longo das últimas décadas, torna-se evidente a necessidade de revisão de tais metodologias. Considerando sua aplicação às rodovias brasileiras, julga-se conveniente o desenvolvimento de pesquisas sobre a realização de manobras de ultrapassagens na malha viária nacional, com o objetivo de verificar se os valores da DVU atualmente em uso são adequados. Neste sentido, este trabalho apresenta uma análise crítica dos principais modelos e critérios hoje adotados no país e no Exterior, com base em ampla pesquisa bibliográfica e no levantamento de dados relacionados a manobras de ultrapassagem observadas em três rodovias do Estado de São Paulo, assim como a proposição de modelos alternativos para a definição de valores mínimos para a DVU segundo o critério geométrico e o critério de sinalização.
publishDate 2006
dc.date.issued.fl_str_mv 2006-05-29
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/D.3.2006.tde-05092006-142613
url https://doi.org/10.11606/D.3.2006.tde-05092006-142613
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Engenharia de Transportes
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP - Universidade de São Paulo (USP)
repository.mail.fl_str_mv virginia@if.usp.br|| atendimento@aguia.usp.br||virginia@if.usp.br
_version_ 1786376583568687104